Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Casa vazia

De pessoas, mas cheias de móveis
Computador e alguns livros na escrivaninha
Não se ouve o som de uma voz
Nem ao menos um sussurro algum tempo
Janelas de vidros e cortinas brancas
Trinco frouxo que bate quando chega o vento
Um zunido, o único som que quebra o silêncio da casa vazia
Muitas coisas tem dentro dela, mas quem dera ser jogados pela janela
Coisas de valores sentimentais, coisas que até foram reais
Como os momentos deixados naqueles cartões e álbuns de fotografia
Casa vazia de pessoas, mas com muita bagunça deixada por um tão bondoso inquilino
Casa vazia, meu coração é!
Foi deixado tudo bagunçado e agora estou sorrindo, não porque estou bem
Por que imagino que a casa vazia
Não ficou um dia sem receber a visita
Ao menos o vento era sua companhia, entrava pela janela
E toda sujeira varria
Casa vazia.
Robson Fernandes Oliveira
Enviado por Robson Fernandes Oliveira em 06/04/2020
Código do texto: T6908436
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Robson Fernandes Oliveira
Feira de Santana - Bahia - Brasil, 31 anos
269 textos (2610 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/11/20 05:30)
Robson Fernandes Oliveira