Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A HETERONÍMIA em FERNANDO PESSOA

"Eu sou do tamanho daquilo que vejo, e não do tamanho da minha altura."  Fernando Pessoa

FERNANDO PESSOA O MENINO DA SUA MÃE
Amélia Pinto Pais
http://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=12706
R$ 37,00 Comprar
  É necessário estar logado para utilizar este recurso. Acompanhe
 Leia um trecho em pdf
 Um dos poetas mais importantes da língua portuguesa, Fernando Pessoa levava uma vida modesta e teve uma única paixão que não foi adiante. "A minha vida gira em torno da literatura", diria em uma carta à namorada. Na literatura, contudo, Pessoa teve muitas vidas, criou cerca de setenta heterônimos, cada um com uma obra diferente e extremamente pessoal.
 Recompondo a trajetória do poeta, na primeira parte do livro Amélia Pinto Pais escreveu uma espécie de autobiografia de Fernando Pessoa, como se ele, à moda de Brás Cubas, contasse a sua história depois de morto. Na segunda parte, ela resgata poemas dedicados às crianças e outros pinçados dos livros Mensagem e Cancioneiro. E apresenta ainda os heterônimos Alberto Caeiro, Álvaro de Campos, Ricardo Reis e Bernardo Soares e alguns dos poemas escritos por eles.
 Com ilustrações da designer brasileira Mariana Newlands, Fernando Pessoa, o menino da sua mãe não é apenas uma homenagem ao escritor, mas é principalmente um livro dedicado aos jovens leitores, pois, ainda que não entendam a complexidade do poeta, eles podem ser fisgados por sua história ou pela musicalidade de seus poemas. Nas palavras da autora, "aquilo que lemos e nos agrada em criança - mesmo que só pelo ouvido - aprenderemos a amar e entender melhor quando adultos".
 Blogger Delicious Digg Facebook Google Myspace Netvibes StumbleUpon Technorati Twitter Wordpress
 
http://casafernandopessoa.cm-lisboa.pt/index.php?id=4292
“Começo pela parte psiquiátrica. A origem dos meus heterónimos é o fundo traço de histeria que existe em mim. Não sei se sou simplesmente histérico, se sou, mais propriamente, um histero-neurasténico. Tendo para esta segunda hipótese, porque há em mim fenómenos de abulia que a histeria, propriamente dita, não enquadra no registo dos seus sintomas. Seja como for, a origem mental dos meus heterónimos está na minha tendência orgânica e constante para a despersonalização e para a simulação. Estes fenómenos — felizmente para mim e para os outros — mentalizaram-se em mim; quero dizer, não se manifestam na minha vida prática, exterior e de contacto com os outros; fazem explosão para dentro e vivo-os eu a sós comigo. Se eu fosse mulher — na mulher os fenómenos histéricos rompem em ataques e coisas parecidas — cada poema de Álvaro de Campos (o mais histericamente histérico de mim) seria um alarme para a vizinhança. Mas sou homem — e nos homens a histeria assume principalmente aspectos mentais; assim tudo acaba em silêncio e poesia…

“Isto explica, tant bien que mal, a origem orgânica do meu heteronimismo. Vou agora fazer-lhe a história directa dos meus heterónimos. Começo por aqueles que morreram, e de alguns dos quais já me não lembro — os que jazem perdidos no passado remoto da minha infância quase esquecida.
“Desde criança tive a tendência para criar em meu torno um mundo fictício, de me cercar de amigos e conhecidos que nunca existiram. (Não sei, bem entendido, se realmente não existiram, ou se sou eu que não existo. Nestas coisas, como em todas, não devemos ser dogmáticos). Desde que me conheço como sendo aquilo a que chamo eu, me lembro de precisar mentalmente, em figura, movimentos, carácter e história, várias figuras irreais que eram para mim tão visíveis e minhas como as coisas daquilo a que chamamos, porventura abusivamente, a vida real. Esta tendência que me vem desde que me lembro de ser um eu, tem-me acompanhado sempre, mudando um pouco o tipo de música com que me encanta, mas não alterando nunca a sua maneira de me encantar.
“Lembro, assim, o que me parece ter sido o meu primeiro heterónimo, ou, antes, o meu primeiro conhecido inexistente — um certo Chevalier de Pas dos meus seis anos, por quem escrevia cartas dele a mim mesmo, e cuja figura, não inteiramente vaga, ainda conquista aquela parte da minha afeição que confina com a saudade. Lembro-me, com menos nitidez, de uma outra figura, cujo nome já não me ocorre mas que o tinha estrangeiro também, que era, não sei em quê, um rival de Chevalier de Pas… Coisas que acontecem a todas as crianças? Sem dúvida — ou talvez. Mas a tal ponto as vivi que as vivo ainda, pois que as relembro de tal modo que é mister um esforço para me fazer saber que não foram realidades.
“Esta tendência para criar em torno de mim um outro mundo, igual a este mas com outra gente, nunca me saiu da imaginação. Teve várias fases, entre as quais esta, sucedida já em maioridade. Ocorria-me um dito de espírito, absolutamente alheio, por um motivo ou outro, a quem eu sou, ou a quem eu suponho que sou. Dizia-o imediatamente, espontaneamente, como sendo de certo amigo meu, cujo nome inventava, cuja história acrescentava, e cuja figura — cara, estatura, traje e gesto — imediatamente eu via diante de mim. E assim arranjei, e propaguei, vários amigos e conhecidos que nunca existiram, mas que ainda hoje, a perto de trinta anos de distância, oiço, sinto, vejo. Repito: oiço, sinto, vejo… E tenho saudades deles.”


in Carta a Adolfo Casais Monteiro sobre a génese dos heterónimos, de 13 de Janeiro de 1935

 

 




PERSONAGENS FICTÍCIAS E HETERÓNIMOS CRIADOS POR FERNANDO PESSOA

 

Teresa Rita Lopes (Pessoa por Conhecer, Teresa Rita Lopes, Lisboa: Estampa, 1990, vol.I) refere ainda os seguintes “Personagens e enredo” de Fernando Pessoa.
“1.1. DRAMATIS PERSONAE
(Por ordem — aproximada — de entrada em cena)
1. Dr. Pancracio – jornalista de A PALAVRA e de O PALRADOR, contista, poeta e charadista.
2. Luís António Congo – colaborador de O PALRADOR, cronista e apresentador de Eduardo Lança.
3. Eduardo Lança – colaborador de o PALRADOR, poeta luso-brasileiro.
4. A. Francisco de Paula Angard - colaborador de o PALRADOR, autor de «textos scientificos». 5. Pedro da Silva Salles (Pad Zé) - colaborador de o PALRADOR, autor e director da secção de anedotas.
6. José Rodrigues do Valle (Scicio), - colaborador de o PALRADOR, charadista e dito «director literário».
7. Pip - colaborador de o PALRADOR, poeta humorístico, autor de anedotas e charadas, predecessor neste domínio do Dr. Pancracio.
8. Dr. Caloiro - colaborador de o PALRADOR, jornalista-repórter de «A pesca das pérolas».
9. Morris & Theodor - colaborador de o PALRADOR, charadista.
10. Diabo Azul - colaborador de o PALRADOR, charadista.
11. Parry - colaborador de o PALRADOR, charadista.
12. Gallião Pequeno - colaborador de o PALRADOR, charadista.
13. Accursio Urbano - colaborador de o PALRADOR, charadista
14. Cecília - colaborador de o PALRADOR, charadista.
15. José Rasteiro - colaborador de o PALRADOR, autor de provérbios e adivinhas.
16. Tagus - colaborador no NATAL MERCURY (Durban).
17. Adolph Moscow - colaborador de o PALRADOR, romancista, autor de «Os Rapazes de Barrowby».
18. Marvell Kisch autor de um romance anunciado em O PALRADOR, («A Riqueza de um Doido»).
19. Gabriel Keene – autor de um romance anunciado em O PALRADOR, («Em Dias de Perigo»).
20. Sableton-Kay – autor de um romance anunciado em O PALRADOR, («A Lucta Aerea»).
21. Dr. Gaudêncio Nabos – director de O PALRADOR (3.ª série), jornalista e humorista anglo-português).
22. Nympha Negra – colaborador de O PALRADOR, charadista.
23. Professor Trochee – autor de um ensaio humorístico de conselhos aos jovens poetas.
24. David Merrick – poeta, contista e dramaturgo.
25. Lucas Merrick – contista (irmão de David?).
26. Willyam Links Esk – personagem de ficção que assina uma carta num inglês defeituoso (13/4/1905).
27. Charles Robert Anon – poeta, filósofo e contista.
28. Horace James Faber – ensaísta e contista.
29. Navas – tradutor de Horace J. Faber.
30. Alexander Search – poeta e contista.
31. Charles James Search – tradutor e ensaísta (irmão de Alexander).
32. Herr Prosit – tradutor de O Estudante de Salamanca de Espronceda.
33. Jean Seul de Méluret – poeta e ensaísta em francês.
34. Pantaleão – poeta e prosador.
35. Torquato Mendes Fonseca da Cunha Rey – autor (falecido) de um escrito sem título que Pantaleão decide publicar.
36. Gomes Pipa – anunciado como colaborador de O PHOSPHORO e da Empresa Íbis como autor de «Contos políticos».
37. Íbis – personagem da infância que acompanha Pessoa até ao fim da vida nas relações com os seus íntimos que sobretudo se exprimiu de viva voz, mas também assinou poemas.
38. Joaquim Moura Costa – poeta satírico, militante republicano, colaborador de O PHOSPHORO.
39. Faustino Antunes (A. Moreira) – psicólogo, autor de um «Ensaio sobre a Intuição»).
40. António Gomes - «licenciado em philosophia pela Universidade dos Inúteis», autor da «Historia Cómica do Çapateiro Affonso».
41. Vicente Guedes – tradutor, poeta, contista da Íbis, autor de um diário.
42. Gervásio Guedes – (irmão de Vicente?) autor de um texto anunciado, «A Coroação de Jorge Quinto», em tempos de O PHOSPHORO e da Empresa Íbis.
43. Carlos Otto – poeta e autor do «Tratado de Lucta Livre».
44. Miguel Otto – irmão provável de Carlos a quem teria sido passada a incumbência da tradução do «Tratado de Lucta Livre».
45. Frederick Wyatt – poeta e prosador em inglês.
46. Rev. Walter Wyatt – irmão clérigo de Frederick?
47. Alfred Wyatt – mais um irmão Wyatt, residente em Paris.
48. Bernardo Soares – poeta e prosador.
49. António Mora – filósofo e sociólogo, teórico do Neopaganismo.
50. Sher Henay – compilador e prefaciador de uma antologia sensacionalista em inglês.
51. Ricardo Reis – HETERÓNIMO.
52. Alberto Caeiro – HETERÓNIMO.
53. Álvaro de Campos - HETERÓNIMO.
