Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MINHA TRIBO 1

A esperança! Minha esperança? Está porque nunca foi, sempre esteve em mim. Nunca houve renúncia nem poderia. Letargo não é similar ao abandono. Entre os ares quentes e a outra ausência passam os dias: longos, cinzas e escuros. A esperança não foi vencida. Vive, não morreu. Deixar ela morrer é como suicídio. Eu e ela estamos vivos mesmo que silenciosos, discretos e ocultos. A esperança sou eu. Meu eu represento a esperança que carrego por mim e por outros.
Angelyto
Enviado por Angelyto em 17/12/2018
Código do texto: T6529276
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Angelyto
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil, 59 anos
216 textos (3692 leituras)
11 áudios (173 audições)
10 e-livros (285 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/07/20 20:04)
Angelyto