Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SUJEITO E PREDICADO. PALAVRAS LIGADAS AO NOME E AO VERBO. Exercícios com termos da oração

Verbo - Aula 1: O que é verbo

https://www.youtube.com/watch?v=Fe7EcrHDgOk

AULA 01 - Sujeito e Predicado
https://www.youtube.com/watch?v=0EwVfdBeilY


https://www.youtube.com/watch?v=YB_z-z7-wTg

https://www.youtube.com/watch?v=Ch_5YSkbZRo

O sujeito e o predicado são os termos essenciais, necessários para dar sentido à oração. Osujeito, é o termo sobre o qual a oração diz algo, e o predicado é o termo que contém o verbo, informando algo sobre o sujeito. Por exemplo:
As praias  estão cada vez mais poluídas.

Na frase acima, o termo sublinhado, caracteriza o sujeito, àquele sobre quem o predicado, termo em negrito, está falando.
O sujeito pode aparecer em três posições na oração:
• Na ordem direta quando o sujeito aparecer antes do predicado. Por exemplo:
As crianças    brincavam despreocupadas.
Sujeito                 Predicado
• Na ordem inversa quando o sujeito aparecer depois do predicado:
Brincavam despreocupadas    as crianças.
                Predicado                          Sujeito
• Sujeito no meio do predicado:
Despreocupadas,   as crianças    brincavam.
    Predicado               Sujeito         Predicado

Tipos de sujeito

• Sujeito determinado: ocorre quando a terminação do verbo e o contexto permitem:

- reconhecer que existe um elemento ao qual o predicado se refere;

- indicar quem é esse elemento.

Exemplo: A carrocinha levou meu cachorro.

O sujeito determinado pode ainda ser subclassificado como:

Sujeito determinado simples: aquele que tem apenas um núcleo.

Exemplo: A mãe levantou-se aborrecida.

Sujeito determinado composto: aquele que tem mais de um núcleo.

Exemplo: Arroz e feijão não saíam de nossos pratos.

O sujeito determinado pode não ocorrer explícito na oração. Há quem costume classificá-lo como:

- sujeito determinado implícito na desinência verbal;

- sujeito elíptico;

- sujeito oculto;

Exemplo: Vou ao cinema na sessão das dez.
(sujeito = eu – implícito na desinência verbal)

• Sujeito indeterminado: ocorre quando a terminação do verbo e o contexto permitem reconhecer que:

- existe um elemento ao qual o predicado se refere, mas

- não é possível identificar quem é, nem quantos são esses elementos.

Exemplo: Chegaram da festa tarde demais.

Há duas maneiras de se indeterminar o sujeito:

- pode-se colocar o verbo na terceira pessoa do plural, sem referência a nenhum antecedente;

Exemplo: Dizem péssimas coisas sobre você.

- justapondo-se o pronome se – índice de indeterminação do sujeito – ao verbo na terceira pessoa do singular.

Exemplo: Precisa-se de balconista.

* Quando o verbo está na terceira pessoa do plural, fazendo referência a elementos antecedentes, o sujeito classifica-se como determinado.

Exemplo: A sua família não te respeita. Dizem péssimas coisas sobre você.

* É preciso não confundir a classificação do sujeito em frases aparentemente equivalentes como as que seguem:

Exemplos: Discutiu-se o fato.

Discordou-se do fato.

Na primeira, o sujeito é determinado; na segunda é indeterminado.

Para compreender a diferença entre um caso e outro, é preciso levar em conta que o pronome se pode funcionar como:

• Partícula apassivadora: nesse caso, sempre há na frase um sujeito determinado;

• Índice de indeterminação do sujeito: nesse caso, o sujeito é indeterminado.

Se – Partícula apassivadora

Quando o pronome se funciona como partícula apassivadora, ocorre a seguinte estrutura:

• Verbo na terceira pessoa (singular e plural)

• Pronome se;

• Um substantivo (ou palavra equivalente) não precedido de preposição;

• É possível a transformação na voz passiva com o verbo ser (voz passiva analítica).