54. Barão de Teive – prosador, autor de «Educação do Stoico» e «Daphnis e Chloe».
55. Maria José – escreve e assina «A Carta da Corcunda para o Serralheiro».
56. Abílio Quaresma – personagem de Pêro Botelho e autor de contos policiais.
57. Pero Botelho – contista e autor de cartas.
58. Efbeedee Pasha – autor de «Stories» humorísticas.
59. Thomas Crosse – inglês de pendor épico-ocultista, divulgador da cultura portuguesa.
60. I.I. Crosse – coadjuvante do irmão Thomas na divulgação de Campos e Caeiro.
61. A.A. Crosse – charadista e cruzadista.
62. António de Seabra – crítico literário do sensacionismo.
63. Frederico Reis – ensaísta, irmão (ou primo?) de Ricardo Reis sobre quem escreve.
64. Diniz da Silva – autor do poema «Loucura» e colaborador de EUROPA.
65. Coelho Pacheco – poeta in ORPHEU III e na revista projectada EUROPA.
66. Raphael Baldaya – astrólogo e autor de «Tratado da Negação» e «Princípios de Metaphysica Esotérica».
67. Claude Pasteur – francês, tradutor de CADERNOS DE RECONSTRUÇÃO PAGÃ dirigidos por A. Mora.
68. João Craveiro – jornalista sidonista.
69. Henry More – autor em prosa de comunicações mediúnicas - «romances do inconsciente» como Pessoa lhes chama.
70. Wardour – poeta revelado em comunicações mediúnicas.
71. J. M. Hyslop – poeta revelado em comunicação mediúnica.
72. Vadooisf [?] – poeta revelado em comunicação mediúnica.”
     
LLL:EXT:ffiframe/locallang.xml:defaultnoiframemessage
   
   Mapa do site   Ficha Técnica
 
Fernando Pessoa  (Biografia . Bibliografia )
• [   [ A TARDE VULGAR E CHEIA]  ]
• [   FLORESCE NA  SOMBRA DO MEU PEITO,  ]
• [   A TRISTEZA JUNCOU DE PÉTALAS DE ROSA  ]
• [   A ÁGUA DA CHUVA DESCE A LADEIRA  ]
• [   A ANTIGA CANÇÃO  ]
• [   A ARANHA DO MEU DESTINO  ]
• [   A ARCA DE NOÉ DA MINHA IMPERFEIÇÃO.  ]
• [   A BARCA DOS MEUS SENTIDOS  ]
• [   À BEIRA DO PRECIPÍCIO  ]
•   A CASA BRANCA NAU PRETA
• [   A CEIFEIRA  ]
• [   A CIÊNCIA, A CIÊNCIA, A CIÊNCIA...  ]
• [   [A CLARA NOITE DE VERÃO]  ]
• [   A CRIANÇA QUE FUI CHORA NA ESTRADA,  ]
• [   [A CRIANÇA QUE MORA À BEIRA DO CAIS]  ]
• [   A CRIANÇA QUE RI NA RUA  ]
•   [A DECADÊNCIA]
• [   [A DO CHALE VAGO CHEGOU À JANELA.]  ]
• [   À EMISSORA NACIONAL  ]
• [   A ESTRADA, COMO UMA SENHORA  ]
• [   A FEBRE DO QUE ME SUPONHO  ]
• [   A FLAUTA NOCTURNA  ]
•   A FUGA
•   A GIGANTE
• [   A IGREJA CATÓLICA COBRIU COM UMA REDOMA  ]
•   A ILHA DESERTA
•   À INGLATERRA
•   À LA MANIÈRE DE A. CAEIRO
•   À LA MANIÉRE DE ANTÓNIO BOTTO
• [   À LA MANIÈRE DE CAMILO PESSANHA  ]
• [   A LÂMPADA NOVA  ]
• [   [A LARANJA QUE ESCOLHESTE]  ]
• [   A LAVADEIRA NO TANQUE  ]
• [   A LENDA DOURADA E LINDA  ]
• [   [A LEVÍSSIMA BRISA]  ]
• [   A LUA (DIZEM OS INGLESES)  ]
• [   A LUA POR TRÁS DA TORRE  ]
• [   A LUZ DA TARDE ESTÁ CALMA  ]
• [   [A LUZ DO SOL AFAGA O IMENSO DIA.]  ]
• [   A LUZ DO SOL ENTRA PELA FLORESTA,  ]
• [   A LUZ QUE VEM DAS ESTRELAS,  ]
• [   A MÃO POSTA SOBRE A MESA  ]
• [   À MEMÓRIA DO PRESIDENTE-REI SIDÓNIO PAIS  ]
• [   A MENINA DORME.  ]
• [   A MINHA ALMA AJOELHA ANTE O MISTÉRIO  ]
• [   A MINHA ALMA É UM HORÁRIO DE COMBOIOS  ]
• [   A MINHA CAMISA ROTA  ]
•   À MINHA QUERIDA MAMÃ
• [   A MISÉRIA DO MEU SER,  ]
• [   A MONTANHA POR ACHAR  ]
• [   A MORTE CHEGA CEDO  ]
• [   A MORTE É CURVA DA ESTRADA  ]
•   A MÚMIA
•   A MÚMIA, EPISÓDIOS
• [   A NÉVOA SOBE À TONA IRREAL DA HORA  ]
•   A NOITE
• [   [A NOITE DESCE TRANQUILA,]  ]
• [   [A NOITE É CALMA, O AR É GRAVE,]  ]
• [   A NOITE É ESCURA, E A CIDADE ALHEIA  ]
• [   A NOITE VAI ALTA.  ]
• [   A NOSSA MAGNA LÍNGUA PORTUGUESA  ]
•   A NOVA HURI
• [   A NOVELA INACABADA,  ]
• [   A NUVEM VEIO E O SOL PAROU.  ]
• [   [A ONDA TORCE NA AREIA]  ]
•   A OUTRA
•   A OUTRA VISÃO
• [   A PÁLIDA LUZ DA MANHÃ DE INVERNO  ]
• [   [A PARTE DO INDOLENTE É A ABSTRACTA VIDA]  ]
• [   A PAZ DO DIA, A LUZ QUE FAZ A PAZ —  ]
• [  A POMPA INÚTIL DE TEUS GESTOS QUEDOS,  ]
•   A PONTE
• [   A PREGUIÇA DE PENSAR  ]
• [   A QUEM A NATUREZA NÃO FEZ BELO  ]
• [   [A RABANADA DE VENTO]  ]
• [   [A RAZÃO DESTA TRISTEZA]  ]
• [   A REUNIÃO FOI MARCADA  ]
•   A REVOLUÇÃO
• [   A ROUPA ESTENDIDA AO VENTO  ]
•   A SESTA INDEFINIDA
• [   A 'SPERANÇA, COMO A UM FÓSFORO INDA ACESO.  ]
• [   [A TAMPA DA CAFETEIRA]  ]
• [   [A TARDE VULGAR E CHEIA]  ]
• [   [A TERRA É SEM VIDA, E NADA]  ]
• [   A TERRA QUE A NOITE FECHA,  ]
• [   A TRISTEZA LUSITANA  ]
• [   A TUA CARNE CALMA  ]
• [   [A TUA SAIA, QUE É CURTA,]  ]
• [   A TUA VOZ E O QUE ELA DIZ,  ]
• [   [A TUA VOZ FALA DE AMOR...]  ]
•   A ÚLTIMA NAU
•   A UM REVOLUCIONÁRIO MORTO
•   A UM REVOLUCIONÁRIO MORTO
•   A UMA ESTÁTUA
•   A VIDA DE ARTHUR RIMBAUD
• [   [A VIDA É UM BAIRRO TRISTONHO]  ]
• [   [A VIDA É UM HOSPITAL]  ]
• [   A VIDA É UMA ILUSÃO  ]
• [   A VIDA INÚTIL QUE VIVI E VIVO  ]
•   A VOZ DE DEUS
•   ABANDONADA
•   ABANDONADA...
•   ABAT-JOUR
•   ABDICAÇÃO
•   ABENDLIED
• [   ABISMO DE SER MUITOS! NOITE MINHA!  ]
• [   [ABRO O BAÚ ANTIGO, E À MINHA VISTA]  ]
• [   ACIMA DA VERDADE ESTÃO OS DEUSES.  ]
•   ACONTECE EM DEUS
• [   ACONTECEU-ME DO ALTO DO INFINITO  ]
• [   ACORDA. VEM  ]
•   AD VOLUPTATEM
•   ADEUS!
