Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Guia do Estudante. Veja os detalhes e novidades, temas, livros, redação etc.

PORTUGUÊS E LITERATURA

Temas que mais caem:

Interpretação de textos (inclusive de gráficos, infográficos e figuras)
Literatura e arte (especialmente Romantismo, Realismo e Modernismo)
Gêneros textuais e suas características (compreender a função social do texto)
Variantes linguísticas e norma culta
Conhecimento de ambiguidade e classes de palavras
Como são as questões

As provas de Linguagens são muito extensas, com textos muito longos e exigência de habilidades de interpretação ainda maiores do que nas outras disciplinas. “É preciso ler os enunciados e as alternativas com atenção, buscando fazer as possíveis conexões. Muitas vezes a resposta pode ser encontrada no enunciado, que é um texto longo e, por vezes, cansativo”, explica a professora Beatriz Fam.

Dentre os temas mais cobrados, sob os quais a prova é feita, estão “marginalidade feminina, o jovem no mercado de trabalho, a comunicação mediada pelos meio eletrônicos, cultura e cidadania, a influência da mídia e outros”, explica a professora Elaine Silva.

Como estudar na reta final e apostas para o exame

“O aluno deve tomar conhecimento dos principais movimentos artísticos e literários, cobrados com maior profundidade a cada edição do exame. Também não podemos esquecer das questões de tecnologias da informação e educação física, que muitas vezes ajudam a garantir um bom desempenho nesta avaliação”, explica a professora Beatriz.

Para Elaine Silva, a preparação do aluno na reta final deve envolver quatro diretrizes:

1. Compreender o que é exigido em termos de competências de cada área para a realização do exame do Enem
2. Traçar um cronograma, sem perder o ritmo
3. Fazer uma revisão dos conteúdos que têm mais dificuldade
4. Realizar as provas anteriores do Enem, se possível, no mesmo tempo de aplicação do exame (4h30 ou 5h30)

REDAÇÃO

A redação do Enem exige o formato dissertação, o que significa que se trata de um texto argumentativo, que pede que o autor desenvolva uma ideia, um problema ou um questionamento com uma consideração final que deve estar de acordo com os argumentos expostos. Além disso, é importante ter claro a estrutura do texto, que tem parâmetros bem definidos – veja dicas detalhadas de como fazer sua redação e, também, de como fazer uma boa proposta de intervenção.

“No último mês antes da prova, o aluno precisa se inteirar dos possíveis temas da redação, que é a parte mais significativa e importante do Enem. Ele quase sempre apresenta uma palavra que direciona a tese do aluno, como em 2015, em que o tema não foi ‘violência contra a mulher’, mas sim ‘a persistência da violência contra a mulher’”, esclarece a professora Beatriz Fam.

http://guiadoestudante.abril.com.br/enem/revisar-linguagens-redacao-enem/
________________________________


Estudo
Fuvest: redação foi o mais difícil do 1º dia da segunda fase
access_time4 jan 2010, 12h09

http://guiadoestudante.abril.com.br/tudo-sobre/linguagem/
__________________

Universidades
Assista a videoaula de Português sobre funções da linguagem
access_time29 ago 2013, 19h15

http://guiadoestudante.abril.com.br/tudo-sobre/linguagem/

__________________________

Enem
Como estudar Linguagens, Códigos e suas Tecnologias para o Enem
access_time26 jun 2012, 21h00

http://guiadoestudante.abril.com.br/tudo-sobre/linguagem/
_________________
De: "josebosco"
Enviada: 2017/04/10 22:43:49
Para: lucas.trin89@gmail.com

Assunto: RE: Guia do Estudante. É isso aí! CF 2017 Cuidar da Terra...

LUCAS,

PERCEBI QUE HÁ O GUIA DO ESTUDANTE EM:
ATUALIDADE, (FUVEST DA EDIÇÃO DE 2016),
E
POR EDIÇÕES EM ÁREAS, COMO: HISTÓRIA, MATEMÁTICA, FÍSICA, IDIOMAS ETC.

http://guiadoestudante.abril.com.br/edicoes/

_____________________________


Eu vi Guia do Estudante Atualidades na internet: SARAIVA

R$ 24,90

Guia do Estudante - Atualidades Vestibular ( 1º Semestre 2008 )
Guia do Estudante - Atualidades Vestibular ( 1º Se...