Exemplo:
Contou se a história.
verbo na 3ª pessoa pronome substantivo sem preposição.
Transformação:
Foi contada a história.
voz passiva analítica (com o verbo ser)
A análise da frase anterior será então a seguinte:
Contou se a história.
Voz passiva sintética ou pronominal partícula apassivadora sujeito determinado simples

Se – Índice de indeterminação do sujeito

Quando o pronome se funciona como índice de indeterminação do sujeito, ocorre esta estrutura:

• Verbo na terceira pessoa do singular;

• Pronome se;

• Não ocorre um substantivo sem preposição que possa ser colocado como sujeito do verbo na voz passiva analítica.

Exemplo:
Falou se da história.
verbo na 3ª pessoa do singular pronome substantivo com preposição
Transformação na voz passiva analítica – não é possível. A frase terá então a seguinte análise:
? falou se da história
sujeito indeterminado verbo na voz ativa índice de indeterminação do sujeito objeto
• Sujeito inexistente: ocorre quando simplesmente não existe elemento ao qual o predicado se refere.

Exemplo: Choveu durante o dia.

O verbo que não tem sujeito chama-se impessoal e os verbos impessoais mais comuns são os seguintes:

- haver: no sentido de existir, acontecer e na indicação de tempo passado.

Exemplo: Houve poucas reclamações.

- fazer: na indicação de tempo passado e de fenômenos da natureza.

Exemplo: Faz dois anos que te perdi.

- ser: na indicação de tempo e distância.

Exemplo: É dia.

- todos os verbos que indicam fenômenos da natureza;

Exemplo: Nevou durante a madrugada.
Choveu muito durante o dia.

Predicado Nominal

No predicado nominal o núcleo do predicado é um nome, o qual exerce a função de predicativo do sujeito.
Predicativo do sujeito é um termo que dá significado, atributo, característica ao sujeito ou, ainda, exprime seu estado ou modo de ser. O predicativo é conectado ao sujeito sempre através de um verbo de ligação.

1ª. Ela está cansada.
2ª. As taxas de juros continuam elevadas.

Observe na primeira oração que “cansada” é um atributo dado ao sujeito “Ela”. O sujeito “Ela” e o predicado nominal “cansada” estão conectados pelo verbo de ligação “está”.
Na segunda frase, observamos o mesmo processo anterior de análise: perguntamos quem continua? e continua o quê? E temos as respostas: “as taxas de juros” (sujeito) e “elevadas” (predicado nominal), ou seja, o predicativo nominal só atribui significado ao sujeito quando ligado pelo verbo de ligação (continuam). A oração só tem sentido pelo complemento (predicado) “elevadas”, o qual é, portanto, o núcleo do predicado nominal.

Predicado verbo-nominal

O predicado verbo-nominal possui dois núcleos: um verbo nocional, como vimos no predicado verbal, e um predicativo, que pode referir-se tanto ao sujeito quanto ao verbo.

Os alunos estudaram cautelosos para o simulado.

Observamos na frase que há dois núcleos: o verbo nocional (estudaram), ou seja, o sujeito praticou uma ação. No entanto, há uma característica dada ao sujeito “cautelosos”, que é, portanto, uma predicação, uma qualidade concedida ao sujeito, logo, é o predicativo do sujeito. Poderíamos desdobrar a última oração em duas:

Os alunos estudaram para o simulado. Eles foram cautelosos.

Na primeira oração temos um predicado verbal “estudaram para o simulado”, no qual o núcleo é o verbo nocional “estudaram”.
Já na segunda oração o núcleo do predicado é um nome “cautelosos” conectado por um verbo de ligação (foram) ao sujeito (Eles) e, portanto, é um predicado nominal.

AULA 02 –
Termos ligados ao nome e Termos ligados ao verbo

http://blog.educacaoadventista.org.br/geaniralidades/arquivos/gabarito-3em-lista-de-exercicios-abr-casfs-2013.pdf

https://www.youtube.com/watch?v=kBD-xYEWTzY

https://www.youtube.com/watch?v=-8tIVkS26ig


Existem alguns termos que se ligam aos nomes. São eles:

Adjunto adnominal
Complemento nominal
Predicativo
Aposto

Adjunto adnominal

É o termo que se liga a um nome ou palavra substantivada para qualificá-lo ou determiná-lo. É expresso geralmente por um adjetivo, locução adjetiva, artigo, pronome ou numeral.