• [   ADEUS...  ]
• [   [ADEUS , MARIA! HÁ UM SÓ MOMENTO]  ]
• [   ADEUS, MARIA! HÁ UM SÓ MOMENTO  ]
• [   [ADEUS, MARIA! TODOS NÓS,]  ]
•   AFONSO COSTA
•   AFONSO DE ALBUQUERQUE
• [   AGAMÉMNON  ]
•   AGLAIA
•   AGNOSTICISMO SUPERIOR
• [   ÁGUA CORRENTE  ]
• [   [ÁGUA FRESCA POR UM PÚCARO QUE CHIA,]  ]
•   AGUARELA
•   AGUARELA DO BEM-ESTAR
• [   AH! A ANGÚSTIA, A RAIVA VIL, O DESESPERO  ]
• [   AH, A ANTIGA CANÇÃO  ]
• [   AH, A ESTA ALMA QUE NÃO ARDE  ]
• [   [AH, BATE LEVE, MAIS LEVEMENTE!]  ]
• [   AH, COMO EU QUERERIA  ]
• [   AH, COMO O SONO É A VERDADE, E A ÚNICA  ]
• [   AH, FELIZ QUEM NÃO PENSA, PORQUE A VIDA,  ]
• [   AH, JÁ ESTÁ TUDO LIDO  ]
• [   [AH, NUNCA, POR MEU BEM OU POR MEU MAL,]  ]
• [   AH, QUANTA MELANCOLIA!  ]
• [   AH, QUANTA VEZ, NA HORA SUAVE  ]
•   AH QUANTAS MÁSCARAS E SUBMÁSCARAS
• [   AH, QUE MAÇADA O PIANO  ]
• [   AH QUEM ME DERA A CALMA  ]
• [   [AH, QUEM NOS DERA A CALMA]  ]
• [   [AH, SEMPRE NO CURSO LEVE DO TYEMPO PESADO]  ]
• [   [AH SENTIR TUDO DE TODOS OS FEITIOS!]  ]
• [   AH, SÓ EU SEI  ]
• [   AH, VERDADEIRAMENTE A DEUSA! —  ]
• [  AH, VIVER EM CENÁRIO E FICÇÃO!  ]
• [   AI DOS SONHOS QUE SONHAMOS!  ]
• [   [AI, OS PRATOS DE ARROZ-DOCE]  ]
• [   AI QUEM ME DERA NO TEMPO  ]
• [   AI VIRA QUE VIRA,  ]
• [   [AINDA HÁ DO TEU SANGUE EM MINHAS VEIAS]  ]
• [   [ALASTOR, 'SPÍRITO DA SOLIDÃO]  ]
• [   ALÉM-DEUS  ]
•   ALGA
• [   ALGURES NO TEMPO IDO,  ]
• [   ALHURES A ALMA PECA: O INFERNO É O MUNDO,  ]
• [   ALMA NOBRE, ESPIRITUAL E SUBTIL,  ]
• [   AMA APENAS. NÃO PENSES EM MIM.  ]
• [   AMA, CANTA-ME. EU NADA QUERO  ]
• [   [AMEAÇOU CHUVA. E A NEGRA]  ]
• [   AMEI-TE E POR TE AMAR  ]
• [   AMEM OUTROS A GRAÇA FEMININA  ]
•   AMIEL
• [   [AMOR DA PÁTRIA - AMOR MÍSTICO E SANTO]  ]
•   AMUN-RA
•   ANÁLOGO
• [   [ANDA COM A MINHA ALMA AO COLO,]  ]
• [   ANDAVAM DE NOITE AOS SEGREDOS  ]
•   ANO NOVO
• [   ANOS E ANOS DO QUE NÃO FOI EU  ]
•   ANTEMANHÃ
•   ANTEROS
• [   [ANTES QUE O SONO AFUNDE]  ]
• [   [ANTES QUE O TEMPO FOSSE]  ]
• [   ANTES QUE O TEMPO FOSSE  ]
•   ANTI-GAZETILHA
•   ANTÍGONA
•   ANTÍNOO
• [   ANTÓNIO DE OLIVEIRA SALAZAR.  ]
•   ANTÓNIO VIEIRA
• [   AO CERTO NÃO SEI...  ]
•   AO INFANTE
• [   AO LONGE, AO LUAR  ]
• [   AO LUAR DOS MORTOS, NA PAISAGEM GELO,  ]
• [   [AO PÉ DOS SALGUEIRAIS DA MARGEM,]  ]
• [   [AO SEU TEAR DE SONHO E VIDA,]  ]
• [   AO SOM DA MÚSICA ADORMEÇO  ]
• [   [APARTA O CABELO AO MEIO]  ]
•   APOCALIPSE
•   APOLO PARA NEPTUNO
• [   AQUELA GRAÇA INCOMPARÁVEL  ]
• [   [AQUELA LOURA A OLHAR A RIR]  ]
• [   AQUELAS DANÇAS DE RODA  ]
• [   [AQUELE BREVE SORRISO]  ]
• [   [AQUI ESTÁ-SE SOSSEGADO,]  ]
• [   AQUI NA ORLA DA PRAIA, MUDO E CONTENTE DO MAR  ]
• [   AQUI NESTE PROFUNDO APARTAMENTO  ]
• [   [AQUI, NESTE SOSSEGO E APARTAMENTO]  ]
• [   AQUI, NESTE SOSSGO E APARTAMENTO,  ]
• [   AQUI ONDE SE ESPERA  ]
• [   AQUI, QUE É O FUNDO  ]
• [   AQUILO QUE A GENTE LEMBRA  ]
• [   ARGUMENTOS EM VÃO.  ]
• [   ÁRVORE VERDE  ]
• [   AS COISAS QUE ERREI NA VIDA  ]
• [   AS FADAS DANÇAM NO ERMO  ]
• [   AS FADAS SÃO PENSAMENTOS,  ]
• [   AS HORAS DE QUE TENHO PENA  ]
•   AS ILHAS AFORTUNADAS
• [   AS LENTAS NUVENS FAZEM SONO,  ]
• [   AS MENINAS QUE HÁ NA FEIRA  ]
• [   AS NUVENS SÃO SOMBRIAS  ]
• [   AS SETE SALAS DO PALÁCIO ABANDONADO  ]
• [   AS TUAS MÃOS TERMINAM EM SEGREDO  ]
• [   ÀS VEZES A CHUVA É SOL  ]
• [   ÀS VEZES, EM SONHO TRISTE,  ]
• [   ÀS VEZES ENTRE A TORMENTA  ]
• [   [ÀS VEZES NAS PRAIAS ATIRO]  ]
• [   [ÀS VEZES QUANDO A VIDA COMO TARDA]  ]
• [   [ÀS VEZES QUANDO CISMO, E INCERTO VOU]  ]
• [   ÀS VEZES SOU O DEUS QUE TRAGO EM MIM  ]
•   ASAS
• [   ASCENSÃO  ]
•   ASCENSÃO DE VASCO DA GAMA
• [   [ASSIM CONFUSO NO TEU SER-NÃO-SER,]  ]
• [   ASSIM, SEM NADA FEITO E O POR FAZER  ]
•   ASSOUPISSEMENT
•   ATHENA
• [   ATRAVÉS DA RADIOFONIA  ]
•   AUDITA CAECANT
•   AURÉOLA
•   AURORA SOBRE O MAR DESCONHECIDO
•   AUTOPSICOGRAFIA
• [   [AVE QUE PASSAS NO TEU LEVE OLVIDO]  ]
•   AVE-MARIA
•   AVÉ-MARIA
• [   AVÓ, ESTA SUA NETA  ]
• [   AZUL, AZUL, AZUL, O MAR FRAQUEJA  ]
• [   AZUL, OU VERDE, OU ROXO QUANDO O SOL  ]
• [   [BAILA EM TEU PULSO DELGADO]  ]
• [   [BAILA O TRIGO QUANDO HÁ VENTO]  ]
• [   BAILAM SERES COM CORES  ]
•   BALADA DO ÚLTIMO ROMÂNTICO
•  [   BEM SEI QUE ELA ERA A RAINHA.  ]
• [   BEM SEI QUE ESTOU ENDOIDECENDO.  ]
• [   BEM SEI QUE HÁ ILHAS LÁ AO SUL DE TUDO  ]
• [   BEM SEI QUE TODAS AS MÁGOAS  ]
• [   BEM SEI... UM LEVE SORRISO  ]
• [   BENDITO GALO QUE CANTAS  ]
• [   [BOCA BONITA, QUANTOS]  ]
• [   BÓIA À TONA DA ÁGUA MORTA DA MINHA RECORDAÇÃO  ]
• [   BÓIAM FARRAPOS DE SOMBRA  ]
• [   BÓIAM LEVES, DESATENTOS,  ]
• [   BOM VENTO DO MAR, BOM VENTO  ]
• [   BOMBOM É UM DOCE  ]
• [   [BRINCAVA A CRIANÇA]  ]
•   BRISA
• [   BRISA SEM SER DA AURORA  ]
•   BRISE MARINE
•   BUDDAH
• [   CABEÇA AUGUSTA, QUE UMA LUZ CONTORNA,  ]
• [   [CADA COUSA QUE VEJO NESTE MUNDO]  ]
• [   [CADA DIA É TÃO SÓ-UM!]  ]
• [   CADA VEZ QUE ME JULGO  ]
• [   CAI A FOLHA...A HORA DESCORA  ]
• [   CAI AMPLO O FRIO E EU DURMO NA TARDANÇA  ]
• [   [CAI CHUVA DO CÉU CINZENTO]  ]
• [   CAI DO FIRMAMENTO  ]
• [   [CAI VERDE O OCASO. A NOITE É AUSENTE]  ]
• [   [CAÍRAM AS FOLHAS DA ÁRVORE. O OUTONO]  ]
• [   CAÍRAM AS FOLHAS DA ÁRVORE. O OUTONO  ]
•   CALMA
• [   [CAMINHO A TEU LADO MUDO]  ]
• [   [CANÇÃO]  ]
• [   [CANÇÃO]  ]
• [   [CANÇÃO]  ]
• [   [CANÇÃO]  ]
•   CANÇÃO
•   CANÇÃO
•   CANÇÃO
•   CANÇÃO COM ECO
•   CANÇÃO DA PARTIDA
•   CANÇÃO DA QUE FICA
•   CANÇÃO DE OUTONO
•   CANÇÃO TRISTE
•   CANÇÕES DA CRIANÇA ADULTA
• [   CANSA SENTIR QUANDO SE PENSA.  ]
• [   [CANSA SER, SENTIR DÓI, PENSAR DESTRUI]  ]
• [   CANSADO ATÉ DOS DEUSES QUE NÃO SÃO...  ]
• [   [CANSADO DO UNIVERSO E SERIEDADE]  ]
•   CANTARES - I
•   CANTARES - II
•   CANTARES - III
•   CANTARES - IV
• [   [CANTIGAS DE PORTUGUESES]  ]
• [   [CEGARAM OS MEUS OLHOS PARA ETERNO]  ]
• [   [CEMITÉRIO]  ]
• [   [CERTAS COUSAS - DISSE UM]  ]
• [   CESSA O TEU CANTO!  ]
• [   CÉU ALTO, QUE ASTROS REVELAM  ]
• [   [CHAMADA]  ]
