Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ME DEIXA

Refrão:
              Mas homi quar, o sinhô me deixa
             Me deixa, me deixa
             Ô sai pra lá com as suas queixas
             E me deixa, me deixa (BIS)

Ocê robô minha esposa aqui de casa
Fugiu cum ela e me dexô na solidão
Agora vorta recramano que a danada
Tá te traindo com um tár de Ricardão

agora abaixa antes de passar nas porta
Mai num tenho pena di ocê seu traidô 
Ela é madeira, dessas qui já nasce torta
Tu tá levano os mermo chifre qui botô

Refrão:
             Mas homi quar, o sinhô me deixa
             Me deixa, me deixa
             Ô sai pra lá com as suas queixas
             E me deixa, me deixa (BIS)

Ocê dizia que era mesmo meu amigo
E tava cumigo para o qui der e vier
Mas tendo tu, eu lá preciso de inimigo
Brigou comigo e foi pro mor dessa mulher

E ainda vorta pra chorar suas pitangas
Nos ombros dêsse que um dia ocê traiu
Eu quero é mais é que tu chupe essa manga
Pra não ter zanga, vai p... que o pariu

Refrão:
             Mas homi quar, o sinhô me deixa
             Me deixa, me deixa
             Ô sai pra lá com as suas queixas
             E me deixa, me deixa (BIS)

A Alma de um Poeta(Pinho Sannasc)
Enviado por A Alma de um Poeta(Pinho Sannasc) em 20/09/2011
Reeditado em 29/01/2012
Código do texto: T3230629
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
A Alma de um Poeta(Pinho Sannasc)
Salvador - Bahia - Brasil
249 textos (39632 leituras)
11 áudios (1396 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/08/20 03:10)
A Alma de um Poeta(Pinho Sannasc)