Ex.: "Neste Natal, estimule a criatividade de seus alunos". (Revista Nova Escola, 11/00)


Complemento nominal

É o termo da oração exigido como complementação de alguns nomes (substantivos, adjetivos ou advérbios). Geralmente é regido de preposição.

Ex.: "A criança tinha necessidade de brincadeiras."
Os turistas tinham disposição para a caminhada.

Predicativo

É o termo da oração que qualifica, classifica ou expressa um estado do núcleo do sujeito ou do núcleo do objeto.

Ex.: Os torcedores saíram alegres. (predicativo do sujeito)
Os torcedores consideraram o jogo fraco. (predicativo do objeto)

Aposto

É o termo da oração que resume, explica ou especifica um nome.

Ex.: "Graças ao pai da psicanálise, Sigmund Freud, a masturbação começou a ser entendida como um hábito saudável em qualquer idade, da infância à velhice." (Revista Nova Escola, 11/00)

Dicas:

O aposto geralmente vem marcado por algum tipo de pontuação: vírgula, travessão, parênteses ou dois-pontos.

Ex.: Algumas frutas - duas ou três - foram escolhidas para a exposição.


Termos ligados ao verbo

Existem alguns termos que se ligam aos verbos. São eles:

Adjunto adverbial
Agente da passiva
Objeto direto
Objeto indireto

Adjunto adverbial

É o termo da oração que se liga ao verbo, adjetivo ou advérbio para indicar uma circunstância (tempo, lugar, modo, intensidade, negação, finalidade...).

Ex.: "Na escola, fala-se muito pouco sobre o que as crianças pensam espontaneamente". (Revista Nova Escola, 11/00)
Circunstância de lugar.

"Depois de refletir, uma menina ergueu a mão". (Revista Nova Escola, 11/00)
Circunstância de tempo.

Agente da passiva

É o termo da oração que se liga ao verbo para indicar o agente da ação verbal. Sempre vem precedido de preposição.

Ex.: O abaixo-assinado foi feito pelos alunos.

Dicas:
O agente da passiva só existe quando a oração estiver na voz passiva.

Objeto direto

É o termo da oração que completa o verbo transitivo direto (VTD) sem mediação de uma preposição.

Ex.: "A prática estimula a reflexão filosófica independentemente da leitura". (Revista Nova Escola, 11/00)

Dicas:
Você sabe o que é um objeto direto preposicionado? Como não confundi-lo com um objeto indireto?

O objeto direto preposicionado completa o sentido de um verbo transitivo direto (VTD), enquanto que um objeto indireto completa o sentido de um verbo transitivo indireto (VTI). Geralmente, é usado para solucionar casos de ambiguidade de oração ou por uma questão de estilo.

Ex.: "Amou a seu pai com a mais plena grandeza da alma". (FEFASP)
amar (VTD); a seu pai (objeto direto preposicionado)

Objeto indireto

É o termo que completa o sentido de um verbo transitivo indireto (VTI) com mediação de uma preposição.

Ex.: Na formatura, ele lembrou-se da faculdade.
________________________________

ATIVIDADES/EXERCÍCIOS – SINTAXE 1 – TERMOS DA ORAÇÃO: Sujeito e predicado
outubro 5, 2011
 
