Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amou demais.

Tudo está bem,tudo,tudo normal,apesar dos sinais que nunca queremos ver...até que surpreendidos submergimos nas profundezas obscuras e geladas de nossas mentes,um luto sem tempo marcado,remendando os pedaços que nos arrancaram,poder emergir com as cicatrizes ainda doridas.


Com explicar um amor sem medidas?
Como explicar a cegueira que nos mantem cativo?
Como explicar esse sentimento solitário?
Como explicar um amor fiel?

Ah eu amei,como te amei...
Um amor infinito,eterno...pensava.
Te amei com inocência,com alma de criança,
amei sem nenhuma dúvida,amei sem perdão.
Me exclui, pra você ser,fui profundo e você fútil...

Sem drama,fui truão por amar,
noites se tornaram dias com choros sentidos,
dor insuportável do abandono,do orgulho ferido,
luto de uma vida inteira de entrega,ferida aberta...

Mereci ou foi lição?
Aprendendo a resguardar sentimentos,
reaprender a viver,não exigir dos amores que virão,
restabelecer minha alma,meu coração.

Coisas de Regina



Ontem fizemos amor, como nunca! Como a última vez, e pela última vez... Ela não sabia, mas antes dele acordar eu parti, deixei uma foto deles em cima da mesa e um bilhete, que dizia: “Que ele tire o lixo dos cestos às quartas sextas e segundas, pois o último eu estou tirando agora, você, do meu coração.”
@marcosbulhoes

Sofrimentos  observados em quem se ama,ficamos torcendo pra que seja breve,porém sabemos que demora.
xodózinha
Enviado por xodózinha em 23/04/2019
Reeditado em 24/04/2019
Código do texto: T6630728
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
xodózinha
São José dos Campos - São Paulo - Brasil
666 textos (23689 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/01/20 10:06)
xodózinha