Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESEJEI CAIXÃO

Naquela noite
Desejei teus braços.
Queria o aperto
Dos teus abraços.
Dos teus olhos me aproximar,
os teus óculos tirar,
E olhar os teus traços.

Uma noite de lua cheia
Fiquei como um lobo
Sem ter alcatéia
Era apenas um bobo
Desejei partir para outro plano,
Mas figuei por engano...
Dava notícia na Globo!

Mas perdi a conexão.
Já é madrugada,
São quase três,
E estou na calçada.
Não faz frio por aqui
Nem luz se ver daqui...
Sozinho na alvorada.

Como é triste, a tristeza
Da solidão.
Não tem um sorriso
De emoção,
Nem os teus abraços apertando
E meu corpo te acobertando.
Hoje, desejei caixão.

Tiago Alves 24 de Agosto, 2019.
Tiago_Alves
Enviado por Tiago_Alves em 24/08/2019
Reeditado em 24/08/2019
Código do texto: T6727742
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Tiago_Alves
Aroazes - Piauí - Brasil, 24 anos
62 textos (1550 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/19 02:44)
Tiago_Alves