Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Serenata

Com o coração se aumenta,
De cada novena se contenha,
E palavra sagrada se alenta,
E todo pecado não mantenha.

Serenata de nossas vorazes,
Serenata de todos os movimentos,
E seremos como os asses,
De cada verdade que alimentos.

Refrão
Os que se detiveram ao sim,
O que um ser virginiano,
Dizes como falar um assim,
E passadas vozes cada ano.

De cada audição retesada,
Paginadas ires as orações,
De pazes que sou alvorada,
E determinar como reações.

De cada virgindade serena,
De palavra doce e efêmera,
De cada vontade se esmera,
E fazer ser chama se cena.

Refrão
Os que se detiveram ao sim,
O que um ser virginiano,
Dizes como falar um assim,
E passadas vozes cada ano.

E atingir como o semblante,
Quem é de Cristo garante,
Ser amor como representante,
E aqui o verso se operante.

De cada voz um ser amor,
De cada ermo uma voz,
De cada nota de todos os nós,
E seremos como ardor.

Refrão
Os que se detiveram ao sim,
O que um ser virginiano,
Dizes como falar um assim,
E passadas vozes cada ano.

Gumer Navarro
Enviado por Gumer Navarro em 09/08/2020
Código do texto: T7030699
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Gumer Navarro
São Paulo - São Paulo - Brasil, 37 anos
5316 textos (17295 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/09/20 00:55)
Gumer Navarro