Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

• FRAGMENTOS DO CORAÇÃO: SILÊNCIO ¹

Pode ser que algum dia, em outro momento, possa conhecer suas razões, compreender seus motivos para partir, para escolher não permanecer ou ficar. Não foi simples ou fácil, apagar sua presença dos meus dias, da minha rotina, e do costume diário de estar próximo de você. Doloroso mesmo foi apagar você dos sentimentos e emoções, dos sonhos, dos planos, dos desejos e vontades. Doloroso foi desfazer de cada sentimento, emoção e sensação ao fazer você sorrir, ao provocar seus sorrisos, ao ouvir sua risada, ao imaginar seu olhar brilhar na distância. Doloroso, foi apagar os sentimentos, emoções e sensações, de sua presença, de imaginar você cada vez mais próxima, sonhar com você mais próxima de mim. Pode ser que algum dia, em outro momento, tenhamos oportunidade de falar a respeito de sua evasiva, de usar o silêncio como um muro intransponível, de fazer da distância um abismo entre aquilo que compartilhamos e partilhamos, do que haviamos conversado tanto, do que haviamos planejado e sonhado. E ainda lembro, dos detalhes, mas não existe mais você, ou a expectativa e possibilidade de ser nós. Não é mais doloroso olhar para você, não causa ansiedade, não faz derramar lágrimas, talvez porque tenha ouvido seu silêncio dizer tanto, suas evasivas marcar cada dia com tamanha intensidade, que sempre que lembro, afasto mais, assim como você fez sem ao menos querer falar a respeito. Pode ser que algum dia, em outro momento, possa conhecer e compreender, que fazer você sentir bem, era o melhor de mim que poderia mesmo ofertar e oferecer, fazer você acreditar, e sonhar, era mesmo meu único propósito em sua vida, e nada mais. Eu fazia sentir, mas não era comigo que iria querer encontrar, ou queria ser encontrada, que todos sorrisos provocados por mim, era mesmo a única emoção e sensação que poderia causar, e provocar, e nada mais. E pode ser que algum dia, lembre de mim, ou tenha levado com você uma lembrança boa de mim, um sorriso, uma gargalhada, o cuidado e zelo, ainda lembre de mim, por cativar e cultivar algum sentimento e emoção prazerosa e excitante, que tenha feito você sonhar e imaginar uma vida ao meu lado, mas não era para mim, não poderia ser eu. Não poderia ser nós dois, assim foi doloroso negar as evidências, e acostumar com sua ausência e com sua falta, mas compreendi que nada iria fazer compreender porque de repente, sem qualquer explicação, foi embora, fazendo sentir e descobrir de forma dolorosa, silenciosa e furtiva, que mesmo seus melhores sorrisos, o brilho de seu olhar, nunca mereci, fui do tudo ao nada, e ao menos pude saber a razão de você decidir partir.


                                                                 • Damien Lockheart ²
DAMIEN LOCKHEART
Enviado por DAMIEN LOCKHEART em 05/08/2020
Código do texto: T7026651
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
DAMIEN LOCKHEART
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
1669 textos (134606 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/09/20 16:46)
DAMIEN LOCKHEART