Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MINHA TRIBO 1

A esperança! Minha esperança? Está porque nunca foi, sempre esteve em mim. Nunca houve renúncia nem poderia. Letargo não é similar ao abandono. Entre os ares quentes e a outra ausência passam os dias: longos, cinzas e escuros. A esperança não foi vencida. Vive, não morreu. Deixar ela morrer é como suicídio. Eu e ela estamos vivos mesmo que silenciosos, discretos e ocultos. A esperança sou eu. Meu eu represento a esperança que carrego por mim e por outros.
Angelyto
Enviado por Angelyto em 17/12/2018
Código do texto: T6529276
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Angelyto
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil, 59 anos
191 textos (2642 leituras)
11 áudios (153 audições)
10 e-livros (225 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/11/19 11:22)
Angelyto