Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CÍNGULO


Ó Senhor, que eu seja tão livre, a ponto
De me abandonar à Vossa graça,
Cingindo os meus rins, sempre pronto,
Como fiel servo à Vossa espera.

Senhor, que eu viva a penitência,
Subjugando o eu-velho-homem
Pela operante oração e vigilância,
E Vossa graça me fará um novo homem.

Que a minha vontade seja aberta,
Ao entranhado e fiducial compromisso,
Com a imutável porta aberta.

Dá-me a graça da austeridade,
No caminho da existência,
Que é a Vossa providencial vontade.

São Luís – MA, 30 de maio de 2012.

JONAS MATHEUS
Enviado por JONAS MATHEUS em 07/03/2017
Código do texto: T5933675
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
JONAS MATHEUS
Capanema - Pará - Brasil, 30 anos
205 textos (4547 leituras)
26 áudios (240 audições)
4 e-livros (255 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/11/19 08:14)
JONAS MATHEUS