Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sobras

Sobras

Entendo-me!
Minha poesia
É tão somente sobras
Dos meus aparos.

Sou triângulo,
Quando não sou quadrado,
Vira poesia quando minh'alma aponta.
Minhas palavras são
farelos raspados de minhas pontas.

Descobri que sou um aproveitador,
reciclo em letras -
Choros, pesares, sorrisos, paixões.
Reciclo em arte
Toda minha dor.

Não sei outra coisa
Que minhas sobras de dentro
Possam fazer.

Escrevo restos de partes de mim.
Podem ser restos
De partes guardadas de outros.

Outros que não escrevem
Devem ter restos guardados
Sem fim.
C brito
Enviado por C brito em 07/08/2019
Código do texto: T6714677
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
C brito
Brasília - Distrito Federal - Brasil
47 textos (670 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/09/19 09:10)
C brito