Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VELHOS TEMPOS DA JOVEM GUARDA


   Toca a música embalada do meu gosto, casais dançam animadamente, alguns jovens como eu preferem dançar soltos, o conjunto (musical) é dos bons, um copo de cerveja na mão, a luz negra no salão impressiona, me transporta para um mundo inimaginável, impossível descrevê-lo.
   Anos setenta, os melhores da minha vida, minha vitrola e meus discos LP's preferidos, meu violão, meus amigos e amigas, todos sinceros, todos envolvidos muma curtição legal. As festas de formaturas, o paletó com gravata, as minas de longo, cores variadas, os casais enamorados, tudo na mais perfeita harmonia e respeito.
   Cabelos longos, é moda, calças bocassino, camisas brilhantes para se destacarem na luz negra. O sorriso cativante daquela amiga mais "saída" me fazia "dar em cima", ela gostava, me abraçava, a gente terminava namorando. Tempo bom, noites enluaradas, serenatas com meu violão, as garotas cantavam, dançavam. Fazem muita falta esses velhos tempos da jovem guarda, das músicas de Roberto Carlos, Jerry Adriani, Pholhas e tantos outros que enfeitiçavam a gente.
Moacir Rodrigues
Enviado por Moacir Rodrigues em 15/10/2019
Código do texto: T6770379
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Moacir Rodrigues
Recife - Pernambuco - Brasil, 70 anos
1759 textos (33431 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/11/19 11:10)
Moacir Rodrigues