Categories: ATIVIDADES/EXERCÍCIOS, Sintaxe
ATIVIDADES/EXERCÍCIOS – SINTAXE 1
Assunto: Termos da oração – sujeito e predicado
Caro estudante, estes exercícios devem ser feito após o estudo do Roteiro nº 2 sobre Noções de Sintaxe. Caso você não tenha feito o estudo recomendamos que o faça antes de responder a estas questões.
1. Nas orações: Fiquei em casa.   Necessita-se de ajuda. temos, respectivamente, sujeito:
a. (   ) indeterminado e indeterminado
b. (   ) simples e simples
c. (   ) oculto e indeterminado
d. (   ) simples e inexistente
e. (   ) indeterminado e inexistente
2. Aponte a oração em que o sujeito é simples:
a. (   ) Você e ele também são importantes.
b. (   ) Fala-se muito.
c. (   ) Há muitas vagas.
d. (   ) Chegaram ele e o irmão.
e. (   ) Apareceu no bairro um novo circo.
3. Assinale a oração sem sujeito:
a. (   ) Iremos à festa.
b. (   ) Chove muito nesta cidade.
c. (   ) Regressaram os trabalhadores.
d. (   ) Perdeu-se uma boa oportunidade.
e. (   ) Estou aqui.
4. Em: “Construiu-se a ponte”, o sujeito é:
a. (   ) indeterminado
b. (   ) simples (se)
c. (   ) inexistente
d. (   ) composto
e. (   ) simples (a ponte)
5. Assinale a única oração que não possui sujeito:
a. (   ) Choveu tomate sobre ele.
b. (   ) Queixou-se da prova.
c. (   ) Havia saído o aluno.
d. (   ) Não existe essa possibilidade.
e. (   ) Neva muito n Europa.
6. Assinale a alternativa que tem oração sem sujeito:
a. (   ) Existe um povo que a bandeira empresta.
b. (   ) Embora com atraso, haviam chegado.
c. (   ) Existem flores que devoram insetos.
d. (   ) Alguns de nós ainda tinham esperança de encontrá-lo.
e. (   ) Há de haver recurso desta sentença.
7. Assinale a alternativa que indica o termo da oração que está fora do padrão de construção na língua portuguesa (sujeito + predicado + complementos) na estrofe abaixo:
“Lembro-me que, em certo dia,
Na rua, ao sol de verão,
Envenenado morria
Um pobre cão.”
a. (   ) objeto direto: um pobre cão
b. (   ) sujeito: um pobre cão
c. (   ) sujeito: certo dia
d. (   ) predicado: lembro-me
e. (   ) predicativo do sujeito: me
 
8. Identifique, nas orações abaixo, o sujeito e seu núcleo e classifique-o:
a) A menina distraída perdeu o anel.
Sujeito ___________: ________________________
Núcleo do sujeito: ___________________________
b) O cachorro barulhento e o papagaio tagarela chamam a atenção.
Sujeito ___________ : _____________________
Núcleo do sujeito:________________________________________
c) Os alunos deram um duro na prova.
Sujeito ____________ : ______________
Núcleo do sujeito: _________________________________________
d) O motorista novo errou o caminho.
Sujeito ______________: __________________
Núcleo do sujeito: ____________________________
e) Ali vêm os meus amigos.
Sujeito __________: __________________________
Núcleo do sujeito: _____________________________
f) Divertiam-se muito as crianças.
Sujeito ____________: __________________________
Núcleo do sujeito :_______________________________
g) Nosso time venceu a partida.
Sujeito ______________: ___________________________
Núcleo do sujeito: __________________________________
h) A torcida, animada, aplaudia os atletas.
Sujeito ____________: ________________________
Núcleo do sujeito:______________________________
9. Transforme o sujeito simples em sujeito composto, usando a palavra entre parênteses, e fazendo as adaptações necessárias na frase:
a) A mãe estava eufórica. (filhos)
b) O terreno é nosso. (casa)
c) A jabuticabeira está carregada de frutos. (abacateiro)
d) O jasmin perfuma o ar. (cravo)
e) A casa é nossa. (cachoeira)
f) O vale é verde. (montanha)
g) O filho concordou. (filha)
h) Desculpou-se o rapaz. (moça)
10. Escreva nos parênteses – OSS para oração sem sujeito; SC para sujeito composto; SS para sujeito simples; SI para sujeito indeterminado; SO para sujeito oculto.
a. (     ) A escola ficava num morro.
b. (     ) Os meninos e as meninas estavam no pátio.
c. (     ) Venta  d. (     ) e chove.
e. (     ) Há muitos trabalhadores na fábrica.
f. (     ) A abelha e o beija-flor sugam o néctar das flores.
g.(     ) Faz dois meses  h. (     ) que cheguei.
i. (     ) Já faz três anos.
j. (     ) Roubaram os documentos.
k. (     ) Gosto da natureza.
11. Transforme os sujeitos compostos em sujeitos simples, sem alterar o sentido da frase:
a) Eu e você iremos à festa.
b) Eu e tu faremos a tarefa.
c) Eu e ele discutimos bastante.
d) Tu e ela voltastes cedo.
e) Tu e eles obtivestes sucesso.
f) Ele e ela vivem discutindo.
12. Retire da frase o que se pede entre parênteses:
a) Helena defendeu Henrique. (sujeito)
b) O velho pátio estava vazio. (núcleo do sujeito)
c) Minha jóia desapareceu. (predicado)
d) Tu era conscienciosa. (sujeito)
e) Você acertou. (predicado)
f) O rapaz desistiu. (predicado)
g) A pulseira nova sumiu. (núcleo do sujeito)
h) Os cochichos eram muitos. (núcleo do sujeito)
_______________________________________________________
GABARITO

