Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Caos

Com os olhos
marejados
 De olhar tantas tristezas
Perdi o passo em leveza
Choro a dor de um mundo em caos...

Irmãos, sequer reconheço
Nem percebo a gentileza
Garça espantada por ventos
Que trazem a desolação...

Loucura faz o convite
Sem apontar direção
Diante do horror e assinte
Consente  uma dispersão...

Não basta saber  culpado
Nem da fraqueza e motivo
Nem pesar o resultado
Do retorno ao primitivo...

Verdade que  apavora
Ao ver a realidade
É ver o mal que se arvora
Vestido de santidade.

Insanidade que atesta
O fim de antigo caminho
E que mais nada contesta
Morre como um passarinho.

Grande pesar o que resta
Caminho sem esperança
A tudo o que se atesta
Sem futuro e sem fiança.

ANA MARIA GAZZANEO
Enviado por ANA MARIA GAZZANEO em 26/11/2019
Código do texto: T6804065
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
ANA MARIA GAZZANEO
Bragança Paulista - São Paulo - Brasil
1592 textos (42005 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/09/20 02:40)
ANA MARIA GAZZANEO