Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

(Guardiões/ Anjos)

         {Anjos caídos}
Milhares de anos se passaram e ninguém recorda para contar.
Hermon/ Líbano.
Eu não queria escrever sobre isso por medo das consequências, mas é uma historia tentadora.
Ate aonde a estória vem me chegando e os fatos ligados por detalhes.
Os anjos andavam com o criador a observavam o universo, mas tinha um lugar onde não os era mostrado e nem mesmo permitido ser olhado. Acredito que o criador depositou nesse lugar tudo que não foi bom para ele, que não deu certo, tão tentador quanto destruidor para um anjo.  Mas um curioso foi ate lá, e voltou e contou aos outros o que viu.
Esse lugar é conhecido como terra para outros inferno purgatório, isso é tão real quanto o que se fala que o inferno e seus anjos serão julgados no lago de fogo.
Esse lugar já tinha passado por um problema, o criador criou um homem e uma mulher, essa foi embora e não se submeteu a seu marido, acredito que alguém a subverteu .
Mas foi feito outra Eva, e nos contam que ela comeu uma maçã, mas essa maçã na verdade tinha asas. Então os anjos estavam proibidos a visitar esse lugar, e para não ser mais (desalinhado/corrompido) foi deixado os guardiões. Anjos protetores. Eles eram obedientes, mas o anjo curioso não só visitou a terra como na segunda visita trouxe mais curiosos, e ao voltar foram descobertos. Proibidos de visitarem a terra, mas não só desobedeceram como convenceram os guardiões a ficarem com as mulheres cujo todos eles desejavam, com a promessa de que ninguém ia contar, mas que se fossem descobertos assumiriam a culpa e a consequência juntos. E ai veio a queda, foram descobertos, rebelaram, lutaram, perderam, suas azas foram quebradas ou ate mesmo arrancadas para não poderem voltar  e desse vez não vieram a terra voando, mas foram laçados e grande foi a sua queda.
      A verdade é que depois disso tudo estamos aqui meio homem, meio anjo, meio demônio.
     Agora começa a minha historia, minha mente foi quase toda apagada como a de todos que estão sobre a terra, mas ainda me lembro de relances.  Eu me identifico muito com Gabriel, não sei se fui um grande amigo ou o mesmo, mas me lembro como cai, eu sempre fui  muito obediente as regras, mas no meu tempo como guardião, guardei e observei uma criança feminina ate crescer e me encantar com sua beleza, isso aconteceu em Hermon atual Libano. Eu a observava em sugunda dimensão,  via o vento atrevido entrar pela janela, tocar a seda da sua cama e ao mesmo tempo seus cabelos, sua pele suave, eu morria de inveja, eu te vi andando desnuda em seu quarto e a agua do seu banho desfilando sobre as curvas de corpo e com a força de um anjo me desfazia em pedaços como homem por não poder te_la, minha pele suava, meus labios se mordiam, então depois do acordo entre os anjos me transformei num jardineiro do palacio onde morava a bela que antes eu guardava, sabendo eu que ela gostava de ir ao jardim tomar sol e me pus ali por perto, e assim que me viu veio ate a mim, pois nunca tinha me visto mas  ja estava acostunado com minha energia que a emanava/ abraçava.
Eu ate fugi de perto dela, passei a ficar mais de longe, mas ela veio ate a mim eu me afastava e ela chegava  então não resisti perdi a sanidade. Por ela perdi o paraíso mas quem me expulsou tinha no olhar algo que me dizia que o pior ainda estava por vir.  Eu passei uma vida com ela e nessa época tive problemas filhos gigantes, ate vim o dilúvio ai se foi os filhos, nos os anjos parte foram presos e outros morrem na batalha para não aceitar o cativeiro. E os que morreram deram mais sorte pois viraram almas que reencarnam. Eu reencarnei por varias vezes e estou na oitava reencarnação  e por algo como castigo sempre venho em épocas diferentes , mas já na passada a vi na primeira guerra mundial. Eu era um general Frances e ela era uma enfermeira Australiana, eu consegui apenas um beijo dela mas não voltei da guerra. Agora a reencontrei  fugi dela de novo mas ela veio ate a mim, namoramos e teve um termino, depois uma alma intrusa a conquistou eu a alma gemia fiquei para historia, achei que almas genias não se separavam, depois achei que eu não era a alma gemia dela e descobri que almas gemias podem se separar por intrusos, os intrusos nunca chegarão ao amor perfeito mas podem atrapalhar o encontro de almas, eu nunca a esqueci vivo a olhando pelas lacunas como face book. Mas agora sei por que os homens são odiados em parte.  Alguns perderam o paraíso por um amor e depois o amor não mais os quis, Acho que os homens foram trocados por anjos, mas os anjos perderam o seu brilho e aos porcos os homens as tomaram de volta, e assim alguns anjos se revoltaram agora sei e entendo aquela face que me dizia o pior ainda esta por vir, Eu ainda me lembro das minhas plumas se espalhando pelo ar ate não ter mais nada e ainda assim suportei para estar com ela, mas o abandono a dor me parece pior do que a da queda, estou em pedaços e sobra apenas o desejo de me restaurar ao meu estado inicial e assim como sai correndo do paraíso para estar com ela quero esquecer  ela e volta, e minha condição para voltar não é tão tenebrosa o quanto parece, eu apenas  preciso esquece-la, mas ainda sou uma sombra a observo em cada passo, cada sorriso em seu face book, e me sinto mais em pedaços do que após a queda, a como eu queria toma_la nos braços e me lançar de volta aos ceus. Vocês ja viram um ajo voando? Na verdade todos humanos ja viram, pois as estrelas cadentes nem sempre são estrelas cadentes, as vezes são anjos cruzando o céu, e ai esta o motivo de se fazer um pedido, pois o fazemos na verdade aos anjos. Eu na verdade vivo um dilema entre tentar esquecer e voltar ou esperar a próxima reencarnação.
arestotores
Enviado por arestotores em 17/10/2019
Reeditado em 21/10/2019
Código do texto: T6772090
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
arestotores
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 41 anos
94 textos (4008 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/11/19 15:35)
arestotores