http://portugues.camerapro.com.br/atividadesexercicios-sintaxe-1-termos-da-oracao-sujeito-e-predicado/
Questões:    1. c       2. e        3. b         4. a       5. e        6. e        7. b
Questão 8.
a) Sujeito simples: a menina distraída      Núcleo do sujeito: menina
b) Sujeito composto: o cachorro barulhento e o papagaio tagarela      Núcleo do sujeito: cachorro, papagaio
c) Sujeito simples: os alunos        Núcleo do sujeito: alunos
d) Sujeito simples: o motorista novo        Núcleo do sujeito: motorista
e) Sujeito simples: os meus amigos        Núcleo do sujeito: amigos
f) Sujeito simples: as crianças        Núcleo do sujeito: crianças
g) Sujeito simples: nosso time       Núcleo do sujeito: time
h) Sujeito simples: a torcida       Núcleo do sujeito: torcida
Questão 9
a) A mãe e os filhos estavam eufóricos.
b) O terreno e a casa são nossos.
c) A jabuticabeira e o abacateiro estão carregados de frutos.
d) O jasmin e o cravo perfumam o ar.
e) A casa e a cachoeira são nossas.
f) O vale e a montanha são verdes.
g) O filho e a filha concordaram.
h) Desculparam-se o rapaz e a moça.
Questão 10
a. ( SS )      b. ( SC )       c. ( OSS )   d. ( OSS )     e. ( OSS )     f. ( SC )    g.( OSS )   h. ( SO )     i. ( OSS )   j. ( SI )      k. ( SO )
Questão 11
a) Nós iremos à festa.
b) Nós faremos a tarefa.
c) Nós discutimos bastante.
d) Vós voltastes cedo.
e) Vós obtivestes sucesso.
f) Eles vivem discutindo.
Questão12.
a) Helena
b) pátio
c) desapareceu
d) Tu
e) acertou
f) desistiu
g) pulseira
h) cochichos
_______________
http://blog.educacaoadventista.org.br/geaniralidades/arquivos/gabarito-3em-lista-de-exercicios-abr-casfs-2013.pdf

