Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pobre mãe

Hoje me lembrei de você, menino doce que foi. Criança linda cheia de vida, tão doce era você tinha uma inocência tão linda,só pensava em brincar, gostava de estudar
falava que queria ser doutor para sua mãe aqui ajudar
transbordava inocência.
Hoje olhando suas fotos
me pergunto o quê aconteceu
com esse menino que só queria ser feliz, não sei se foi a vida que eu te proporcionei
sem nada de luxo as vezes nem água tinha, eu queria ter estudado sido uma mãe mais presente, mas nem isso eu pude te dar, precisava trabalhar  de dia a noite
na casa do patrão, para no outro dia ter dinheiro para o pão nunca me esqueci dos dias que para escola você foi
com fome e com sede
perdoa mamãe? Não queria que fosse assim! O tempo passou e você cresceu, conheceu o mundo e tudo que a vida não te deu, seguiu caminho diferente dos meus desejo entrou na vida do crime e se esqueceu dos conselhos que a mãe te deu!
Hoje olhando suas fotos, me bate uma saudade queria voltar no tempo, te da tudo que eu não te dei, hoje em seus olhos  só vejo revolta
maldade, rancor. Não sei  por quê por esse caminho você foi, era um garoto tão inteligente, poderia ter ido muito longe... já estou conformada com o acontecido,  você virou um traficante  sem dó nem compaixão, assumiu o morro
mata sem dó e compaixão...
meu filho, você deveria ter seguido meu exemplo, sei que não fiz faculdade mas fui trabalhadora, tudo que te dei foi com dignidade sai dessa vida? Você ainda é o meu orgulho, mamãe só quer o seu bem  não quero te ver partir
morto por alguém vamos embora daqui? Viver em outro lugar longe disso tudo, como assim você quer ser respeitado? Quer meter o terror? Gosta de ser bandido?
todos os dias quando você sai e não me da noticia só espero pelo pior, meu coração dói pensa em sua mãe filhão
e não me deixa mais passar por essas aflição.
Minha mãe, tanto conselhos me deu! E hoje me encontro aqui no chão, morto! Se eu tivesse seguido seus conselhos não me encontraria nessa situação.
A senhora sempre preocupada e eu falando que essa era minha nova vida, não tinha para onde correr bem como me esconder, se eu tivesse pensando um pouco mais você não estaria aí sofrendo nesse chão, de joelhos deitada sobre meu corpo pedindo pra não ir não, me perdoa minha mãe te fazer passar por essa situação!
Agora já é tarde não tenho como voltar não, só pense no garoto bom que fui, isso irá confortar seu coração!
Gostava tanto de matar meus inimigos!
E hoje eu que morri e me encontro aqui no chão, logo, logo alguém assumi o meu lugar e todos me esquecerão!
Todo meu legado será apagado, sinto que de nada adiantou. Se tivesse ouvindo seus conselhos e virado doutor, teria uma vida mais digna e não morria feito marginal, te daria uma vida digna com muito respeito e amor.
Adi_di
Enviado por Adi_di em 18/08/2019
Código do texto: T6723016
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Adi_di
Utinga - Bahia - Brasil, 21 anos
50 textos (375 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/09/19 11:55)
Adi_di