Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MEU VELHO LAR

Só resta recordação
Do passado da minha infância
Daquele meu tempo de criança
Do luar belo do meu sertão
A saudade dói no coração
Ao lembrar da velha moradia
Quando chegava o fim do dia
Eu aboiava o gado para o curral
Ouvindo os pássaros no matagal
Que ali cantava suas melodias

Sinto água nos olhos
Ao lembrar do meu passado
Do meu tempo de criança
Que ficou marcado

Lembro meu primeiro amor
Primeiro beijo, primeira paixão
É difícil quem não chora
Quem sente no peito recordação

Hoje o tempo se passou
E tudo ali está modificado
Meu velho lar está deteriorado
Só a saudade foi o que restou
Não sinto mais o perfume da flor
Da roseira que mamãe plantava
não vejo mais o galo que cantava
Quando o dia vinha amanhecendo
No fogo a marmita aquecendo
Na minha rede o café esperava.

Sinto água nos olhos
Ao lembrar do meu passado
Do meu tempo de criança
Que ficou marcado

Lembro meu primeiro amor
Primeiro beijo, primeira paixão
É difícil quem não chora
Quem sente no peito recordação



Lúcio Barros
Enviado por Lúcio Barros em 06/11/2019
Código do texto: T6788702
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Áudio
MEU VELHO LAR - Lúcio Barros
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lúcio Barros
Jaicos - Piauí - Brasil, 39 anos
15 textos (246 leituras)
1 áudios (27 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/11/19 22:57)
Lúcio Barros