R$ 17,90

http://www.saraiva.com.br/guia-do-estudante-atualidades-vestibular-1-semestre-2008-2526569.html

Editora Abril
Produto indisponível POR ENQUANTO, MAS PODE FAZER O PEDIDO OU PEDIR PARA SER COMUNICADO QUANDO CHEGAR.

http://busca.saraiva.com.br/q/atualidades-guia-do-estudante?pac_id=135884&gclid=Cj0KEQjw5sHHBRDg5IK6k938j_IBEiQARZBJWnEBseMQI85Qf0xVxGTt-oCtWfFPMJpKCBeMlgqTBN8aAq5_8P8HAQ
________________________________

Pensadores: Os múltiplos olhares de Umberto Eco
access_time3 abr 2017, 23h44
Questão agrária: A estagnação da reforma agrária
access_time3 abr 2017, 12h27
Intolerância: O desafio de aceitar as diferenças
access_time3 abr 2017, 12h27
Desigualdade Racial: O racismo revelado pelas redes sociais
access_time30 mar 2017, 07h46
Violência: Um país com sangue nas mãos
access_time30 mar 2017, 07h44

Lavagem de Dinheiro: Os caminhos do dinheiro oculto
access_time30 mar 2017, 06h59
Internacional: O fim da URSS
access_time29 mar 2017, 20h16
Internacional: Corrida Nuclear
access_time29 mar 2017, 19h50
Educação: O grito dos estudantes
access_time29 mar 2017, 11h01
Habitação: Um teto para chamar de seu
access_time29 mar 2017, 10h06
Índios: A luta indígena pela manutenção de direitos
access_time29 mar 2017, 09h19
Água: O fantasma da escassez
access_time29 mar 2017, 08h43
Internacional: Nações Unidas sob pressão
access_time29 mar 2017, 06h38
Internacional: Paz distante entre Israel e Palestina
access_time29 mar 2017, 06h21
Revolução cultural: Culto à personalidade
access_time29 mar 2017, 04h57
Desmatamento: A ameaça persiste sobre a Amazônia
access_time29 mar 2017, 02h29
Terremoto: Tremores de diferentes impactos
access_time29 mar 2017, 01h42
Enem
Questões Sociais – Migrações
access_time27 mar 2017, 16h37
Enem
Operação Lava Jato: Nos bastidores do poder
access_time27 mar 2017, 14h50
Brasil – A Era JK
access_time27 mar 2017, 14h35
Enem
Direitos Humanos: Pela dignidade da condição humana
access_time27 mar 2017, 14h33
Indústria: Máquinas em desaceleração
access_time27 mar 2017, 07h53
China: Uma potência em transição
access_time27 mar 2017, 06h39
Nigéria, um país dividido
access_time27 mar 2017, 04h43
União Europeia: Reino Unido pede para sair
access_time27 mar 2017, 04h37
Cuba: Cada vez mais próximos
access_time27 mar 2017, 03h47
Internacional: Eleições nos EUA
access_time27 mar 2017, 01h09
Destrinchando: Comércio mundial e o Brasil
access_time26 mar 2017, 23h05
Ponto de Vista: Governo Interino
access_time26 mar 2017, 21h50
Estante: Dicas Culturais
access_time26 mar 2017, 20h48
Enem
Dossiê Brasil em Crise – Economia fora dos trilhos
access_time25 mar 2017, 19h29
Dossiê Brasil em Crise – Fissuras Políticas
access_time25 mar 2017, 17h41
Enem
Dossiê Brasil em Crise – A radiografia do impeachment
access_time19 mar 2017, 22h05
Enem
Internet: Privacidade e segurança na era digital
access_time19 mar 2017, 19h15
Enem
Biotecnologia: Agrotóxicos e transgênicos no Brasil
access_time19 mar 2017, 16h17
Enem
Desigualdade Social: O mundo cada vez mais desigual
access_time14 mar 2017, 05h16
Trabalho: Desemprego cresce nos emergentes
access_time14 mar 2017, 04h10
Enem
Matriz de Transporte: Os gargalos da infraestrutura
access_time13 mar 2017, 05h02
Outros guias


Atualidades
2016
Todas as edições

_____________________________________________________


Atualidades - Guia do Estudante - Abril.com
guiadoestudante.abril.com.br/atualidades/
Fique por dentro sobre as atualidades e prepare-se bem para o vestibular em Guia do Estudante.
‎E-book gratuito traz ... · ‎TESTE: Você está em dia com ...

