Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NEM EU MESMO ENTENDI

Nunca escrevi uns verso tão tristes como esses ,nem mesmo na morte de ente-queridos ,nem mesmo com dores abdominais, nem mesmo na angustia de algo perdido..

É que eu me perdi e tudo se perdeu comigo até mesmo meu poetar ficou invisível aos olhos dos que amo.
É que me perdi e tudo se perdeu , tudo se foi , tudo sumiu , tudo escapou e me deixou vazia e com os olhos lacrimejando.
É que os olhos dos poetas não contam mais historias, não crer em promessas e sua alma ficou paralitica.
É que os anjos não vieram ao meu encontro , eu estive lá o tempo todo e eu nunca vou entender porque .
É que no meu português pobre e cheio de angustias me devora.

Nunca mais irei escrever versos tão tristes como esses nem mesmo se morrer um ente-querido,nem mesmo com dores abdominais e nem muito menos na angustia de algo perdido.
Esmeralda(Carrossel das ilusões)
Enviado por Esmeralda(Carrossel das ilusões) em 21/05/2018
Reeditado em 21/05/2018
Código do texto: T6342705
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre a autora
Esmeralda(Carrossel das ilusões)
Recife - Pernambuco - Brasil
674 textos (22380 leituras)
15 áudios (586 audições)
4 e-livros (389 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/19 21:19)
Esmeralda(Carrossel das ilusões)