• [   [CHAMAM-TE BOA E O SENTIDO]  ]
• [   CHAMOU UMA VOZ DO MONTE;  ]
• [   CHEGA-ME A DANÇA RÚSTICA POR SOM:  ]
• [   CHEGUEI À JANELA,  ]
• [   CHORA COMO GENTE O VENTO,  ]
• [   CHORA-A, CHORA-A, CHORA  ]
• [   [CHORAIS EM VÃO, NO ASPÉRRIMO DESTERRO]  ]
• [   CHORAR? CAIA O TEU PRANTO  ]
• [   [CHOVE. É DIA DE NATAL]  ]
• [   CHOVE. HÁ SILÊNCIO, PORQUE A MESMA CHUVA  ]
• [   CHOVE. QUE FIZ EU DA VIDA?  ]
• [   CHUVA? GOTAS COMO BAGOS,  ]
•   CHUVA OBLÍQUA
•   CINZA
•   CINZA
• [   CISMO, REMOTO DA CALMA  ]
• [   [CIVILIZÁMO-NOS... A HORA]  ]
• [   CLAREIA CINZENTA A NOITE DE CHUVA,  ]
• [   [CLAREIRA]  ]
•   CLARIM! OS MORTOS
• [   [COA-SE ATRAVÉS DA MINH'ALMA]  ]
• [   COITADINHO  ]
• [   COLHE TODAS AS ROSAS QUE ENCONTRARES!  ]
• [   [COM A BRISA DA TARDE]  ]
• [   [COM O CORAÇÃO ESTRANHO]  ]
• [   COM O SEU MAIOR GRITO,  ]
• [   [COM QUE CONHECER-ME A TREVA]  ]
• [   [COM QUE ENCHEREI O VÁCUO DE MEUS DIAS]  ]
• [   COM QUE REVOLTA ME RECONHEÇO,  ]
• [   [COM TEU GESTO PINTADO E EXAGERADO]  ]
• [   COM TUAS MÃOS PIEDOSAS  ]
• [   COMANDANTE, ENVIO JUNTO  ]
• [   COMEÇA A IR SER DIA.  ]
•   COMEÇA HOJE O ANO
• [   COMEÇA, NO AR DA ANTEMANHÃ  ]
• [   COMEÇA O OUTONO. COMEÇOU O OUTONO.  ]
•   COMÉDIA
• [   [COMO A FOLHA EM MÓVEIS ÁGUAS,]  ]
• [   [COMO A NÉVOA QUE O REALÇO]  ]
• [   COMO A NOITE CHEGASSE E NINGUÉM VINHA,  ]
• [   [COMO A NOITE É LONGA!]  ]
• [   [COMO ALGUÉM QUE CONSERVA NA MEMÓRIA]  ]
• [   COMO ÀS VEZES NUM DIA CALMO E MANSO]  ]
• [   COMO CHOVE! UM DESALENTO  ]
• [   COMO CRIANÇA, OU COMO CONDENADO,  ]
• [   [COMO ENTRE OS BOSQUES MARGINAIS, SECRETOS]  ]
• [   [COMO ESTE INFANTE QUE ALOURADO DORME]  ]
• [   COMO INÚTIL TAÇA CHEIA  ]
• [   COMO NUVENS PELO CÉU  ]
• [   COMO O ONTEM É HÁ MUITO! O PASSADO  ]
• [   COMO OS FUMOS DOS CASAIS  ]
• [   [COMO POR UMA PENEIRA]  ]
• [   [COMO QUE DUM SOBRESCRITO QUE RASGO E ABRO]  ]
• [   [COMO SE CADA BEIJO]  ]
• [   COMO UM CANSAÇO AO FIM DO VENTO  ]
• [   COMO UM GRANDE ROCHEDO DEBRUÇADO  ]
• [   [COMO UM VENTO NA FLORESTA]  ]
•   COMPLEXIDADE
• [   CONCLUSO A OPALAS E AMETISTAS,  ]
•   CONSELHO
•   CONSELHOS
• [   CONTEMPLO O LAGO MUDO  ]
• [   CONTEMPLO O QUE NÃO VEJO  ]
• [   COR DE ROSA VAGO  ]
• [   [CORAÇÃO FRACO A QUEM O MÍNIMO OLHAR]  ]
• [   [COROAI-ME DE ROSAS,]  ]
• [   [CORPO QUE TENS DIVINAS PROCEDÊNCIAS]  ]
•   CORPOS
• [   [CORRE AOS MEUS PÉS O RIO]  ]
• [   [CORREM-ME MENOS TRISTONHOS]  ]
• [   CORTEJO DE IRREALIDADES. ÚLTIMO TINIR DE GUIZOS  ]
•   CORTEJO FÚNEBRE
•   CREPÚSCULO DE VERÃO
• [   [CRESCE A PLANTA, FLORESCE.]  ]
•   CRISTO
• [   [CUIDAS TU, LOURO FLACO, QUE CANSANDO]  ]
•   D. AFONSO HENRIQUES
•   D. DINIS
•   D. DUARTE, REI DE PORTUGAL
•   D. FERNANDO, INFANTE DE PORTUGAL
•   D. FILIPA DE LENCASTRE
•   D. JOÃO, INFANTE DE PORTUGAL
•   D. JOÃO O PRIMEIRO
•   D. JOÃO O SEGUNDO
•   D. PEDRO, REGENTE DE PORTUGAL
•   D. SEBASTIÃO
•   D. SEBASTIÃO, INFANTE DE PORTUGAL
•   D. TAREJA
• [   DÁ A SURPRESA DE SER  ]
• [   DÁ DOIS PULOS DE CONTENTE,  ]
• [   [DA NOITE EXTENSA ONDE NÃO VEMOS]  ]
• [   DÁ ROSAS, ROSAS, A QUEM SONHA ROSAS!  ]
• [   DÁ SÓ TREZE BADALADAS  ]
• [   [DA TARDE MORNA ESTAGNA O MORTO VOO]  ]
• [   DAI-ME MÚSICA  ]
• [   DÁ-ME A VERDADE: DOU-TE A VIDA.  ]
• [   DÁ-ME AS MÃOS POR BRINCADEIRA  ]
•   DANÇA
•   DANÇA DE FADAS
• [   DAS FLORES O NÃO-ME-ESQUEÇAS  ]
• [   DE ALÉM DAS MONTANHAS,  ]
• [   [DE AQUI A POUCO ACABA O DIA]  ]
• [   DE BÊBADO, CAIU-ME O FÓSFORO DOS DEDOS...  ]
• [   [DE CRISÂNTEMOS, SÓ CRISÂNTEMOS]  ]
• [   DE LESTE A OESTE COMANDÁMOS,  ]
• [   DE ONDE É QUASI O HORIZONTE  ]
• [   DE TANTO ME FINGIR QUEM SOU DEVERAS,  ]
• [   DEBAIXO DE ONDE ALTOS RAMOS  ]
• [   [DEI-LHE UM BEIJO AO PÉ DA BOCA]  ]
• [   DEIXA QUE EU CHORE...  ]
• [   [DEIXA QUE UM MOMENTO PENSE]  ]
• [   DEIXA QUEN O MEU OLHAR DESÇA  ]
• [   DEIXA-ME OUVIR O QUE NÃO OUÇO...  ]
• [   [DEIXASTE CAIR A LIGA]  ]
• [   [DEIXASTE CAIR NO CHÃO]  ]
• [   DEIXEI CAIR O LIVRO ONDE NÃO LI  ]
• [   DEIXEI DE SER AQUELE QUE ESPERAVA...  ]
• [   DEIXEM-ME O SONO! SEI QUE É JÁ MANHÃ.  ]
• [   DEIXO AO CEGO E AO SURDO  ]
• [   DEMORA O OLHAR, DEMORA  ]
• [   DENTRO EM MEU CORAÇÃO FAZ DOR.  ]
• [   DENTRO EM MIM FAZ DOR...  ]
•   DEPOIS DA FEIRA
• [   DEPOIS DE ME VER AO ESPELHO  ]
• [   DEPOIS QUE O SOM DA TREVA, QUE É NÃO TÊ-LO,  ]
• [   DEPOIS QUE TODOS FORAM  ]
• [   [DEPRESSA OS MORTOS ESQUECEM]  ]
• [   DESEJO PARTIR  ]
• [   DESFAZE A MALA FEITA P'RA A PARTIDA !  ]
• [   DESPERTO SEMPRE ANTES QUE RAIE O DIA  ]
• [   [DEUS NÃO TEM UNIDADE,]  ]
• [   DEUS SABE MELHOR DO QUE EU  ]
• [  «DEUS, SOBERBA, INFINITO» EM GRÃO BERREIRO  ]
• [   DEVE CHAMAR-SE TRISTEZA  ]
• [   [DEVERAS, MARIA]  ]
•   DIA DE INVERNO
•   DIA DE VERÃO
• [   [DISSERAM TODOS QUE ERAS FEIA.]  ]
• [   DISSESTE-ME QUASE RINDO:  ]
• [   [«DIVIDE E REINA»: A ANTIGA MONARQUIA]  ]
• [   DIZEM?  ]
• [   [DIZEM QUE AS FLORES SÃO TODAS]  ]
• [   DIZEM QUE HÁ ENTRE A FOLHAGEM  ]
• [   DIZEM QUE O JARDIM ZOOLÓGICO  ]
• [   DIZIA O GUERRA JUNQUEIRO  ]
• [   [DO ABISMO ONDE O PASSADO DORME E 'SPERA"  ]
• [   [DO ALTO DA CIDADE]  ]
• [   [DO MEIO DA RUA]  ]
• [   [DO MEU VELHO SOLAR]  ]
• [   DO VALE À MONTANHA  ]
• [   [DOBRA O SINO, DOBRA O SINO,]  ]
•   DOBRE
• [   DÓI-ME A ALMA COMO UM CORPO, E O PESO TODO  ]
• [   DÓI-ME A ALMA COMO UM DEDO. NEM  ]
• [   DÓI-ME O NEVOEIRO, DÓI-ME O CÉU  ]
• [   DÓI-ME QUEM SOU. E EM MEIO DA EMOÇÃO  ]
• [   DOIS GATOS, NUMA GRANDE DISCUSSÃO,  ]
•   DOLORA
• [   [DONA ROSA, DONA ROSA,]  ]
• [   [DONA ROSA, DONA ROSA, ]  ]
• [   [DOO-ME SER EU CONTINUADAMENTE...]  ]
• [   DORME, CRIANÇA, DORME  ]
• [   DORME, FLUINDO LENTAMENTE, A ÁGUA,  ]
• [   DORME, QUE A VIDA É NADA!  ]
• [   DORME SOBRE O MEU SEIO,  ]
• [   [DORME, SONHANDO! 'SPARSA LUZ TE ALUMBRE,]  ]
• [   DORMES SORRINDO...SONHAS...QUERO MAIS  ]
• [   [DORMI. SONHEI. NO INFORME LABIRINTO]  ]
• [   DORMI. SONHEI. NO INFORME LABIRINTO  ]
• [   DORMIR! NÃO TER DESEJOS NEM ‘SPERANÇAS  ]
• [   [DUAS HORAS TE ESPERAREI]  ]
