Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Funções de Linguagem de Jakobson

       O linguista Roman Jakobson afirma que são diferentes os recursos utilizados na comunicação entre remetente e destinatário que, de acordo com o objetivo do emissor, dão ênfase a mensagem transmitida, em função do contexto em que se enquadra o ato comunicativo. Conforme explica Jakobson: “cada um desses seis fatores determina uma diferente função da linguagem” (JAKOBSON, 2010, p. 157). Tomemos como exemplo a expressão: “As tarifas de transportes públicos aumentarão de preço na próxima semana” a fim de evidenciarmos como se dão as funções da linguagem no ato da comunicação referenciadas por Vanoye (1988).
       A função referencial, ou denotativa, tem o objetivo de informar sobre um determinado assunto. Sua ênfase está no contexto comunicativo. Assim, nosso exemplo acima citado pode muito bem ser matéria de jornal local, publicada com base em fatos reais, de forma clara: “As tarifas de transportes públicos aumentarão de preço na próxima semana”.
       A função emotiva ou expressiva baseia-se no objetivo de tornar a mensagem subjetiva conforme a visão do emissor, transmitindo suas emoções e sentimentos. Com nosso exemplo podemos destacar a surpresa de um emissor ao dar a mensagem: “Minha nossa Maria! Me sinto tão triste em saber que vão aumentar as passagens dos ônibus na próxima semana...”.
       A função apelativa ou conativa tem como objetivo influenciar e persuadir o receptor que este faça algo. Um sindicalista em ato político poderá usar a expressão de forma influenciadora: “Cidadão consciente, abra os olhos! Querem aumentar as tarifas dos transportes públicos na próxima semana!
       A função poética tem uma mensagem elaborada, cuidadosamente selecionada, a fim de produzir um resultado estético. Uma propaganda ou publicidade poderá influenciar o leitor na utilização de transportes públicos ao invés do próprio automóvel, apelando para sua consciência ambiental, com a seguinte mensagem: “Ônibus amigo: ‘basta-me um pequeno gesto, feito de longe e de leve, para que venhas comigo e eu para sempre te leve’ (Cecília Meireles)”.
       A função fática estabelece um canal de comunicação entre o emissor e o receptor. Uma conversa no celular entre amigas: “– Amiga, você viu que deu na tv que vai aumentar o preço da passagem dos ônibus semana que vem? – Estou sabendo sim”.
       A função metalinguística tem como objetivo usar um determinado código para explicar o próprio código. É uma função explicativa. Em nosso exemplo acima, talvez um leitor não entendesse o que significa a palavra “tarifa”, sendo necessário recorrer ao dicionário para entender o sentido da palavra e, consequentemente, da informação.


BIBLIOGRAFIA

JAKOBSON, R. Linguística e comunicação. 22ed. Tradução de Izidoro Blikstein; José Paulo Paes. São Paulo: Cultrix, 2010.

VANOYE, Francis. Usos da linguagem: problemas e técnicas na produção oral e escrita. Trad. e Adaptação Clarisse Madureira Sabóia. 11. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1998.

www.normaculta.com.br/funcoes-da-linguagem/ - acesso em 04/03/2020
Gelson Teixeira
Enviado por Gelson Teixeira em 19/07/2020
Código do texto: T7010802
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Gelson Teixeira
Recife - Pernambuco - Brasil, 56 anos
3 textos (75 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/09/20 15:48)
Gelson Teixeira