GABARITO de Exercícios – Análise sintática 1) Determine e classifique o sujeito das seguintes orações. a) Mariana precisa de apoio. SSIMPLES. b) Alguns homens destroem a natureza. SSIMPLES. c) Só pensam em namoro. S.INDETERMINADO d) O professor e a professora obedecem ao regulamento. SCOMPOSTO e) Verifiquei os estragos no telhado. S.OCULTO f) As plantas amazônicas necessitam de grande quantidade de luz. SSIMPLES. g) Ventou bastante ontem. ORAÇÃO SEM SUJEITO h) Chegaram os alunos. SSIMPLES. i) Nada te direi. S.OCULTO j) Amanhã serão trinta de março. ORAÇÃO SEM SUJEITO k) A dor permanecia a mesma. SSIMPLES. l) Descobriram o culpado. S.INDETERMINADO m) Fizeste o dever? S.OCULTO n) No inverno, amanhece tarde. ORAÇÃO SEM SUJEITO o) Os livros e os cadernos são úteis. SCOMPOSTO p) Entraram alunos e professor. SCOMPOSTO q) Cai chuva do céu cinzento. ORAÇÃO SEM SUJEITO 3) Circule e classifique nas frases os objetos diretos e indiretos: a) Incêndio florestal já destruiu cem mil hectares. OBJ. DIRETO b) Discordo totalmente de você. OBJ. INDIRETO c) Previdência reajusta valor dos benefícios. OBJ. DIRETO/OBJ. INDIRETO d) Não confiava em si absolutamente. OBJ. INDIRETO 3) Complete os títulos dos seguintes anúncios classificados com objetos diretos. Estes títulos devem. a) Vendo passagens de Ônibus/trem. Uma linha de 6919 e outro da linha 6962. Servem para os bairros de São Matheus e Sapopemba. b) Família doa gatos. São filhotes de raça persa,já vacinados. 4) Agora,complete os títulos dos anúncios com um objeto indireto. a) Preciso de jardineiro Mesmo sem prática,para cuidar de grande área gramada,muitas plantas e algumas árvores NOME:__________________________________________ TURMA: 3º EM DATA:__________________________ ornamentais. b) Necessitamos de professor Com experiência em escola de ensino fundamental e médio,para aulas de Português no período matutino 5. Identifique se os verbos são transitivos ou intransitivos: a) Sua palavras provocaram confusão. TRANSITIVO b) Expulso a senhora da sala. TRANSITIVO c) Um vento forte soprava do Sul. INTRANSITIVO d) O aluno preparou-se para a prova. TRANSITIVO e) Falava sobre política. TRANSITIVO f) Os alunos falam muito. INTRANSITIVO g) Morreu de pneumonia. INTRANSITIVO h) Ele fez o exercício com calma. TRANSITIVO i) Nenhum aluno faltou. INTRANSITIVO j) O mar invadiu a praia. TRANSITIVO k) Saiu com os amigos. INTRANSITIVO 6. Classifique cada um desses verbos em transitivo direto ou transitivo indireto. a) O raio clareou tudo. TRANSITIVO DIRETO b) O raio sapecou a árvore. TRANSITIVO DIRETO c) Aluguei uma ótima casa. TRANSITIVO DIRETO d) Ele gosta de Manuela. TRANSITIVO INDIRETO f) O homem acordou. INTRANSITIVO 7. Classifique os verbos das frases em transitivo, intransitivo ou de ligação: a) Os pedestres andavam pelo calçadão. INTRANSITIVO b) Os pedestres andavam preocupados. DE LIGAÇÃO c) Hoje em dia,as pessoas vivem preocupadas. DE LIGAÇÃO d) Aqueles moços vivem no mundo da lua. INTRANSITIVO e) Aquela moça virou freira. DE LIGAÇÃO f) O vento virou canoa. TRANSITIVO DIRETO 8. Classifique os verbos quanto à predicação e,a seguir,diga que tipo de predicado ocorreu. a)Pedro está adoentado. NOMINAL b)Os jogadores deixaram o estádio. VERBAL c)A população considera aquela atitude inexplicável. VERBAL d)Aqueles soldados não confiam em seus superiores. VERBAL e)A poetisa é uma sonhadora. NOMINAL f)Chegou ontem a São Paulo um jumbo da Varing. VERBAL 9. Circule os complementos nominais: a) Manifestou-se favoravelmente ao réu. b) Optamos pela reciclagem de todo o lixo da cidade. c) O contato com o lixo é prejudicial à saúde. d)O povo tinha necessidade de alimentos. e)Tinham confiança em você. 10. Dê a função sintática dos termos em destaque: a) A