• [   DURMO, CHEIO DE NADA, E AMANHÃ  ]
• [   DURMO OU NÃO? PASSAM JUNTAS EM MINHA ALMA  ]
• [   DURMO. REGRESSO OU ESPERO?  ]
• [   DURMO. SE SONHO, AO DESPERTAR NÃO SEI  ]
• [   DURMO SÓ POR CANSAÇO,  ]
• [   [E A EXTENSA E VÁRIA NATUREZA É TRISTE]  ]
• [   E ACHO QUE TODO O POETA  ]
• [   E AH! ESSE HORROR TEM O MEU GESTO  ]
• [   E ALÉM DO BANAL DESEJO  ]
• [   [É BOA! SE FOSSEM MALMEQUERES!]  ]
• [   É BRANDO O DIA, BRANDO O VENTO  ]
• [   É FACTO FORNECIDO PELA CIÊNCIA  ]
• [   [E, HORROR!, O BRAÇO]  ]
• [   [É INDA QUENTE O FIM DO DIA...]  ]
• [   É INTERIOR À MINHA MÁGOA  ]
• [   [É MAIO, FLORES DE ABRIL]  ]
• [   É NEGRO A HORAS E A DESTINO  ]
• [   [É NOITE E OS PENSAMENTOS QUE EU NÃO QUERO]  ]
• [   [É NOITE E OS PENSAMENTOS QUE EU NÃO QUERO]  ]
• [   [E O REI DISSE, «MEMORA ESTES DOIS LEMAS:]  ]
• [   E O SALAZAR, ARTEFACTO  ]
• [   [E, Ó VENTO VAGO]  ]
• [   E QUE SOSSEGO FELIZ  ]
• [   É SONO? É SONHO? É VER?  ]
• [   [E SURJO, DISTANTE E A SÓS]  ]
• [   [E TODA A NOITE A CHUVA VEIO]  ]
• [   [É TRISTE A NOITE, É TRISTE O LUAR, E A GENTE]  ]
• [   É UM CAMPO VERDE E VASTO,  ]
• [   [É UM CANTO AMARGO E MOÇO...]  ]
• [   [É UM PAÍS REMOTO...]  ]
• [   [É UM PAÍS REMOTO]  ]
•   [É UM PALCO, E UM PALCO DE SONHO]
• [   [É UM RIO ENTRE ARVOREDO]  ]
• [   [É UM RIO SOB ARVOREDOS]  ]
• [   É UMA BRISA LEVE  ]
• [   É UMA GRANDE COISA  ]
• [   [EH, DEIXA-OS LONGE! ISOLA-TE, Ó MINHA ALMA!]  ]
• [   [EIS-ME EM MIM ABSORTO]  ]
• [   [ELA ERA RAINHA DESTRONADA]  ]
• [   ELA ERA SÓ O CANTO  ]
• [   [ELA ESPERAVA EM VÃO]  ]
•   ELEGIA NA SOMBRA
•   ELIAS ARTISTA
•   EM BUSCA DA BELEZA
• [   EM CÍRCULOS CONCÊNTRICOS VIVEMOS,  ]
• [   EM DEUS PODE HAVER MAIS E MENOS  ]
• [   [EM DIAS LEVES, SONOLENTOS,]  ]
• [   EM NÃO SEI QUE PAÍS OU QUE VIAGEM  ]
• [   EM OUTRO MUNDO, ONDE A VONTADE É LEI,  ]
• [   EM PLENA VIDA E VIOLÊNCIA  ]
• [   EM QUE PARTE DE QUE CAMINHO  ]
• [   EM QUE PENSAS QUANDO  ]
• [   EM SEGREDO, NÃO VÁ  ]
• [   EM TEMPOS QUIS O MUNDO INTEIRO.  ]
• [   [EM TORNO A MIM, EM MARÉ CHEIA,]  ]
• [   [EM TORNO AO CANDEEIRO DESOLADO]  ]
• [   [EM VÃO PROCURO O BEM QUE ME NEGARAM.]  ]
• [   [EMBALAI NOS BRAÇOS]  ]
• [   [ENFIA A AGULHA,]  ]
•   ENIGMA
• [   ENTRE A NOITE QUE CESSA  ]
• [   [ENTRE AS TUAS JÓIAS HÁ UM ANEL ANTIGO,]  ]
• [   ENTRE NUVENS CASUAIS  ]
• [   [ENTRE O ARVOREDO, ENTRE O ARVOREDO]  ]
• [   ENTRE O LUAR E A FOLHAGEM,  ]
• [   [ENTRE O LUAR E O ARVOREDO]  ]
• [   ENTRE O SONO E O SONHO,  ]
• [   ENTRE O SOSSEGO E O ARVOREDO,  ]
• [   [ENTREGUEI-TE O CORAÇÃO, ]  ]
•   ENVOI
•   EPIGRAMA
•   EPITÁFIO DE BARTOLOMEU DIAS
•   EPITÁFIO DESCONHECIDO
•   EPITALÂMIO
• [   ERA ÁGUA CORRENTE.  ]
• [   ERA ISSO MESMO —  ]
• [  ERA JÁ DE MADRUGADA  ]
• [   ERA MOUCO, MOUCO, MOUCO.  ]
• [   ERA UM MAJOR REFORMADO  ]
• [   [ERA UM MORTO ENCONTRADO NA RUA.]  ]
• [   ERA UM PAÍS DE CHARCOS,  ]
• [   ERA UMA CRIANÇA POBRE A PASSAR  ]
• [   ERAM TODOS MASCARADOS  ]
•   [ERAM TRÊS FILHAS DE REI]
• [   [ERGO DO LIVRO, ONDE O CANDEEIRO ATENTO]  ]
• [   [ERMO SOB O ERMO CÉU]  ]
•   EROS E PSIQUE
• [  «ÉS O HOMEM» DISSE, «EU SOU O QUE, PROPOSTO  ]
• [   ESCREVO À TUA MEMÓRIA, AMOR, SEM TERES MORRIDO,  ]
• [   [ESCREVO, E SEI QUE A MINHA OBRA É MÁ.]  ]
•   ESCRITO NUMA TARDE DE VERÃO
• [   ESCUTA-ME PIEDOSAMENTE  ]
• [   ESSAS COISAS QUE ESCREVI  ]
• [   ESTA ESPÉCIE DE LOUCURA  ]
•   ESTADO DE ALMA
• [   ESTAMOS SEMPRE NA ENCRUZILHADA.  ]
• [   ESTE NOSSO NÃO SER MAIS DO QUE A LOUSA  ]
• [   ESTE SENHOR SALAZAR  ]
• [   [ESTE VEM TRÔPEGO E CEGO]  ]
• [   ESTENDO OS BRAÇOS PARA TI...  ]
• [   [ESTIO.UMA BRISA ARDIDA]  ]
• [   [ESTOU TRISTE E NÃO SEI]  ]
•   ESTRADA DE DAMASCO
• [   EU AMO TUDO O QUE FOI,  ]
• [   EU CAMINHAVA, ANÓNIMO E DISTANTE  ]
• [   EU FALEI NO «MAR SALGADO»,  ]
• [  EU IA P'RA CASA BÊBADO  ]
• [   EU IREI CONTIGO, NA HORA BATEL DE FLORES,  ]
• [   EU ME RESIGNO. HÁ NO ALTO DA MONTANHA  ]
• [   EU MORAVA À BEIRA-RIO  ]
• [   EU NÃO SEI SENÃO AMAR-TE,  ]
• [   EU NO TEMPO NÃO CHORO QUE ME LEVE  ]
• [   EU OLHO COM SAUDADE ESSE FUTURO  ]
• [   EU PRÓPRIO SOU  ]
• [   EU, QUE VENDI A ALMA A MEIO DIABO  ]
• [   EU SÓ TENHO O QUE NÃO QUERO  ]
• [   [EU SOU LUAR SOBRE MIM-MESMO E A PONTE]  ]
• [   [EU SOU O DISFARÇADO, A MÁSCARA INSUSPEITA.]  ]
• [   EU SOU O SOL INTERIOR, VIVENDO  ]
• [   EU SOU UMA ANTOLOGIA.  ]
• [   EU TENHO IDEIAS E RAZÕES,  ]
• [   [EU TENHO UM COLAR DE PÉROLAS]  ]
• [   EU TIVE UM SONHO  ]
• [   EU VOU DORMIR, VOU DORMIR...  ]
•   EXÍLIO
•   FADO DA CENSURA
• [   FALHEI. OS ASTROS SEGUEM SEU CAMINHO.  ]
•   FALOU DEUS...
• [   FALSAS, AMOR, AS COISAS QUE DIZIAS...  ]
• [   [FALTA-ME O CORAÇÃO,]  ]
• [   [FAR-TE-EI UM SONHO MEU. RESSUSCITADA]  ]
• [   FAZES RENDA DE MANHÃ  ]
• [   [FAZES TRABALHO DE MALHA]  ]
• [   FECHO OS OLHOS, MEDITO  ]
• [   [FELIZ DIA PARA QUEM É]  ]
•   FÉRIAS DE SETEMBRO
•   FERNÃO DE MAGALHÃES
•   FICÇÕES DO INTERLÚDIO
• [   [FIGURAS DE □ E FRAQUE,]  ]
•   FIM DO DIA
•   FIO DE ÁGUA
• [   FIQUEI DOIDO, FIQUEI TONTO...  ]
• [   FITO-ME FRENTE A FRENTE  ]
• [   [FITO-ME FRENTE A FRENTE, E NESTA HORA,]  ]
•   FLOR
• [   [FLOR QUE NÃO DURA]  ]
• [   [FLOR QUE NÃO DURA]  ]
• [   [FLOR SÓ DE UMA COR, AMOR,]  ]
• [   FLORESCE NA  SOMBRA DO MEU PEITO,  ]
• [   FLUI, INDECISO NA BRUMA,  ]
• [   [FLUXO E REFLUXO ETERNO...]  ]
• [   FOI ONTEM OU FOI NUNCA OU FOI NINGUÉM  ]
• [   FOI UM MOMENTO  ]
• [   FOI UM OLHAR CASUAL  ]
•   FOLHA CAÍDA
•   FONTE
•   FRAGMENTOS DE UM LIVRO
• [   FREI JOÃO, TEUS POEMAS  ]
•   FRESTA
• [   [FRIA É A VIDA]  ]
• [   [FUI PASSEAR NO JARDIM]  ]
•   FUMO
• [   FÚRIA NAS TREVAS O VENTO  ]
• [   GATO QUE BRINCAS NA RUA  ]
•   GLÁDIO
•   GLÁDIO
•   GLOSA
•   GLOSA
•   GLOSA
•   GLOSA
•   GLOSA A UMA QUADRA DE AUGUSTO GIL
•   GLOSA(S)
• [   [GNOMOS DO LUAR QUE FAZ SELVAS]  ]
•   GOMES LEAL
• [   GORDINHO COMO DOIS POMBOS  ]
• [   GOSTAVA QUE ME EXPLICASSEM  ]
• [   GOSTO DE IMAGINAR COUSAS.  ]
• [   [GRADUAL, DESDE QUE O CALOR]  ]
• [   GRANDE É A NOITE QUE ME CERCA,  ]
