Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PADRE PIO: 22 DIAS APANHANDO DO DEMÔNIO ___Santo Afonso Rodrigues, exemplo de oração e serviço a todos e modelo dos como Irmãos religiosos da Companhia de Jesus, rogai por nós! - “Agradar somente a Deus, cumprir sempre e em toda parte a Vontade Divina”.

PADRE PIO: 22 DIAS APANHANDO DO DEMÔNIO
https://reginafidei.com.br/padre-pio-22-dias-apanhando-do-demonio/
____________

Deveis ser perfeitos como o vosso Pai celeste é perfeito.
(Mt 5,48) (Catecismo Igreja Católica: nº 2013).

     Gratias tibi. Virgo María, Mater Dei et Mater nostra ad pedem crucis (apud Johannem XIX, 25-27), et omnium sanctorum et etiam invitari vivere in gaudium Domini

Versão em português

       Obrigado. Virgem Maria: Mãe de Deus e Nossa Mãe aos pés da Cruz (em João 19,25-27), e todos os santos e também nós somos convidados a viver a Alegria do Senhor!


    Post Iesus est tutum et efficax modus pectori. Per MARIA, Mater Iesu, quod est optimum brevis ad Jesum: et scribe in quaestionis pro victoria pectori.

Versão em português

    Seguir Jesus é a via segura e eficaz da santidade. Por Maria, Mãe de Jesus, é o atalho melhor a Jesus e sucesso na busca  da santidade."


J B Pereira
__________

              Santo Afonso Rodrigues
              Exemplo de oração e serviço a todos e modelo dos como
              Irmãos religiosos da Companhia de Jesus,  rogai por nós!

            “Agradar somente a Deus, cumprir sempre e em toda parte a
              Vontade Divina”

             https://santo.cancaonova.com/

        "Natural de Segóvia na Espanha, veio à luz aos 25 de julho de 1532. Pertencente a uma família cristã, teve de interromper seus estudos no primário, pois, com a morte do pai, assumiu os compromissos com o comércio. Casou-se com Maria Soares que amou tanto quanto os dois filhos, mas infelizmente, todos, com o tempo, faleceram.

Ao entrar em crise espiritual, Afonso entrega-se à oração, à penitência e dirigido por um sacerdote, descobriu o seu chamado a ser Irmão religioso e assim, assumiu grandes dificuldades como a limitação dos estudos.

Vencendo tudo em Deus, Afonso foi recebido na Companhia de Jesus como Irmão e depois do noviciado foi enviado para o colégio de formação.

No colégio, desempenhou os ofícios de porteiro e a todos prestava vários serviços, e dentre as virtudes heroicas que conquistou na graça e querendo ser firme na fé, a obediência foi a sua prova de verdadeira humildade.

Santo Afonso sabia ser simples, pois aceitava com amor toda ordem e desejo dos superiores, como expressão da vontade de Deus. Tinha como regra: “Agradar somente a Deus, cumprir sempre e em toda parte a Vontade Divina”.

Este santo encantador, com sua espiritualidade ajudou a muitos, principalmente São Pedro Claver quanto ao futuro apostolado na Colômbia.

Místico de muitos carismas, Santo Afonso Rodrigues sofreu muito antes de morrer em 31 de outubro de 1617.

Santo Afonso Rodrigues, rogai por nós!"

_____________

           Solenidade de todos os Santos

    “Todos os fiéis cristãos, de qualquer estado ou ordem, são chamados à plenitude da vida cristã e à perfeição da caridade. Todos são chamados à santidade: ‘Deveis ser perfeitos como o vosso Pai celeste é perfeito’ “(Mt 5,48) (CIC 2013).

Sendo assim, nós passamos a compreender o início do sermão do Abade São Bernardo: “Para que louvar os santos, para que glorificá-los? Para que, enfim, esta solenidade? Que lhes importam as honras terrenas? A eles que, segundo a promessa do Filho, o Pai celeste glorifica? Os santos não precisam de nossas homenagens. Não há dúvida alguma, se veneramos os santos, o interesse é nosso, não deles”.

Sabemos que desde os primeiros séculos os cristãos praticam o culto dos santos, a começar pelos mártires, por isto hoje vivemos esta Tradição, na qual nossa Mãe Igreja convida-nos a contemplarmos os nossos “heróis” da fé, esperança e caridade. Na verdade é um convite a olharmos para o Alto, pois neste mundo escurecido pelo pecado, brilham no Céu com a luz do triunfo e esperança daqueles que viveram e morreram em Cristo, por Cristo e com Cristo, formando uma “constelação”, já que São João viu: “Era uma imensa multidão, que ninguém podia contar, de todas as nações, tribos, povos e línguas” (Ap 7,9).

Todos estes combatentes de Deus, merecem nossa imitação, pois foram adolescentes, jovens, homens casados, mães de família, operários, empregados, patrões, sacerdotes, pobres mendigos, profissionais, militares ou religiosos que se tornaram um sinal do que o Espírito Santo pode fazer num ser humano que se decide a viver o Evangelho que atua na Igreja e na sociedade. Portanto, a vida destes acabaram virando proposta para nós, uma vez que passaram fome, apelos carnais, perseguições, alegrias, situações de pecado, profundos arrependimentos, sede, doenças, sofrimentos por calúnia, ódio, falta de amor e injustiças; tudo isto, e mais o que constituem o cotidiano dos seguidores de Cristo que enfrentam os embates da vida sem perderem o entusiasmo pela Pátria definitiva, pois “não sois mais estrangeiros, nem migrantes; sois concidadãos dos santos, sois da Família de Deus” (Ef 2,19).

Neste dia a Mãe Igreja faz este apelo a todos nós, seus filhos: “O apelo à plenitude da vida cristã e à perfeição da caridade se dirige a todos os fiéis cristãos.” “A perfeição cristã só tem um limite: ser ilimitada” (CIC 2028)."

                   "Todos os santos de Deus, rogai por nós!"

                   Padre Roger Araújo
                   Sacerdote da Comunidade Canção Nova.
                   Jornalista e colaborador do Portal Canção Nova.
                   Contato: padrerogercn@gmail.com – Facebook

 https://santo.cancaonova.com/santo/solenidade-de-todos-os-santos/
J B Pereira e https://santo.cancaonova.com/
Enviado por J B Pereira em 31/10/2020
Reeditado em 04/11/2020
Código do texto: T7100929
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
J B Pereira
Piracicaba - São Paulo - Brasil
2826 textos (1569232 leituras)
35 e-livros (529 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/04/21 20:54)
J B Pereira