─_______________________________________________________________


Redação no Enem: o que aborrece e até irrita os corretores!
Professores de colégios e cursinhos revelam dicas do que desanima na hora de corrigir redações

A irritação às vezes começa já no título.
Tem também aquele título muito óbvio, que repete as palavras do tema, ou vazio: em um tema como “Caminhos para a solução do excesso de lixo no Brasil”, o aluno vai e coloca apenas a palavra “Lixo”, que não traz reflexão nenhuma. Ou títulos grafados com “clichês” como “Homens x consumismo”, “Homens vs consumismo”. Outra coisa bastante irritante é tom panfletário. É terrível quando o aluno quer sensibilizar demais o leitor e não é objetivo. Quando ele diz, por exemplo, “as crianças de rua sofrem muito e isso tem de ser resolvido”. Outra coisa que também irrita bastante é quando o aluno não é claro, e tenta ser erudito demais, tenta ser machadiano (dar de sabidoi, filósofo, . Usar termos como “é mister”, “hodiernamente”.

Por Paulo Montoia access_time 7 abr 2017, 17h13 - Atualizado em 7 abr 2017, 19h48

Senso comum, “internetês” e pérolas

Vamos lá ao que aborrece e irrita:
– Usar de senso comum como se fosse o melhor argumento que existe;
– Grafia completamente equivocada de personalidades famosas utilizadas como fundamentação teórica. Cito exemplos reais: Marx Weber, Hobbisbloun, Decarte, entre outras pérolas*;
– Usar ditados populares como forma de fundamentação teórica;
– Usar “internetês” na redação como “vc, pq, oq”.
– Usar falsos argumentos de autoridade, como citar uma fala de Karl Marx nunca dita e que até contradiz o pensamento de Marx;
– Citar falsas estatísticas.

Nathália Macri Nahas, professora de redação e consultora, em São Paulo

Citação indevida, mesóclise…

Eu me irrito mais com alguém que tenta enfiar na redação alguma coisa que sabe, só para dizer que sabe. Como colocar uma citação que não funciona na argumentação, só para dizer que conhece o autor. Acho um pouco chato também o uso de mesóclise: é forçar na gramática. O texto de redação tem de ser objetivo, deve ser um texto mais “clean”, limpo. Acho que as coisas que me irritam são essas – não são tanto os erros da norma-padrão, porque as pessoas erram.

Ana Paula Dibbern, professora de redação e coordenadora do Cursinho Maximize, em São Paulo
Não enrole o corretor

Acho que a pior coisa é quando o autor tenta enrolar o corretor. É aquela pessoa que não tem a menor ideia do que está falando, ou então coloca uma ideia – e essa ideia é absurda! – e tenta fazer isso passar goela abaixo de quem está lendo. E tem também aquele que, em vez de colocar argumentos, passa só o osso da ideia. Erro de ortografia não me chateia não, é algo que pode acontecer.

Alan Nicoliche, professor de redação da Escola Talmud Torá Hamaour, em São Paulo, e da Cooperativa Educacional de Ubatuba (SP)
Citações que se tornaram clichês

A coisa mais irritante são as fórmulas prontas, típicas dos cursinhos. São as citações que aparecem sempre, mesmo fora do tema, como o Mito da caverna de Platão. O professor apresenta o tema em sala e o candidato decide enxertá-lo no texto de qualquer forma. O tema é machismo ou homofobia, e o cara coloca o Mito da caverna. É muito raro quem faz uma citação realmente original. Eu chego a pensar que é melhor ler uma redação simplória do que uma redação com citações inadequadas. Mas é como eu vejo enquanto estou como corretor, e não enquanto sou professor.