• [   GRANDES MISTÉRIOS HABITAM  ]
• [   [GRINALDAS MURCHAS DAS QUE FORAM NOIVAS]  ]
• [   GUARDO AINDA COMO UM PASMO  ]
•   GUERRA JUNQUEIRO
• [   [GUIA-ME A SÓ RAZÃO]  ]
• [   GUIA-ME A SÓ RAZÃO.  ]
• [   [HÁ CERTAS COUSAS SEM RELEVO]  ]
• [   [HÁ COMO UM CÍRCULO DE NÉVOA]  ]
• [   HÁ DIAS DE TANTA ANGÚSTIA  ]
• [   HÁ DOENÇAS PIORES QUE AS DOENÇAS,  ]
• [   HÁ EM TUDO QUE FAZEMOS  ]
• [   HÁ LUZ NO TOJO E NO BREJO  ]
• [   [HÁ MÚSICA. TENHO SONO.]  ]
• [   HÁ NAS DANÇAS POPULARES  ]
• [   [HÁ NUM LUGAR QUALQUER DA HOLANDA]  ]
• [   [HÁ QUANTO TEMPO EU NÃO PASSAVA AQUI]  ]
• [   HÁ QUANTO TEMPO ISSO FOI!  ]
• [   HÁ QUANTO TEMPO NÃO CANTO  ]
• [   HÁ QUASI UM ANO NÃO 'SCREVO.  ]
• [   [HÁ UM GRANDE SOM NO ARVOREDO.]  ]
• [   [HÁ UM GRANDE SOM NO ARVOREDO.]  ]
• [   [HÁ UM GRANDE SOM NO ARVOREDO.]  ]
• [   [HÁ UM GRANDE VENTO ENTRE OS MONTES]  ]
• [   HÁ UM LAGO PARA BARCOS DE CRIANÇA  ]
• [   HÁ UM MÉTODO INFALÍVEL  ]
• [   HÁ UM MOMENTO INFALÍVEL  ]
• [   HÁ UM MURMÚRIO NA FLORESTA,  ]
• [   HÁ UMA MÚSICA DO POVO  ]
• [   [HÁ UMA VAGA MÁGOA]  ]
• [   HÁ VERDADES QUE SE DIZEM  ]
•   HARLOT'S SONG
• [   [HOJE ESTOU TRISTE COMO ALGUÉM QUE QUER CHORAR]  ]
• [   [HOJE ESTOU TRISTE, ESTOU TRISTE,]  ]
• [   HOJE ESTOU TRISTE, ESTOU TRISTE,  ]
• [   HOJE, NESTE ÓCIO INCERTO  ]
• [   HOJE QUE NADA SOU E NADA QUERO,  ]
• [   HOMEM, MULHER - DOIS INIMIGOS,  ]
•   HORA ABSURDA
•   HORA MORTA
•   HORAE SUBCESSIVAE
•   HORÁRIO
•   HORIZONTE
• [   HOUVE UM RITMO NO MEU SONO.  ]
• [   [I AO PÉ DE MIM OS MORTOS ESQUECIDOS]  ]
• [   IA ELEGANTE, DEPRESSA,  ]
•   IDADE MÉDIA
• [   IGNORO E ESPERO. PASSA NO ARVOREDO  ]
• [   [II QUANTOS NOS DERAM SEU FIEL AMOR ]  ]
• [   [IMPOSSIVEL VISÃO]  ]
•   IN ARTICULO MORTIS
•   INCIDENTE
• [   INCONSCIÊNCIA DA INFÂNCIA! AH, MAS COM QUANTA  ]
•   INÊS
•   INFÂNCIA
•   INICIAÇÃO
•   INICIAÇÃO
• [   [INSACIEDADE INFANTIL E DOS HOMENS]  ]
•   INSCRIÇÕES
•   INSÓNIA
•   INTERVALO
• [   [INÚTEIS CORREM OS MEUS DIAS LENTOS.]  ]
• [   [INÚTIL DESASSOSSEGO]  ]
•   INVERSÃO
•   IRONIA
• [   IRREALMENTE, PELA NOITE INCERTA,  ]
• [   IRRITA-ME QUE DO ALÉM  ]
• [   ISAAC LORIA  ]
•   ISOLA D'ORO
•   ISTO
• [   [IV EMERJO, VAGO, DUM DORMIR PROFUNDO]  ]
• [   JÁ DECIFREI A CIFRA SEM SENTIDO  ]
• [   JÁ DUAS VEZES TE DISSE  ]
• [   JÁ ESTOU TRANQUILO. JÁ NÃO 'SPERO NADA.  ]
• [   JÁ ME NÃO PESA TANTO O VIR DA MORTE.  ]
• [   [JÁ NÃO VIVI EM VÃO]  ]
• [   JÁ OUVI DOZE VEZES DAR A HORA  ]
• [   [JÁ QUE A TARDE DESCEU SERENA]  ]
• [   [JÁ QUE O TEMPO NÃO PODE PERMITIR]  ]
• [   JÁ QUE O TEMPO NÃO PODE PERMITIR  ]
• [   JÁ QUE POR SONHOS POSSO SER QUEM QUERO  ]
• [   [JÁ SINTO EM SONHO SOBRE EU 'STAR MORTO]  ]
• [   [JÁ SONHO]  ]
•   JANELA SOBRE O CAIS
•   JARDIM
•   JULIANO EM ANTIOQUIA
•   JULIANO EM ANTIOQUIA
•   JULIANO EM ANTIOQUIA
•   JULIANO EM ANTIOQUIA
• [   [LÁ FORA A VIDA ESTUA E TEM DINHEIRO]  ]
• [   [LÁ FORA A VIDA ESTUA E TEM DINHEIRO]  ]
• [   LÁ FORA ONDE ÁRVORES SÃO  ]
• [   [LÁ POR OLHAR PARA TI]  ]
• [   LÀ-BAS  ]
• [   LÁBIOS FORMANDO  ]
• [   [LÁBIOS QUE POUSAM E QUE ENTREABERTOS]  ]
• [   LADRAM UNS CÃES A DISTÂNCIA  ]
• [   LÁGRIMAS QUE NÃO CHOREI,  ]
• [   LÂMPADA DESERTA,  ]
•   LE MIGNON
• [   LEMBRO-ME OU NÃO? OU SONHEI?  ]
• [   LEMBRO-ME VAGAMENTE  ]
• [   [LENTA E QUIETA A SOMBRA VASTA]  ]
• [   LEVAI-ME PARA LONGE EM SONHO,  ]
• [   [LEVÁMOS O DIA EM CONVERSA]  ]
• [   LEVAVA EU UM JARRINHO  ]
• [   [LEVE NO CIMO DAS ERVAS]  ]
• [   [LEVE SOMBRA, VAIS NO CHÃO]  ]
• [   LEVES VÉUS VELAM, NUVENS VÃS, A LUA.  ]
•   LIBERDADE
•   L'INCONNUE
•   LINDA MARIA
•   LINDA MARIA
•   LIRISMOS
•   LISBOA
•   LIVRO DO OUTRO AMOR
• [   [LONGE DA TURBA E DAS ESPADAS]  ]
• [   [LONGE DAS CINCO PARTES DESTA TERRA)  ]
• [   LONGE DE MIM EM MIM EXISTO  ]
• [   LOURA E FACE QUE ESFRIA  ]
• [   LOURA, ELEVADA NAQUELA  ]
• [   [LUA DO DESCONHECIMENTO]  ]
•   LUAR
•   LUMINOSIDADE
•   MADRUGADAS
• [   [MÃE DOLOROSA, OS DEUSES QUE VOS SÃO?]  ]
• [   [MÃE, QUERO IR AO PASSADO, ONDE ESTIVE BUSCAR]  ]
• [   MAIS TRISTE DO QUE O QUE ACONTECE  ]
• [   MANHÃ  ]
• [   MÃOS BRANCAS, MÃOS HUMANAS, TÃO HUMANAS!  ]
• [   MÃOS DE TECEDEIRA  ]
•   MAR. MANHÃ.
•   MAR PORTUGUÊS
• [   MARAVILHA-TE, MEMÓRIA!  ]
• [   [MARAVILHOSA PAZ]  ]
•   MARCHA FÚNEBRE
• [   MARIA, (TU ÉS MARIA?)  ]
•   MARINHA
•   MARINHA
• [   [MAS A NOITE E O SILÊNCIO CONTINUARAM]  ]
• [   [MAS EU, ALHEIO SEMPRE, SEMPRE ENTRANDO]  ]
• [   MAS EU, CASUAL E FORTUITO,  ]
• [   MAS EU, QUE EM TODA A PARTE  ]
• [   [MAS O HÓSPEDE INCONVIDADO]  ]
• [   [MAS QUEM ERA A RAÍNHA BERENGÁRIA?]  ]
• [   MAS TU MULHER, TU HOMEM, TU CRIANÇA,  ]
• [   MATA OS PIOLHOS MAIORES  ]
• [   MATARAM À MACHADADA  ]
•   MATER DESIDERATA
• [   MATER DOLOROSA  ]
•   MEIA-NOITE
• [   MENDIGO DO QUE NÃO CONHECE,  ]
•   MENSAGEM
• [   [MERGULHO NUM MAR DA MINHA ALMA, TEÇO]  ]
• [   MEU CORAÇÃO, SE ALGUÉM O QUIS,  ]
• [   [MEU AMOR, DÁ-ME DOIS BEIJOS]  ]
• [   MEU AMOR DEMOROU POUCO  ]
• [   MEU AMOR JÁ NÃO ME QUER  ]
• [   [MEU CORAÇÃO A BATER]  ]
• [   MEU CORAÇÃO CAIU NO CHÃO  ]
• [   [MEU CORAÇÃO É UMA ÂNFORA CHEIA]  ]
• [   [MEU CORAÇÃO É UMA PRINCESA MORTA.]  ]
• [   MEU CORAÇÃO, FEITO PALHAÇO,  ]
• [   MEU CORAÇÃO FOI O QUE O MAR LEVOU  ]
• [   MEU CORAÇÃO, ISTO É, MINHA CABEÇA  ]
• [   MEU CORAÇÃO, QUE TEVE VIDA E ALMA,  ]
• [   MEU CORAÇÃO TARDOU. MEU CORAÇÃO  ]
• [   [MEU CORAÇÃO ‘STEVE SEMPRE]  ]
• [   MEU NAVIO SEM VIAGEM  ]
• [   MEU PENSAMENTO, DITO, JÁ NÃO É  ]
• [   MEU PENSAMENTO É UM RIO SUBTERRÂNEO  ]
• [   [MEU RUÍDO DA ALMA CALA]  ]
• [   MEU SER É O CENTRO DE TUDO  ]
• [   MEU SER SENTE O VELOZ  ]
• [   MEU SER VIVE NA NOITE E NO DESEJO,  ]
• [   [MEUS DIAS PASSAM, MINHA FÉ TAMBÉM.]  ]
• [   MEUS GESTOS NÃO SOU EU,  ]
• [   MEUS OLHOS ESTÃO ENXUTOS  ]
• [   MEUS VERSOS SÃO MEU SONHO DADO  ]
• [   [MEXE A CORTINA COM O VENTO.]  ]
• [   [MEXE EM ÁRVORES O VENTO]  ]
• [   [MINHA ALMA É UMA GALERA ABANDONADA]  ]
•   MINHA ALMA, TRISTE
• [   [MINHA CONSCIÊNCIA DE EXISTIR]  ]
• [   MINHA MÃE, DÁ-ME OUTRA VEZ  ]
