Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POETAS

O Poeta não escreve por obrigação
Escreve porque sua alma poética ordena
Quando se põe a versejar, Traz no coração liberdade
Cumpre sua sina, a poesia, eis um dom eis a sua vida

Há em si, sensibilidade e coragem de transmitir o que lhe diz o coração
Não é para qualquer um, nem compreendê-lo muito menos sabê-lo
O Poeta entende que a sua poesia é do mundo
Pertence a quem nela se veja, quem dela precise

Pode escrever sobre amor perdido, sem ter sofrido
Pode escrever sobre amor eterno, sem estar amando
Deixa escorrer em versos... Se finge, se sofre, se ama, quem dirá?
Nunca morre um poeta, ele simplesmente para de escrever

Terão outras faces a sua poesia, haverá quem o siga e quem o odeie
Haverá aquele que quer descobrir, a musa (o) de suas inspirações
Isto é impossível, é matar a poesia, desmerecer o autor

Jamais finda a vida de um poeta, eles são eternos como seus poemas
Estão na carne de quem os lê, na alma, nos olhos, nos genes

Seria estúpido pretender classificar
O Poeta e a sua poesia, a vida rir-se-ia de ti
Tire do poeta o coração, mas para matá-lo, tire sua poesia.


Luamor

Vamos refletir com o mestre


"Se alguém te perguntar o que quiseste dizer com um poema, pergunta lhe o que Deus quis dizer com este mundo..." Mario Quintana

Luamor
Enviado por Luamor em 07/12/2016
Código do texto: T5846535
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Luamor
São Paulo - São Paulo - Brasil
1081 textos (84443 leituras)
17 áudios (936 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/09/20 03:43)
Luamor