Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Longas Conversas

São tantas as horas que eu passo sozinho
Que eu fico pensando que eu sou uma ilha
Perdido no oceano sem sonhos nem planos
De dores e prantos já tenho uma pilha.

São tantas as noites
Que eu deito e não durmo
Que eu choro baixinho pensando em te ver
Parado na porta seguro essa barra
Sem eira nem beira me resta viver.

Já não precisas mais voltar
Pois na sua volta quase nada vais achar
Já não preciso de você
Me fiz poeta inspirado no sofrer.

As longas conversas não servem prá nada
Não cabem na boca palavras vazias
E eu fico calado contando carneiros
Olhando no espelho as noites e os dias.

Já não desespero, me ajeito sem jeito
Me pego pensando que a vida é só isso
O som da cidade me nana e me mata
Sou caso perdido vegeto sem viço.

Já não precisas mais voltar
Pois na sua volta quase nada vais achar
Já não preciso de você
Me fiz poeta inspirado no sofrer.

Já não precisas mais voltar
Pois na sua volta quase nada vais achar
Já não preciso de você
Me fiz poeta inspirado no sofrer.
Hermes Aquino
Enviado por António Souza em 27/05/2018
Reeditado em 22/06/2018
Código do texto: T6347740
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
António Souza
Manaus - Amazonas - Brasil
84 textos (2359 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/18 22:15)
António Souza

Site do Escritor