Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

aPAZIGUAR.

Porque não sei dizer o porque de não poder apenas poder te esquecer
Voccccê é uma suposição real que odeio aceitar
Tão desperta que até mesmo aberta aos olhos fedem
Um ferida de fora, um raio de sol, que faz queimar

Voccê vai ser minha perturbação mesmo no silêncio na observação
No pensamento e no resto que tudo esqueço
Talvez pudesse somente te apagar
Mais nunca sairia do meu mundo
Acender uma nova luz e te descartar
Mesmo assim o mundo não deixaria de arder
Se existe tal solução será em não procurar em vão
Não existe perdão ou uma reconciliação de um erro que não houve
Só não é pra acontecer, se fez e faz e fará se já se foi feito
Como não fazer dinovo o que é bom e deve ser bom novamente?
Á alma é barata
Enviado por Á alma é barata em 19/04/2011
Código do texto: T2917592

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Á alma é barata
Suzano - São Paulo - Brasil, 33 anos
162 textos (4862 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/11/19 05:04)
Á alma é barata