Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
CÉU
ÍNDIGO


(Mil dias sem Luz)

th?id=OIP.-BHX9cyiV4EGcpLiePQF0AHaF7&w=258&h=206&c=7&o=5&pid=1.7

Sobre nós, se foi a luz
Lamentos tantos nos cercam
Sob o sol, sombras e cismas
Poemas de ofuscas rimas
Só dores, eis que nos restam!


Antes, verdes verdejantes
Cercavam vinhedos madrigais
Coloridos campos floridos
Poemas sussurrados aos ouvidos  
Cadê, que não os ouço mais!


A paz pegava carona ao vento
As chuvas apenas, molhavam quintais
Nuvens pesadas, erguidas
Poemas leves, a suavizar a vida
 Agora sem águas, sem mares, sem sais!  


Paladares, cheiros me vinham
Peixes desciam e nutriam rios
Subiam pássaros ao céu, aos montes
Poemas, postados em Serras e horizonte
Neves, geadas, aridez e muito frio!


Assim mil dias adormeceram
Mil noites sem estrelas, só breu
A vida acordando, seguindo
Poemas de amores ressurgindo
E um índigo de luz, os céus transformaram!
Marcosvi
Enviado por Marcosvi em 15/08/2019
Código do texto: T6720895
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcosvi
Siderópolis - Santa Catarina - Brasil
1295 textos (25874 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/09/19 07:43)
Marcosvi

Site do Escritor