Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Estrofes do Solitário-ChicoDoCrato-CastroAlves

Estrofes do solitário-ChicoDoCrato-CastroAlves
ChicoDoCrato, Música, Voz, Violão, Sintetizador, Arranjo ,
Mixagem e adaptação do Poema de Castro Alves. Originalmente no Diário da Bahia, a 2 de julho de 1870, já no apagar da vida do poeta.
Audacity, 080 Ritmo 074+30 em M´=. Gravação caseira. Gravar em estúdio.
http://www.recantodasletras.com.br/audios/cancoes/75026
Copyright: proibir a cópia, reprodução, distribuição, exibição, criação de obras derivadas e uso comercial sem a sua prévia permissão. A proteção anticópia é ativada

Basta de covardia! A hora soa...
Voz ignota fatídica revoa,
Que vem... Donde? De Deus.
A nova geração rompe da terra,
E, qual Minerva armada para a guerra,
Pega a espada... olha os céus.

(...)
E o povo é como – a barca em plenas vagas,
A tirania – é o tremendal das plagas,
O porvir – a amplidão.
Homens! Esta lufada que rebenta
É o furor da mais lôbrega tormenta...
_ Ruge a revolução!

Bis
E vós cruzais os braços... Covardia!
E murmurais com fera hipocrisia:
_ É preciso esperar...
Esperar? Mas o quê? Que a populaça
Este vento que os tronos despedaça,
Venha abismos cavar?

ChicoDoCrato e Castro Alves
Enviado por ChicoDoCrato em 09/06/2017
Reeditado em 09/06/2017
Código do texto: T6022598
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Áudio
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ChicoDoCrato
Salvador - Bahia - Brasil, 63 anos
899 textos (18202 leituras)
904 áudios (17625 audições)
43 e-livros (1380 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/19 04:49)
ChicoDoCrato