Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NOTA DE AMOR AO MEU CORPO

Ei, você… é, você mesmo, Corpo Meu!
Rapaz, já se passou mais de meio século que estamos juntos… você e eu…  eu e você!
Já passamos por  tantos perrengues,  tantas alegrias, tanta  dor… sempre juntos!
Meus Amigos dizem que, ao me zangar, cresço 2 metros… mas, me olho no espelho e você, Meu Corpo Amigo, mede apenas 145cm… dos pés à cabeça.
Agradeço-lhe por me camuflar tão bem, aos olhos dos que não me conhecem!
Assim passo, quase sempre despercebida, na multidão.
Agradeço por protegeres meus órgãos vitais, de forma tão estupenda, sendo apenas como “Uma Caixinha de Bom Parecer, que não há carapina que saiba fazer!”
Ouvidos, Narinas, Olhos, Pele… Teus Sentinelas na Primeira Linha de Defesa/Combate…  ouvindo, cheirando, vendo e sentindo o perigo… enviando os sinais ao general – O Cérebro, no topo da tua estrutura, que de imediato traça a estratégia e executa a defesa ou ataque, com a velocidade que nem o vento ou o raio alcança!
Esse mesmo General que traz em si, o antidoto para quase todos os ataques que chegam até nós… a Endorfina, que me anestesia e me faz aguentar dores terríveis… e essa é uma das melhores coisas que ele/você me proporciona.
Assim, posso guardá-la (a dor) no bolso e ajudar aos outros, cuja dor deve ser maior que a minha!
Esses nossos pés, braços e mãos, pequenin@s e tão dolorid@s, mas que não param quiet@s quando necessitam caminhar, mover-se para executar tarefas.
Esse coração, bordado de cicatrizes internas, invisíveis a olho nu,  tem uma capacidade  extrema de amar e perdoar… que as vezes não entendo!
Todos os outros órgãos, tão importantes quanto, você os protege um-a-um.
Ahhhh Meu Amigo Corpo… estamos velhos e cansados, mas nem tanto, não é mesmo?
Deixa está que um dia, ambos descansaremos, em Paz.
Por enquanto ainda temos muitas lutas para enfrentar e vencer.
Um dia, essa Guerra acaba, mas até lá, fica comigo que eu cuido de você, sempre, lhe nutrindo, higienizando e respeitando fisica e espiritualmente.
Mitakuye oyasin.
Adda nari Sussuarana
Enviado por Adda nari Sussuarana em 18/05/2020
Reeditado em 18/05/2020
Código do texto: T6951348
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Adda nari Sussuarana
Maceió - Alagoas - Brasil, 67 anos
362 textos (9471 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/08/20 18:12)
Adda nari Sussuarana