• [   [MINHA MULHER, A SOLIDÃO,]  ]
• [   MINHA MULHER, A SOLIDÃO  ]
•   MINHA VIDA É CANSADA, INSATISFEITA,
• [   MINHA VIDA TEM SIDO, EM SUMA,  ]
• [   MINHAS MESMAS EMOÇÕES  ]
•   MISSA NEGRA
•   MISSA NEGRA
• [   MOMENTO IMPERCEPTÍVEL,  ]
• [   MONTES, E A PAZ QUE HÁ NELES, POIS SÃO LONGE...  ]
•   MONUMENTO A ANTÓNIO JOSÉ DE ALMEIDA
• [   MORDE-ME COM O QUERER-ME QUE TENS NOS OLHOS  ]
• [   MORRESTE. VEIO A NOTÍCIA  ]
• [   [MORREU. COITADO OU COITADA!]  ]
•   MORS
• [   [MOVEM NOSSOS BRAÇOS OUTROS BRAÇOS QUE OS NOSSOS,]  ]
• [   MUDA, SOZINHA, A MAGNA TREVA DESCE.  ]
•   MUITO POUCO
• [   [MÚRMURA VOZ DAS ÁRVORES MEXIDAS ]  ]
• [   MÚSICA, AO CONTRÁRIO DE TUDO...  ]
• [   MÚSICA... QUE SEI EU DE MIM?  ]
• [   [MÚSICA, SIM, POPULAR...]  ]
• [   MÚSICA, SIM, POPULAR...  ]
• [   [(NA ÁGUA A ÁGUA FORMA BOLHAS,]  ]
•   NA DESPEDIDA
• [   NA ERVA BRINCAM MENINOS.  ]
• [   NA ESCRITA, NA VOZ OU NA APARÊNCIA  ]
• [   [NA ESTALAGEM A MEIO-CAMINHO]  ]
• [   NA GRANDE ILHA AO CENTRO DE SER  ]
• [   NA IMENSA SOLIDÃO  ]
• [   [NA MARGEM VERDE DA ESTRADA]  ]
• [   [NA MINHA VIA ENTRETIDA]  ]
•   NA NOITE
• [   NA NOITE DENSA, PELA RUA INCERTA,  ]
• [   NA NOITE EM QUE NÃO DURMO  ]
• [   NA NOITE QUE ME DESCONHECE  ]
• [   NA NOITE TRISTE E SEM QUERER  ]
• [   NA ORLA DO VENTO MOVEM  ]
• [   NA PADARIA LÁ DE BAIXO  ]
• [   NA PAZ DA NOITE  ]
• [   [NA PRAIA BAIXA A ONDA MORRE]  ]
• [   NA PRAIA DESERTA,  ]
• [   NA QUINTA ENTRE CIPRESTES  ]
• [   [NA QUINTA QUE NUNCA HOUVE]  ]
• [   NA RIBEIRA DESTE RIO  ]
• [   NA RUA DESABITADA  ]
• [   [NA RUA DO VOLTA-ATRÁS]  ]
• [   NA RUA TIVE UM SORRISO  ]
• [   NA SOMBRA DO MONTE ABIEGNO  ]
• [   NA SOMBRA E NO FRIO DA NOITE OS MEUS SONHOS JAZEM.  ]
• [   [NA TARDE VAGA E VASTA,]  ]
• [   NA VASTA PRAIA ESTOU EU SÓ. O MAR  ]
• [   NA VÉSPERA DE NADA  ]
• [   NA VIAGEM ATÉ NADA  ]
•   NADA
•   NADA
• [   NADA É: O CAOS DORME, E A NOITE É MUDA.  ]
• [   [NADA NOS FAÇA DOR]  ]
• [   NADA NOS FAÇA DOR  ]
• [   NADA. PASSARAM NUVENS E EU FIQUEI...  ]
• [   NADA QUE SOU ME INTERESSA.  ]
• [   NADA SOU, NADA POSSO, NADA SIGO.  ]
• [   NADA TEMAS! TEU DIA ÉS TU, NÃO MORRE  ]
• [   NÃO COMBATI: NINGUÉM MO MERECEU.  ]
• [   [NÃO CONSENTEM OS DEUSES MAIS QUE A VIDA.]  ]
• [   NÃO CREIO AINDA NO QUE SINTO  ]
• [   NÃO DEIXES DE FALAR, INDA QUE TARDE  ]
• [   NÃO DIGAS NADA!  ]
• [   NÃO DIGAS NADA A QUEM TE DISSE TUDO —  ]
• [  NÃO DIGAS NADA! QUE HÁS ME DE DIZER?  ]
• [   NÃO DISTINGO SE SOU EU  ]
• [   NÃO É AINDA A NOITE  ]
• [   [NÃO É O LAGO O QUE NO LAGO É BELO;]  ]
• [   NÃO É PARA NÓS OS FRACOS,  ]
• [   NÃO: ERA SÓ UM CANTO  ]
• [   NÃO, FALAR NÃO, CANTAR SÓ.  ]
• [   [NÃO FIZ NADA, BEM SEI, NEM O FAREI]  ]
• [   NÃO FORAM AS HORAS QUE NÓS PERDEMOS,  ]
• [   NÃO HÁ TORMENTA TÃO GRANDE  ]
• [   [NÃO HÁ VERDADE INTEIRAMENTE FALSA]  ]
• [   NÃO! ISSO NÃO!  ]
• [   [NÃO MAIS NO FUNDO MORTO DA HORA,]  ]
• [   NÃO ME PERGUNTES POR QUE ESTOU TRISTE...  ]
• [   NÃO MEU, NÃO MEU É QUANTO ESCREVO  ]
• [   NÃO: NADA QUERO, NADA VOU QUERER.  ]
• [   NÃO: NÃO DIGAS NADA!  ]
• [   NÃO, NÃO É ESTA ASTÚCIA DO LUAR,  ]
• [   [NÃO: NÃO PEDI AMOR NEM AMIZADE ]  ]
• [   NÃO QUERO MAIS QUE UM SOM DE ÁGUA  ]
• [   NÃO QUERO NADA, NEM PALAVRAS NEM VERDADE.  ]
• [   NÃO QUERO PEDIR NADA AO FADO E À VIDA  ]
• [   NÃO QUERO ROSAS, DESDE QUE HAJA ROSAS.  ]
• [   [NÃO SÃO OS REIS E OS POVOS REBELADOS]  ]
• [   [NÃO SEI AMA, ONDE ERA;]  ]
• [   NÃO SEI. FALTA-ME UM SENTIDO, UM TACTO  ]
• [   NÃO SEI O QUE DESGOSTA  ]
• [   [NÃO SEI O QUE É QUE ME FALTA]  ]
• [   [NÃO SEI PARA QUE SERVE O CONTINUAR]  ]
• [   NÃO SEI PORQUÊ DE REPENTE  ]
• [   NÃO SEI PORQUE É QUE SOU ASSIM  ]
• [   NÃO SEI QUAL O CAMINHO — SE O QUE PASSA  ]
• [   NÃO SEI QUANTAS ALMAS TENHO  ]
• [   [NÃO SEI QUE DOR QUEBRANTA]  ]
• [   [NÃO SEI QUE MÁGOA ME DÓI...]  ]
• [   NÃO SEI QUE SONHO ME NÃO DESCANSA  ]
• [   [NÃO SEI SE A ALMA NO ALÉM VIVE...]  ]
• [   NÃO SEI SE É SONHO, SE REALIDADE,  ]
• [   [NÃO SEI SE É TÉDIO APENAS, SE É SAUDADE]  ]
• [   NÃO SEI SE É TRISTE  ]
•   NÃO SEI SER TRISTE A VALER
• [   NÃO TE ESQUEÇAS DE MIM. MÃE NATUREZA,  ]
• [   NÃO TENDO NADA QUE FAZER,  ]
• [   [NÃO TENHAS NADA NAS MÃOS]  ]
• [   NÃO TENHO NADA P'RA TE DIZER  ]
• [   NÃO TENHO QUINTA NENHUMA.  ]
• [   [NÃO TENHO RAZÃO]  ]
• [   [NÃO TENHO SENTIDO,]  ]
• [   NÃO TOQUES COM UM MERO OLHAR SEM VER  ]
• [   [NÃO TRAGAS FLORES, QUE EU SOFRO...]  ]
• [   NÃO VENHAS SENTAR-TE À MINHA FRENTE, NEM A MEU LADO  ]
• [   [NAS ALTAS ÁRVORES COMEÇA]  ]
• [   NAS CIDADES INCERTAS  ]
• [   [NAS ENTRESOMBRAS DE ARVOREDO]  ]
• [   NAS GRANDES HORAS EM QUE A INSÓNIA AVULTA  ]
• [   NAS MARGENS DO RIO VERDE  ]
• [   NAS NUVENS BRANCAS QUE LENTAM  ]
• [   NAS VOLTAS TODAS DA DANÇA  ]
•   NATAL
•   NATAL
• [   NÁUSEA. VONTADE DE NADA.  ]
• [   NAVEGADORES  ]
• [   [NEM DE ESTES BOSQUES SABEREI DIZER]  ]
• [   NEM SE ESTÁ POR MAL OU BEM  ]
• [   [NEM SEQUER ERA BIZANTINA]  ]
•   NESCIO QUID MEDITANS
• [   NESTA GRANDE OSCILAÇÃO  ]
• [   NESTA VIDA, EM QUE SOU MEU SONO,  ]
• [   [NESTE DIA DE TRISTEZA]  ]
• [   NESTE MUNDO EM QUE ESQUECEMOS  ]
• [   NÉVOA... A MANHÃ É NÉVOA E O DIA É ESTE...  ]
• [   [NÉVOA QUE PAIRAS SOBRE OS ARVOREDOS]  ]
•   NEVOEIRO
• [   NINGUÉM ME DISSE QUEM TU ERAS,  ]
• [   [NINGUÉM O FOI BUSCAR...]  ]
• [   NO ALTO DA TORRE ESTÁ O RELÓGIO,  ]
• [   [NO ALTO DA TUA SOMBRA, A PRUMO SOBRE]  ]
• [   NO ALTO DA TUA SOMBRA, A PRUMO SOBRE  ]
• [   NO AMARELECER DO OUTONO  ]
• [   NO AR CALMO, ALUARADO E VÃO  ]
• [   [NO BAILE EM QUE DANÇAM TODOS]  ]
• [   [NO BAILE EM QUE DANÇAM TODOS]  ]
• [   NO BECO DO FALA-SÓ  ]
• [   [NO CAMINHO DE MIM PR'A MIM]  ]
• [   NO CÉU DA NOITE QUE COMEÇA  ]
• [   NO CHÃO DO CÉU O SOL QUE ACABA ARDE  ]
• [   [NO CLARO DIA, AGORA]  ]
• [   [NO EXTREMO CÉU AZUL VERDE]  ]
• [   [NO FIM DA CHUVA E DO VENTO]  ]
• [   NO FIM DO FIM DE TUDO,  ]
• [   NO FIM DO MUNDO, ONDE A PAISAGEM  ]
• [   [NO FIM DO OUTONO QUE FINDA]  ]
• [   NO FUNDO DO PENSAMENTO  ]
