Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Escravo de galé

Empregados muitas vezes sente se como Ben-Hur.
Lembra-se do Bem-Hur acorrentado àquele remo
Remando ano após ano?
Ele ouvia os sons dos furacões
Dos navios, colidindo uns com os outros
Mas ele não podia ver todos esses acontecimentos
Pois,não tinha permissão para subir ao convés
Nem para apanhar ar fresco ou nadar no oceano
Havia aquela incessante batida do tambor
Do sujeito grande e suado
Batidas marcadas para manter o ritmo das remadas.
São detalhes que fazem lembrar do chãos da fabricas
Onde os funcionários sentem se iguais ao Ben-Hur.
Muitos funcionário dizem
Que trabalhadores competentes não tem oportunidades
Eles estão lá embaixo, nos porões do navio, o dia todo
Não tem permissão nunca para subir ao convés
Nem mesmo para saber o que está acontecendo com o navio
Quando o capitão grita que quer esquiar
Supervisores faz diminuir o ritmo da batida do tambor.
E, quando o tempo está duro
O capitão grita
Alguns homens tem que ser atirados ao mar
Para tornar o navio mais leve.
E uma descrição triste! Mas muito igual.
Budgo
Enviado por Budgo em 31/05/2020
Reeditado em 31/05/2020
Código do texto: T6963890
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Budgo
Colombo - Paraná - Brasil, 53 anos
52 textos (1341 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/09/20 13:22)