Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

História do crepúsculo

A página virada de seu verso,
Somando que o cercar verte,
Mesmo o assim que imerso,
O sono que tanto cambaleia.

Ao amor que tudo se converte,
A alegria de Deus se faz,
O poente que se surge,
O momento que traz.

Refrão
No amor que tudo se mostra,
Em esse mesmo que diverte,
O amor que tudo se concentre,
Ao amor mostra o tudo ser.

O amor que se faz junção,
A maior sincera que ideal,
Onde o amor que tudo,
Faz-se o poente mudo.

Mostra-se como versos,
Mostra-se como seres,
Onde moram aos passos,
De corajosos que demonstram.

Refrão
No amor que tudo se mostra,
Em esse mesmo que diverte,
O amor que tudo se concentre,
Ao amor mostra o tudo ser.

As serenas que sombreiam,
Ao procurar uma imersão,
De corajosos que amam,
De visamos o coração.

O perdão que tudo move,
O maior que tudo renove,
O perdão que tudo invente,
O coração que desfrute.

Refrão
No amor que tudo se mostra,
Em esse mesmo que diverte,
O amor que tudo se concentre,
Ao amor mostra o tudo ser.

Gumer Navarro
Enviado por Gumer Navarro em 08/11/2019
Código do texto: T6790216
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gumer Navarro
São Paulo - São Paulo - Brasil, 36 anos
1778 textos (6634 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/11/19 21:58)
Gumer Navarro