Davi Fazzolari, professor de Língua portuguesa no Colégio Dante Alighieri, em São Paulo
Frases feitas revelam falta de autoria

O exercício da correção é deixar de lado a subjetividade e ser objetivo. Mas é claro que há coisas que irritam. O exercício diário leva o corretor a perceber sempre a repetição de certas ocorrências. Um caso comum, por exemplo, é começar a redação com um clichê de linguagem, frases feitas, expressões convencionais que um corretor encontra diversas vezes em um mesmo dia, como “Na sociedade em que vivemos”, ou “No mundo atual”, “Desde a Antiguidade” ou “Desde a pré-história”. Ou quando, no meio do texto, o corretor encontra conectores destoantes, como “outrossim”, “destarte”, que o estudante usa achando que impressiona, mas que destoam do conjunto do texto que ele está escrevendo. Finalmente, aparecem clichês na maneira de fechar o texto, como “Em vista dos argumentos acima mencionados”. Irrita dar de cara com essas expressões cristalizadas na língua. Esses clichês de linguagens revelam uma consciência de texto engessada e falta de autoria, quando se espera o oposto, diversidade e riqueza de linguagem. Mas cabe ao corretor discernir se é um problema do texto, ou é apenas uma coisa da qual ele não gosta.

Sérgio de Lima Paganim, supervisor de português das escolas do Cursinho Anglo, em São Paulo
Relembre os principais conectivos e quando usá-los

Cadê a tese?

Como professor, eu não diria que me irrita, mas o que me decepciona é a ausência de tese em uma dissertação. Pois quando produz um texto você deve ter um objetivo; quando faz uma redação no vestibular você está fazendo uma promessa, a promessa de discutir algo. Acho que nada me chateia mais como leitor, e talvez ao corretor do vestibular e do Enem, do que não encontrar isso: significa que o aluno não conseguiu ter feito o que ele queria fazer no vestibular, que é apresentar um debate.

Luciano Ricardo Segura, professor de redação do Curso Intergraus, em São Paulo


TUDO SOBRE
DICAS DE REDAÇÃO
REDAÇÃO ENEM
REDAÇÃO NO VESTIBULAR
____________________________________________________________________

BLOG
Atualidades no Vestibular
Acompanhar as notícias - e compreendê-las - é fundamental para quem vai prestar o vestibular. Veja aqui resumos semanais e análises dos acontecimentos mais importantes da semana.

http://guiadoestudante.abril.com.br/blog/atualidades-vestibular/
______________________________________________________________________

As notícias internacionais mais importantes da semana de 20/3

informações são da Agência Brasil

Por redação access_time 24 mar 2017, 16h22 chat_bubble_outline more_horiz

Veja os destaques do noticiário para quem vai prestar vestibular. Todas as informações são da Agência Brasil

http://guiadoestudante.abril.com.br/blog/atualidades-vestibular/as-noticias-internacionais-mais-importantes-da-semana-de-203/

____________________________________________________________________

Enem
Como estudar Linguagens, Códigos e suas Tecnologias para o Enem
Veja quais são os temas mais recorrentes e como se preparar

Por Ana Lourenço access_time 26 jun 2012, 21h00 - Atualizado em 14 out 2016, 14h03 chat_bubble_outline more_horiz
– Veja quais são os temas mais cobrados no Enem

– Saiba tudo sobre o Enem: dicas, simulados e muito mais!

Os temas mais recorrentes

Os assuntos que mais aparecem nas questões do Enem desde 2009

Interpretação de texto
Gêneros textuais
Norma culta e popular
Funções da linguagem
Figuras de linguagem
Literatura
Gramática relacionada à semântica
Se você ler atentamente qualquer uma das provas anteriores do Enem, vai perceber que a maior parte das questões, de todas as matérias, depende de uma boa capacidade de interpretação de texto e leitura. Na prova de Linguagens, essa habilidade é, sem comparação, a mais importante e a mais abordada.

De acordo com a professora Fernanda Carvalho Bomfim, do Cursinho do XI, o estudante deve focar a atenção nas figuras de linguagem, em ambiguidade, intertextualidade, síntese e resumo, além de literatura e gêneros textuais.

Importante: é válido ficar atento aos conceitos de denotação e conotação, que costumam ser cobrados e podem confundir o aluno.

Denotação: quando a palavra apresenta o sentido original, sem levar em consideração o contexto da frase, ou seja, tal como aparece no dicionário.
Conotação: quando a palavra aparece com significado, passível de interpretações que dependem do contexto em que está aparecendo.

