Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
CÉU
ÍNDIGO


(Mil dias sem Luz)

th?id=OIP.-BHX9cyiV4EGcpLiePQF0AHaF7&w=258&h=206&c=7&o=5&pid=1.7

Sobre nós, se foi a luz
Lamentos tantos nos cercam
Sob o sol, sombras e cismas
Poemas de ofuscas rimas
Só dores, eis que nos restam!


Antes, verdes verdejantes
Cercavam vinhedos madrigais
Coloridos campos floridos
Poemas sussurrados aos ouvidos  
Cadê, que não os ouço mais!


A paz pegava carona ao vento
As chuvas apenas, molhavam quintais
Nuvens pesadas, erguidas
Poemas leves, a suavizar a vida
 Agora sem águas, sem mares, sem sais!  


Paladares, cheiros me vinham
Peixes desciam e nutriam rios
Subiam pássaros ao céu, aos montes
Poemas, postados em Serras e horizonte
Neves, geadas, aridez e muito frio!


Assim mil dias adormeceram
Mil noites sem estrelas, só breu
A vida acordando, seguindo
Poemas de amores ressurgindo
E um índigo de luz, os céus transformaram!
Marcosvi
Enviado por Marcosvi em 15/08/2019
Código do texto: T6720895
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Marcosvi
Siderópolis - Santa Catarina - Brasil
1489 textos (34520 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/07/20 10:36)
Marcosvi