Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Já está na hora, menina.

Levanta essa cabeça, seca essas lágrimas, vai lavar o rosto na pia do banheiro. Isso. Se olha no espelho. Tão linda, tão viva. Viu seu rosto deformado pelas lágrimas? Inchado, vermelho, molhado. Sua cabeça está doendo, não está? Então pare. Dor do coração já é ruim, precisa provocar mais dor pra doer? Mais sofrimento pra sentir? Já tá na hora, menina. Hora de partir, seguir em frente, viver de novo. Tá na hora de deixar o passado, de se permitir viver o hoje, sonhar com o amanhã. Ainda tá em tempo, menina. A felicidade está ali na sua porta, pode ver pela janela. Nem se escondendo ela está. Não se esconda dela também. Esse pote de sorvete, esse brigadeiro de panela não vão te ajudar, menina. Você vai sair dessa, tomar um banho, entrar numa dieta, se maquiar, vestir sua melhor roupa só pra ficar em casa vendo um filme como se tivesse esperando alguém. Mas não se desespere, menina. Já está na hora de você entender que a pessoa mais importante não precisa vir, não vai chegar, não vem. Essa pessoa já está aí: menina.
A B Queiroz
Enviado por A B Queiroz em 24/06/2012
Código do texto: T3741320

Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
A B Queiroz
Manaus - Amazonas - Brasil, 26 anos
44 textos (2837 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/01/20 18:32)
A B Queiroz