Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Luta social e ideologias: a cautela e o compromisso por um mundo sem violência e mais ético

 CONSELHO TUTELAR
Para localizar endereços e telefones dos Conselhos Tutelares, entre em contato
com a Prefeitura do seu município ou consulte o link:
www.condeca.sp.gov.br/relatorio02.asp
_________

OUTROS TELEFONES ÚTEIS

190 - POLÍCIA MILITAR - EMERGÊNCIA
193 - CORPO DE BOMBEIROS - RESGATE DA POLÍCIA MILITAR
192 - SERVIÇO DE ATENDIMENTO MÓVEL DE URGÊNCIA - SAMU
197 - POLÍCIA CIVIL
100 - DENÚNCIAS SOBRE VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES
181 - DISQUE-DENÚNCIA CAPITAL E REGIÃO METROPOLITANA
(19) 3236-3040 - DISQUE-DENÚNCIA REGIÃO DE CAMPINAS
0800-156-315 - DISQUE-DENÚNCIA PARA TODO O ESTADO DE SÃO PAULO
0800-555-190 - DISQUE-DENÚNCIA DA POLÍCIA MILITAR

________________

Manual de Proteção Escolar e Promoção da Cidadania, que orienta como os gestores escolares devem lidar com as manifestações de conflitos no ambiente escolar"
http://file.fde.sp.gov.br/portalfde/Arquivo/protecao_escolar_web.pdf
_______________
Ensaio: aval. pol. públ. Educ., Rio de Janeiro, v.24, n. 90, p. 161-178, jan./mar. 2016

http://www.scielo.br/pdf/ensaio/v24n90/1809-4465-ensaio-24-90-0161.pdf

Conflitos e indisciplina no contexto
escolar: a normatização do Sistema
de Proteção Escolar em São Paulo


Roberto Alves Gomes a
Angela Maria Martins b
Resumo
Este artigo tem como propósito analisar o programa Sistema de Proteção
Escolar – SPE, implementado pela Secretaria de Estado da Educação de São
Paulo (SEESP), desde 2011, com foco nos fundamentos políticos e pedagógicos
explicitados em seu escopo legal. Apresentam-se, inicialmente, programas e
projetos anteriores à implantação do SPE, com vistas a contextualizar medidas
e ações no campo da política educacional que incentivavam a participação da
comunidade na escola e propunham atividades de prevenção a possíveis situações
de conflitos. Na sequência, examina-se o conjunto normativo que regulamenta
o SPE, enfatizando as atribuições do Professor Mediador Comunitário – PMC,
profissional responsável pela mediação de violência e indisciplina nas unidades
da rede estadual de ensino.
Palavras-chave: Política e gestão educacional. Sistema de proteção escolar.
Conflitos escolares.
1 Introdução1

_______________


MENTES ELEGANTES E ÉTICAS

MANDELA
IRMÃ DULCE
PAPA FRANCISCO
DALAI LAMA

_________

Curtem:

Gladiador - Musica tema do Filme
https://www.youtube.com/watch?v=bQh__9yzfvM

_____________

J B PEREIRA
Pensei em dizer que toda causa tem uma ideologia.

Não há causa social sem uma ideologia institucional por trás (consciente e inconsciente).----
Ela pode ser benéfica e saudável; negativa e destrutiva. Dependendo disso: ora, lutar por uma bandeira, uma frente partidária, um grupo, uma etnia, gêneros, religiões, etc. implica necessariamente está inserida(in)retamente nessas correntes e tendências, convicções e crenças. ---
São valores culturais construídos secularmente ou de uma moda ou vanguarda que vem com toda força ou sutil ou sorrateiramente. ----

Ora, associar-se e defender mesmo pessoalmente uma causa como os direitos humanos tem consequências para si e os outros como uma atitude antropológica, ética, social ou sociologicamente possível de identificar ou de difícil identificar como grupos camufladamente de extermínio, o que é negativo para a sociedade como grupo e totalidade como o nazismo e fascismo, ideologias milito-radicalistas de extrema direita. Os grupos radicais exigem um critério seguro de exame de consciência e reflexão de contraposição por ferirem a dignidade da pessoa humana, seja quem for tal pessoa e sua comunidade de inserção e pertencimento.___

Então, é preciso lutar por uma democracia e feminismo ponderado e reflexivamente ético e moderado - evitando a negação do diferente, o outro, não eu, diferente de mim  e de meus critérios e crenças. O outro não pode ser reduzido a mim e à minha mundividência ou visão de mundo.

