Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

EVANGELHO DO DOMINGO DIA 05/10/2014

Autor: Antoni BigCuore*
Data: 03/10/2014
Hora: 10,53 horas, 6ª feira.
---------------------------------------------------------------------------------
Transcrevemos abaixo as duas principais leituras do próximo domingo, dia 05 de outubro de 2.014, para posteriormente fazermos uma reflexão.

Primeira Leitura (Is 5,1-7)
Leitura do Livro do Profeta Isaías:

1Vou cantar para o meu amado o cântico da vinha de um amigo meu: Um amigo meu possuía uma vinha em fértil encosta. 2Cercou-a, limpou-a de pedras, plantou videiras escolhidas, edificou uma torre no meio e construiu um lagar; esperava que ela produzisse uvas boas, mas produziu uvas selvagens.

3Agora, habitantes de Jerusalém e cidadãos de Judá, julgai a minha situação e a de minha vinha. 4O que poderia eu ter feito a mais por minha vinha e não fiz? Eu contava com uvas de verdade, mas, por que produziu ela uvas selvagens?

5Pois agora vou mostrar-vos o que farei com minha vinha: vou desmanchar a cerca, e ela será devastada; vou derrubar o muro, e ela será pisoteada. 6Vou deixá-la inculta e selvagem: ela não será podada nem lavrada, espinhos e sarças tomarão conta dela; não deixarei as nuvens derramar a chuva sobre ela.
7Pois bem, a vinha do Senhor dos exércitos é a casa de Israel, e o povo de Judá, sua dileta plantação; eu esperava deles frutos de justiça — e eis injustiça; esperava obras de bondade — e eis iniquidade.
---------------------------------------------------------------------------------
ANÚNCIO DO EVANGELHO  (Mt 21,33-43)
---------------------------------------------------------------------------------
 Naquele tempo, Jesus disse aos sumos sacerdotes e aos anciãos do povo: 33“Escutai esta outra parábola: Certo proprietário plantou uma vinha, pôs uma cerca em volta, fez nela um lagar para esmagar as uvas, e construiu uma torre de guarda. Depois, arrendou-a a vinhateiros, e viajou para o estrangeiro.
34Quando chegou o tempo da colheita, o proprietário mandou seus empregados aos vinhateiros para receber seus frutos. 35Os vinhateiros, porém, agarraram os empregados, espancaram a um, mataram a outro, e ao terceiro apedrejaram.

36O proprietário mandou de novo outros empregados, em maior número do que os primeiros. Mas eles os trataram da mesma forma.
37Finalmente, o proprietário enviou-lhes o seu filho, pensando: ‘Ao meu filho eles vão respeitar’.
38Os vinhateiros, porém, ao verem o filho, disseram entre si: ‘Este é o herdeiro. Vinde, vamos matá-lo e tomar posse da sua herança!’ 39Então agarraram o filho, jogaram-no para fora da vinha e o mataram.
40Pois bem, quando o dono da vinha voltar, o que fará com esses vinhateiros?”

41Os sumos sacerdotes e os anciãos do povo responderam: “Com certeza mandará matar de modo violento esses perversos e arrendará a vinha a outros vinhateiros, que lhe entregarão os frutos no tempo certo”.
42Então Jesus lhes disse: “Vós nunca lestes nas Escrituras: ‘A pedra que os construtores rejeitaram tornou-se a pedra angular; isto foi feito pelo Senhor e é maravilhoso aos nossos olhos?’
43Por isso, eu vos digo: o Reino de Deus vos será tirado e será entregue a um povo que produzirá frutos”.
---------------------------------------------------------------------------------
REFLEXÃO DE A. BIGCUORE: Jesus, o Mestre de todos os Mestres, usava um grande instrumento pedagógico que era a parábola, qual seja, uma forma simples de uma estória que Ele, com muita propriedade, ensinava o povo acerca do Reino de Deus.

Para entendermos o que Jesus quis dizer, é imperativo entender primeiramente que o Povo de Israel, no Antigo Testamento, era o Povo Eleito por Deus, a pupila de seus olhos. No caso em tela, o Proprietário é o próprio Deus. A vinha é o povo de Israel.

Então Deus, manda o seu proprio Filho Jesus Cristo, e os “vinhateiros” (entenda-se sobretudo os fariseus e mestres da Lei, O Sinédrio especificamente), mandam matá-Lo. Ou seja, Israel REJEITA o próprio Filho de Deus, por não acreditar num Deus simples e humilde. Eles esperavam um Deus Guerreiro, Forte, um Rei nascido em berço de ouro. Mas, como Jesus veio humilde e nasceu num estábulo, os israelitas não lhe deram a mínima.

Com o Novo Testamento, Israel deixou de ser o povo eleito. Doravante passou a ser chamado POVO DE DEUS. Toda humanidade agora é Povo de Deus. Inclusive o Apóstolo Paulo, tinha muitas discussões com Pedro, de como evangelizar. Pedro queria evangelizar os judeus e Paulo, com uma visão muito mais ampla, se tornou o PREGADOR DOS GENTIOS!
Como diz o Profeta Isaías, no texto supra, a vinha de Israel produziu UVAS AMARGAS!.

Mas, o povo que aceitou e aceita Jesus como Filho de Deus, produz UVAS DOCES, pois  traz Deus em seu coração e jamais é capaz de produzir ações maléficas. Seus frutos são: bondade, solidariedade, amizade, paz, esperança e sobretudo a CARIDADE.

Uma pergunta se impõe: meu Irmão e minha Irmã, será que a vinha do seu coração produz somente UVAS DOCES? Ou uvas azedas e amargas? Como está o seu coração perante Deus? Há quanto tempo você nao se confessa a Ele e ao Sacerdote?

Pense nisso, pois, e tenha um abençoado domingo com muita paz e alegria em seus corações! DEUS SEJA ETERNAMENTE LOUVADO E ADORADO NO SACRÁRIO DE SEU CORAÇÃO! Amém, aleluia!
---------------------------------------------------------------------------------
(1) Portal Canção Nova/liturgia diária.
(2) (*)A.BigCuore é cristão católico, escritor e comunicador do Evangelho de Jesus Cristo para todo o planeta. Conheça seu BLOG BEM VIVER – http://antonibigcuore.blogspot.com e seu link poético e filosófico: www.recantodasletras.com.br/autores/antonibigcuore
---------------------------------------------------------------------------------


ANTONI BIGCUORE
Enviado por ANTONI BIGCUORE em 03/10/2014
Reeditado em 04/10/2014
Código do texto: T4986152
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
ANTONI BIGCUORE
São Paulo - São Paulo - Brasil, 72 anos
2503 textos (967932 leituras)
87 áudios (69094 audições)
1 e-livros (165 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/01/20 09:18)
ANTONI BIGCUORE