Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto






 
 
Há dias assim, em que desperto com os sentidos à flor da pele.
Dias
 como este, de olhos oceânicos e alma em pêlo radiosa.
 
Em dias assim, não me cabe janelas para o mundo...
 
Contemplo os campos cobertos de ervas, hastes de trigo, cores delicadas e violentas. O cheiro da terra estremece a água, e a primavera inteira sobe, fortalece.
Uma canção resplandece às veias, devolve furiosamente ao coração um perfume de eternidade.

[ Uma maneira singular de fazer amor pela palavra ]

 
Então sinto que essa luz que entra, liberta e penetrante, são beijos, afagos, céus turquesa que deixam as mãos inteiramente nuas .

 






 
DENISE MATOS
Enviado por DENISE MATOS em 10/07/2019
Código do texto: T6692591
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
DENISE MATOS
Gravataí - Rio Grande do Sul - Brasil
1084 textos (95077 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/19 22:17)
DENISE MATOS