seu lado,viajava um padre,alheio a tudo,mergulhando no breviário. VTD – núcleo do Predicado b) Os passageiros não pareciam interessados no prejuízo. Núcleo do Sujeito c) Tais palavras não eram compatíveis com a sua posição. Complemento Nominal d) Jamais me esquecerei de ti. Objeto Direto e) Ele agradeceu aos companheiros, pois estava, realmente, agradecido aos mesmos pela rejeição ao projeto. Objeto Indireto f) Ele foi encontrado pelo irmão. Agente da Passiva g) A aldeia era povoada pelos indígenas. Agente da Passiva 11. Circule os adjuntos adnominais. a)O meu amigo vai ter o seu momento mágico. b)Veja estes exploradores do espaço. c)Alguns técnicos querem preservar as matas nativas. d)Cavalo pantaneiro tem venda inédita em Minas. e)Os japoneses construíram o maior aquário do mundo . f) Aquele menino bom saiu três vezes. g) O espetáculo de dança foi suspenso até segunda ordem. h) O Repórter gaúcho fornecia os mínimos detalhes do acontecimento i) Pode levar também este jornal; meu filho caçula já leu o caderno de esportes. 12. Classifique os termos (essenciais, integrantes e acessórios) sintáticos das orações a seguir: a) O direito ao descanso semanal pertence a todos os trabalhadores. Sujeito Simples: O direito ao descanso semanal. Núcleo do Sujeito: direito Predicado Verbal: pertence a todos os trabalhadores Núcleo do Predicado: pertence (VTI) Objeto Indireto: a todos os trabalhadores Núcleo do Objeto: trabalhadores Adjuntos Adnominais: O, todos, os Complemento nominal: ao descanso semanal b) No desfile, duas garotas lindíssimas vestiam calças e camisetas brancas. Sujeito Simples: duas garotas lindíssimas Núcleo do Sujeito: garotas Predicado Verbal: vestiam calças e camisetas brancas Núcleo do Predicado: vestiam (VTD) Objeto Direto: calças e camisetas brancas Núcleos do Objeto: calças, camisetas. Adjuntos Adnominais: duas, lindíssimas, brancas Adjunto adverbial: No desfile c) Consideraram neutra a posição do juiz. Sujeito Indeterminado Predicado Verbal: Consideraram neutra a posição do juiz Núcleo do Predicado: Consideraram (VTD) Objeto Direto: neutra a posição do juiz Núcleo do Objeto: neutra Complemento nominal: a posição Adjuntos Adnominais: a, do juiz. d) Os meninos esperavam (e estavam) inquietos o resultado do pedido. Sujeito Simples: Os meninos Núcleo do Sujeito: meninos Predicado Verbo-nominal: esperavam inquietos o resultado do pedido Núcleo do Predicado Verbal: esperavam (VTD) Predicativo do sujeito: inquietos Núcleo do Predicado Nominal: inquietos Objeto Indireto: o resultado Núcleo do Objeto: resultado Adjuntos Adnominais: Os, o. Complemento nominal: do pedido e) Os alunos elegeram Renata representante da sala. Sujeito Simples: os alunos. Núcleo do Sujeito: alunos Predicado Verbal: elegeram Renata representante da sala Núcleo do Predicado: elegeram (VTD) Objeto Direto: Renata representante da sala Núcleo do Objeto: Renata Adjuntos Adnominais: Os, representante, da sala. f) O arguto cientista morreu de pneumonia. Sujeito Simples: O arguto cientista. Núcleo do Sujeito: cientista. Predicado Verbal: morreu de pneumonia Núcleo do Predicado: Morreu (VI) Adjuntos Adnominais: O, arguto. Adjunto Adverbial: de pneumonia.

http://blog.educacaoadventista.org.br/geaniralidades/arquivos/gabarito-3em-lista-de-exercicios-abr-casfs-2013.pdf

________________

Aula 08 - Coesão e coerência textuais
https://www.youtube.com/watch?v=4qEa3Up2LYI
https://www.youtube.com/watch?v=Fe7EcrHDgOk
Enviado por J B Pereira em 17/07/2015
Código do texto: T5314168
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
J B Pereira
Piracicaba - São Paulo - Brasil
2826 textos (1569261 leituras)
35 e-livros (529 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/04/21 21:03)
J B Pereira