Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Embrião da origem do pensar.

Por dormir um dia acordado
A noite sobre a palavra adentra
O pensamento me vem
Ou me vai por instântes

Toda minha imaginação é de um verso
Tingido sem tons
Sem compreender o laço na inteligência
Me jogo como cria do universo
Num rabisco que me deito ou desleicho
E não me apego pelo acaso
Porque não sei imaginar
Querendo assim criar
A inteligência do que sei

Na filosofia á de se discernir o contexto
Se abranger na leitura em seu eixo
Da um prazer no passar das linhas
E um preenchimento ao vago

Assimilar-se no sonho, uma vida
Pode-se simular a imaginar o infinito
Uma sombra tomada pelo raio de luz
Torna-se um segundo se quizer
Uma linha pode-se ser uma vida
É um horizonte do personagem
Uma cura diante do orgulho
Julgar, apreciar, isso que me permite
Dar origem ao ofertar minha imaginação....







A vida dos pensadores é insana, e vem lá de onde se tece o discernimento eroneo, é bem maior do que o olho consegue-se abrir sobre uma visão distante, é imaginar-se sem um limite dela mesma e não se limitar onde existe o próprio fim.
Á alma é barata
Enviado por Á alma é barata em 31/03/2010
Código do texto: T2170367

Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Á alma é barata
Suzano - São Paulo - Brasil, 33 anos
162 textos (4953 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/08/20 03:08)
Á alma é barata