-----Assim, quando digo lutar por uma causa é ir fundo na ética e na elegância, sem reduzir o outro à condição de dominação, discriminação nenhuma, ódio e violência nenhum, acima de tudo - tudo começa pelo respeito, o outro pode e deve ser importante - até mesmo para que ele (mesmo não concordando com minha luta), possa admitir que vencer com honestidade e dignidade. Isso vale no atletismo sem doping, nas artes marciais, no mundo acadêmico e escolar, nas escolhas profissionais em que o código de ética deve ser a sustentabilidade moral de nossas ações, nunca humilhar (por isso somos contra todo tipo de violência ideológica, simbólica, gestual, atitudinal, física, por palavras e omissão...

___Somos contra o "bullying", contra o aborto, a eutanásia, o racismo, o feminicídio, o terrorismo, a pedofilia, os cercos econômicos contra nações prejudicando o comércio localista e global, somos contra a hipocrisia que camufla a verdade, a vida e as soluções históricas que ainda infelizmente perduram como fome, seca, injustiças, a desigualdade social, a má qualidade da educação-saúde-segurança e outros diferentes sociais e inalienáveis da pessoa humana, o respeito aos animais e à natureza de onde retiramos nosso alimento (contra a poluição, assoreamento de rios, planos e projetos maga-faraônicos e elefantes-brancos ou que destroem a natureza, as populações ribeirinhas e seu pescado, os serigueiros e sua maneira justa de coletar o látex, os quilombolas e indígenas com seus territórios historicamente conquistados a sangue e suor... o direito à terra e ao trabalho, o direito de ter ou não filhos, o direito de falar e calar-se... ).

A complexidade de uma causa exige ética e elegância contra penetras de plantão estragando a luta pacifica e justa segundo a nossa Constituição Federal Cidadã de 5 de out. de 1988. Não se pode construir uma sociedade justa em cima da injustiça: nem vencer a tal e qualquer preço. Não se pode comprar tudo e todos... A bens e valores que se conquistam e não podem ser reduzidos à coisa e à mercadoria como faz o capitalismo. A liberdade de organizar-se e dizer não ao autoritarismo é direito da sociedade...

___Não podemos defender o bem da sociedade e da distribuição delegando ao tirânico o que devemos fazer e votar na democracia. Contra toda forma de absolutização do poder, seja o capitalismo que gera pobreza e misérias ao lado de pouquíssimos ricos na pirâmide social como justificativa de seleção natural saudável. De Saudável, nada tem!

___Somos contra uma pseudo-liberdade coletiva decretada pelo socialismo e sua variante comunista, uma sociedade sem classe - mas que o poder está concentrado nas mãos de grupos e classes ainda. Nem o endeusamento do lucro como no capitalismo em sua edição terrivelmente predatória, desumana, antiética, antidemocrática, antirreligiosa, anticristã...

___A igreja católica e as religiões histórias e as religiões milenares sabem da axiologia e do respeito pelo outro, se adversário não é o inimigo a destruir. Essa concepção foi elaborada durante séculos e a tolerância ganhou o espaço nas relações humanas dos povos. Daí as olimpíadas, as copas do mundo...

A igreja Católica Romana propõe a doutrina social e o catecismo como fortes formas de orientação para vencer o que está conforme a Bíblia e a Dignidade humana.  Leia o Brasil Nunca Mais (contra a tortura), o Pequeno Príncipe (o relacionamento humano), Carícia Essencial (o respeito pelo outro e como demonstrar afeto e respeito), Jesus O Mestre dos Mestres (a maior inteligência da Terra de todos os tempos, segundo Augusto Cury), A Bíblia, O Alcorão, A Imitação de Cristo, Deus é misericórdia (Papa Francisco), A arte da Felicidade (Dalai Lama), Patrística I e II (contra as injustiça sociais como pecado social e político - Dom Fernando Figueiredo.), Puebla, México (Documentos da Igreja Católica - Opção preferencial pelos pobres, jovens, índios e mulheres...).

Boas leituras nos ajudam a quebrantar o orgulho e o egoísmo,
 a abrir-nos para o Eu Profundo, a alma... o amor, o perdão,
 a compaixão...
J B Pereira
Enviado por J B Pereira em 15/09/2018
Reeditado em 24/09/2018
Código do texto: T6449573
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
J B Pereira
Piracicaba - São Paulo - Brasil
2312 textos (1295522 leituras)
14 e-livros (92 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/19 05:54)
J B Pereira