Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
ou
NÃO GOSTO DE NATAL E EXPLICO

 
Amados do Recanto ou de fora dele que regozijam pelo Natal que se avizinha.
 Não gosto de natal e explico:
Razões por tal afirmativa sobejam.
Minha infância não foi boa quando acreditava em presentes de fim de ano.


Houve um ano que eu e minha irmã “lavamos as vasilhas areando com saibro, cuidadosamente retirado do barranco, raspando com uma colher e depois colocado num pedaço de pano”, por meses na esperança de ganharmos de presente: saia plissada, camiseta JESUS CRISTO e meia arrastão que era nosso sonho de consumo, na época.




(A camiseta não era bem assim mas o google não ajudou)

Na hora H papai, que era alcoólatra bebeu todo o 13º e com ele nossos sonhos juvenis...
Não guardo mágoa, pois aprendi a correr dos tiros de espingarda que ele ameaçava dar em todos quando chegava trêbado...
Aprendi que alcoolismo era doença!
Aprendi a perdoá-lo quando chorava arrependido por ter gasto tudo em cachaça e ainda quase ter matado alguém...



Aprendi que no Natal era mais uma época de bebedeiras, quando os amigos iam tomar um vinho e no final sobrava desgraça para a filharada!
Em minha infância, no casebre feito de estuque e cimentado, tão direitinho que parecia tijolo, nunca foi montada árvore de Natal.
Nunca acreditei em Papai Noel. Sabia que eram os pais que presenteavam.
Era época de rezar mais, para papai não beber tanto, sobrar dinheiro para castanhas e comida!
Na falta das castanhas, cozinhávamos caroços de jaca e imaginávamos as desejadas...
Cultura besta.Hoje nem gosto...


Peru no Natal?
Ora, ora...
Comer galinha era uma sorte, pois morava em sítio e graças à escolha dele, morar num sítio, fome nunca passamos!

A parte boa eram os porcos assados, as rabanadas cuidadosamente preparadas por mamãe com supervisão e direção de papai...
Dá água na boca lembrar!


Aprendi e a cada dia aprendo mais que reuniões em família, mesmo sem tiroteios e bebedeiras podem não ser nada boas...

Aprendi que viver é bonito, principalmente se moramos no Brasil e aprendemos a valorizar a singeleza nas culturas e a beleza das idéias díspares!


Afinal é como li hoje:
“É, isso é verdade... Mas reparando bem o senhor vê que o pessoal anda muito desorientado.
O pessoal, anda muito desorientado...”.
♥♥♥
-->Dê um clique<---
INEZTEVES
Enviado por INEZTEVES em 02/12/2012
Código do texto: T4015429
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
INEZTEVES
Japeri - Rio de Janeiro - Brasil
1376 textos (112773 leituras)
290 áudios (28845 audições)
2 e-livros (117 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/10/19 20:39)
INEZTEVES