Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

53 RAZÕES (E TANTAS OUTRAS) PARA FESTEJAR!

Antes eu tinha pavor de Aniversário. Na verdade o que eu tinha era pavor de me ver exposta ao fracasso. Medo de me achar sozinha em um canto onde ninguém me aplaudia ou pior, riam de mim. Acho que ainda sinto um certo medo disso. Comecei a me tratar sozinha, amante que sou do autoconhecimento. Quis saber onde essa fobia começou. E, visitando minhas lembranças, me vi várias vezes exposta, sozinha, ridicularizada. Em casa, na escola, na rua. Na família(!) Ou entre amigos (!) Por maldade? Às vezes sim. Mas, também pela rotina de pais sempre ocupados em sustentar os filhos. Eu, muito pequena e frágil, aprendendo na vida sobre ser importante (ou não). Também me lembro de amigos(?), propositalmente, faltando ao meu aniversário e depois rindo da decepção que me causaram; se divertindo com a minha dor. Eu, adolescente, com aqueles "poréns" dessa fase complicada. Lembro-me que não fui ao baile do Ensino Médio (e magoei profundamente meus pais) porque uma amiga(?) me desqualificou completamente um dia antes e, diabolicamente, incutiu na minha cabeça que eu não merecia estar ali. Enfim, na minha autoterapia descobri TODAS as razões de meus medos e ME CUREI! Eu me curei quando descobri a verdade por trás das mentiras: O amor não se compra com festas e presentes! E a maior prova de amor de meus pais foi cuidar de mim! Amigos não ferem, nem magoam seus amigos! Aquelas pessoas nunca foram meus amigos, apenas tiveram acesso ao meu coração puro. Todos nós merecemos ser celebrados, pois somos únicos! Uma escolha perfeita de Deus! Depois de curada, eu passei a criar situações em que eu fosse o centro. Passei a fazer coisas absolutamente impossíveis na minha mente doentia como, por exemplo, cruzar um salão inteiro confiante e sorridente. Aceitar os elogios e me saber merecedora deles. Foram cinquenta e três anos aprendendo a ser feliz. E esse relato é minha forma de dizer para você que não se acha especial ou merecedor que você é, sim! Não permita que o sentimento de menos valia se transforme em doença! Acredite em você! Enfrente seus medos e seja feliz! A vida é uma só! Não haverá bis.
Instagram @adelaidepaula
Adelaide Paula
Enviado por Adelaide Paula em 13/11/2018
Código do texto: T6501996
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Adelaide Paula
Brasília - Distrito Federal - Brasil
418 textos (13341 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/01/20 06:03)
Adelaide Paula