– Clique aqui para comprar o GUIA DO ESTUDANTE Português para vestibular e Enem 2014

Exemplo (retirado do Enem 2013)

O Enem não costuma trazer grandes novidades na prova de Linguagens, mas a dica da professora Fernanda é que o aluno fique atento à importância dada ao estudo de um segundo idioma, devido à chegada de turistas estrangeiros pela Copa do Mundo. “É possível que a velha discussão sobre o descaso com a Língua Portuguesa venha à tona, porque, em geral, muitos brasileiros consideram mais importante estudar uma língua estrangeira do que a materna”, diz.

Exemplo (retirado do Enem 2013)

Sobre as questões de Literatura, Fernanda recomenda que o aluno saiba relacionar os movimentos com seus equivalentes em outras artes. “Essas questões costumam apresentar obras de artistas plásticos do modernismo brasileiro e das vanguardas europeias, como Pablo Picasso, Anita Malfatti, Tarsila do Amaral e Cândido Portinari. É importante pesquisar esses movimentos artísticos”, ressalta.

Exemplo (retirado do Enem 2013)

Exemplo (retirado do Enem 2012)

Além disso, outro assunto que pode ser cobrado é o novo acordo ortográfico. As regras não serão exigidas na prova, uma vez que o prazo de implementação do acordo foi estendido até o dia 31 de dezembro de 2016. No entanto, é provável que o tema caia na prova. “Como no exame de 2010, é possível que haja questões de interpretação referentes ao acordo apenas para verificar se o candidato está atualizado”, pontua Fernanda.

Exemplo (retirado do Enem 2010)

Línguas estrangeiras

O idioma da prova de língua estrangeira é selecionado pelo candidato no ato da inscrição, sendo possível a escolha entre inglês ou espanhol. São apenas 5 questões, dentre as 45 da prova de Linguagens, e todas possuem um texto nessa língua, com a pergunta e as respostas em português. A prova, em si, consiste basicamente em questões de interpretação de texto, geralmente menos complexas que a prova de Português.

De acordo com o professor Leonardo Braga Scriptore, do Cursinho do XI, as questões de língua estrangeira costumam cobrar textos mais sérios sobre algum assunto em pauta na política. “Isso facilita o trabalho do estudante, porque assuntos mais sérios podem ser mais objetivos e precisos na hora de ler”, diz.

Neste tópico, o professor indica que uma boa pedida para quem precisa treinar o domínio da língua é ler bastantes notícias de sites, como o Newsweek, o Breaking News English e a página da BBC.

Exemplo (retirado do Enem 2012)

Temas tradicionais, como gramática, tempos verbais, formação de advérbios e outros recursos de linguagem também costumam ser cobrados.

Exemplo (retirado do Enem 2013)

A prova de língua estrangeira do Enem também nunca deixa de cobrar interpretação de texto em charges e letras de música, que costumeiramente vêm acompanhadas de linguagem coloquial e duplo sentido. Em questões com charge ou tirinha, normalmente o exame pede que o aluno explique a piada, o que pode gerar confusão na hora de interpretar o fator que provoca o humor.

Importante: Para este tipo de questão, o professor Leonardo recomenda que o aluno entre em sites de humor e procure entender a linguagem dos memes, que tem grandes chances de aparecer no exame, visto a grande popularidade na internet e redes sociais.

Exemplo (retirado do Enem 2013)

Exemplo (retirado do Enem 2012)

Leonardo aponta também que estudar outras matérias em inglês ou espanhol antes de estudar em português pode ajudar a aperfeiçoar a compreensão do texto. “Por exemplo, se for estudar Revolução Francesa, abra antes o artigo em inglês da Wikipédia sobre o assunto e tente ler para ver o quanto você consegue absorver do texto”, explica.

http://guiadoestudante.abril.com.br/enem/como-estudar-linguagens-codigos-e-suas-tecnologias-para-o-enem/
Enviado por J B Pereira em 25/04/2017
Código do texto: T5981102
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
J B Pereira
Piracicaba - São Paulo - Brasil
2312 textos (1295550 leituras)
14 e-livros (92 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/19 07:31)
J B Pereira