• [   [NO HALO QUE HÁ EM TORNO À HORA,]  ]
• [   [NO JARDIM SUBURBANO DA MINHA INFÂNCIA AFASTADA]  ]
• [   NO LAR QUE NUNCA TEREI  ]
• [   NO LIMIAR QUE NÃO É MEU  ]
• [   [NO LUGAR DOS PALÁCIOS DESERTOS E EM RUÍNAS]  ]
• [   NO MAL ESTAR EM QUE VIVO,  ]
• [   NO MEIO DA NOITE  ]
• [   NO MEIO DE UMA ALEGRIA ÀS VEZES  ]
• [   NO MEU PENSAMENTO  ]
• [   NO MEU SONHO ESTIOLARAM  ]
• [   NO OURO SEM FIM DA TARDE MORTA,  ]
• [   NO OUTONO AS HORAS QUE PASSAM  ]
• [   [NO PAÍS DAS LAGOAS A TARDE]  ]
• [   NO PARQUE DA RAINHA LOUCA  ]
• [   NO POÇO QUE HÁ NO FIM DO MUNDO  ]
• [   NO SILÊNCIO DA NOITE TE CHOREI  ]
• [   NO SONO ANTES DO SONO,  ]
•   NO TÚMULO DE CHRISTIAN ROSENCREUTZ
• [   NO VALE UMBROSO, COMO  ]
•   NOCTURNO
•   NOITE
• [   [NOITE DA RAÇA! PAIRA NO HORIZONTE]  ]
• [   NOITE, OUVIR-TE O SILÊNCIO É VER O MAR  ]
•   NOMEN ET PRAETEREA NIHIL
•   NON NECESSE EST
•   NONSENSE VERSES   • [   [NOS ALTOS MONTES DORME A PAZ.]  ]
• [   [NOS BANCOS DOS JARDINS]  ]
• [   NOS BONS TEMPOS  ]
• [   NOS FUNERAIS DE OUVIR VOZES DE ÁGUA E ACHÁ-LAS BELAS  ]
• [   NOS MEUS DESEJOS EXISTE  ]
• [   NOS SEIXOS OU PEDREGULHOS  ]
• [   NOS TANQUES VERDES POR CIMA  ]
•   NOVA ILUSÃO
• [   NUM DIA SILENCIOSO  ]
• [   NUM DIMINUENDO QUE VEM  ]
• [   NUM PAÍS SEM NOME  ]
• [   [NUMA SALA VAZIA]  ]
•   NUNÁLVARES PEREIRA
• [   NUNCA FAZ MAL O QUE ESCREVAS  ]
• [   [NUNCA MAIS TORNAREI ONDE ESTOUE DESAMO]  ]
• [   NUNCA OS VI NEM LHES FALEI  ]
•   NUVEM
• [   [NUVEM NA EURRITMIA]  ]
• [   NUVENS SOBRE A FLORESTA  ]
•   NYRIA
•   NYRIA
•   O MANIBUS DATE LILIA PLENIS
• [   O A QUEM TUDO É NEGADO  ]
• [   O ABISMO É O MURO QUE TENHO  ]
•   Ó AGATHOS
•   O ALDEÃO
• [   O AMOR, AH, O AMOR NÃO VALE  ]
• [   O AMOR É QUE É ESSENCIAL  ]
• [   O AMOR FUGIU  ]
• [   O AMOR, NÃO EU, É EGOÍSTA  ]
• [   O AMOR, QUANDO SE REVELA,  ]
• [   O AMOR QUE EU TENHO NÃO ME DEIXA ESTAR  ]
•   O ANDAIME
• [   [O ANTIGO SONO, O QUENTE SONO HUMANO)  ]
• [   O AVÔ E O NETO  ]
•   O BANDARRA
•   O BARCO ABANDONADO
•   O BIBLIÓFILO
• [   [O BURBURINHO DA ÁGUA]  ]
• [   O BURRO APANHOU PANCADA  ]
• [   O BURRO VAI NOS CAMINHOS  ]
•   O CANTO DA SEREIA
•   O CARRO DE PAU
•   O CATAVENTO
• [   O CÉU AZUL DE LUZ QUIETA  ]
• [   O CÉU É UMA GRANDE TURQUESA A BRILHAR  ]
• [   O CÉU 'STÁ LÚCIDO E TRANQUILO  ]
•   O CHAGA
•   O CONDE D. HENRIQUE
•   O CONTRA-SÍMBOLO
• [   [Ó CURVA DO HORIZONTE, QUE TE PASSA]  ]
• [   [Ó CURVA DO HORIZONTE, QUEM TE PASSA]  ]
• [   Ó CURVA DO HORIZONTE, QUEM TE PASSA  ]
•   O DAS QUINAS
•   O DESEJADO
• [   [O DIA É DE SOL E DE BRISA]  ]
• [   O DIA ESTÁ TRISTE COMO EU ESTOU TRISTE,  ]
• [   O DIA LONGO TEM FIM  ]
• [   Ó DIA PESADO, QUE NASCE ASSIM A BRILHAR,  ]
• [   O DIA 'SPLENDE, LUMINOSO E VASTO.  ]
•   O DOS CASTELOS
•   O ENCOBERTO
•   O ESTRIBO
•   O EU ANTERIOR
•   O FADO DOS AUSENTES
• [   O GRANDE ESPECTRO, QUE FAZ SOMBRA E MEDO,  ]
• [   O GRANDE SOL NA EIRA  ]
• [   O ÍBIS, AVE DO EGIPTO,  ]
•   O INFANTE
•   O INFANTE D. HENRIQUE
• [   O INVERNO PASSA, TARDANDO  ]
• [   [Ó JULIANO APÓSTATA, QUE LAÇO]  ]
• [   Ó LÁBIOS DA NOITE CALMA  ]
•   O LOUCO
• [   O LOUCO ENDOIDECEU  ]
• [   [O LOUCO SENTE-SE IMPERADOR OU DEUS ]  ]
• [   [O MALMEQUER QUE ARRANCASTE]  ]
• [   [O MAR]  ]
• [   O MAR, O MAR, O MAR...  ]
• [   [Ó MARIA DOS PRAZERES]  ]
• [   O MAU AROMA ÁLACRE  ]
•   O MENINO DA SUA MÃE
• [   [Ó MERA BRANCURA]  ]
• [   O MESTRE SEM DISCÍPULOS  ]
• [   [O MEU AMOR É PEQUENO,]  ]
• [   O MEU AMOR, NÃO EU, É EGOÍSTA.  ]
• [   [O MEU CORAÇÃO QUEBROU-SE]  ]
• [   O MEU HORÓSCOPO INDICA  ]
• [   O MEU MENINO NÃO DORME.  ]
• [   [O MEU MODO DE SER CONSCIENTE]  ]
• [   O MEU SENTIMENTO É CINZA  ]
• [   O MEU TÉDIO NÃO DORME,  ]
• [   [O MEU VIZINHO SERRALHEIRO]  ]
•   O MOSTRENGO
• [   [O MUNDO É UM SONHO VELADO]  ]
• [   O MUNDO, Ó ALMA CANSADA,  ]
• [   O MUNDO, Ó ALMA CANSADA,  ]
• [   O MUNDO RUI A MEU REDOR, ESCOMBRO A ESCOMBRO.  ]
• [   Ó NAUS FELIZES, QUE DO MAR VAGO  ]
• [   Ó ÓDIO, SÊ MINHA ALMA; Ó RAIVA, SÊ MEU BRAÇO!  ]
• [   [O OURO DO FIM DA TARDE PAIRA]  ]
•   O OUTRO AMOR
• [   O PAPEL QUE ME ESCREVESTE  ]
• [   O PAVÃO NO PARQUE MORTO  ]
• [   O PIANO NOUTRO ANDAR  ]
• [   O PONTEIRO DOS SEGUNDOS  ]
•   O POVO PORTUGUÊS
• [   Ó PRAIA DE PESCADORES,  ]
• [   [O QUE DE MIM APETECE]  ]
• [   O QUE É A VIDA E O QUE É A MORTE  ]
• [   [Ó QUE HORROROSO MEDO DE SENTIR-ME!]  ]
• [   O QUE ME DÓI NÃO É  ]
• [   O QUE O SEU FEITIO REVELA  ]
• [   O QUE TEM AS BOTAS ROTAS  ]
•   O QUINTO IMPÉRIO
•   O RABEQUISTA MÁGICO
• [   Ó RAPAZ QUE DEITAS GATOS  ]
• [   O REGEDOR DE PARDELHAS  ]
•   O REGRESSO
• [   O REI, CUJA COROA DE OIRO É LUZ  ]
• [   [O REINO LONGÍNQUO DOS ÍDOLOS MORTOS]  ]
• [   [O RELÓGIO SONOLENTO]  ]
• [   [O RIO ERA POR CIDADES MORTAS...]  ]
• [   [O RIO QUE PASSA DURA]  ]
• [   O RIO SEM QUE EU QUEIRA, CONTINUA.  ]
• [   O RISO DA TUA BOCA  ]
• [   [O RITMO ANTIGO QUE HÁ EM PÉS DESCALÇOS]  ]
• [   O RUÍDO VÁRIO DA RUA  ]
• [   O SANGUE QUE CIRCULA EM MINHAS VEIAS  ]
• [   O SILVA  ]
• [   [O SINO DA IGREJA VELHA]  ]
• [   O SOBA DE BIKÁ  ]
• [   O SOL ÀS CASAS, COMO A MONTES,  ]
• [   O SOL, AUSÊNCIA DE DEUS,  ]
• [   O SOL DOIRAVA-TE A CABEÇA LOURA.  ]
• [   O SOL FELIZ ESTÁ A BRILHAR,  ]
• [   O SOL QUE ESTÁ ONDE A MONTANHA ESTÁ  ]
• [   O SOM DA CHUVA LÁ FORA, -  ]
• [  O SOM DO RELÓGIO  ]
• [   [O SONHO QUE SE OPÔS A QUE EU VIVESSE]  ]
• [   O SONO É SUAVE, MAS O MEIO-SONO  ]
• [   Ó SORTE DE OLHAR MESQUINHO  ]
•   O TÉDIO
• [   [Ó TEMPO, TU QUE NOS TRAZES]  ]
• [   O TEU CABELO CORTADO  ]
• [   O TEU OLHAR NAUFRAGA NO HORIZONTE  ]
• [   [O TEU OMBRO QUANDO PASSAS,]  ]
•   O TRAIDOR
• [   [O TRIUNFO, NOS FORTES, DA AMBIÇÃO]  ]
• [   O TRIUNFO, NOS FORTES, DA AMBIÇÃO  ]
•   O ÚLTIMO SORTILÉGIO
• [   [O VASO DE MANJERICO]  ]
• [   O VENTO DA NOITE  ]
• [   Ó VENTO, EVOCAS MONTANHAS,  ]
• [   O VENTO SOPRA LÁ FORA  ]
• [   O VENTO TEM VARIEDADE  ]
• [   [OCA DE CONTER-ME]  ]
•   OCIDENTE
•   ODE À SOMBRA
•   ODIOSAMENTE
• [   OH ANDORINHA DOS CÉUS AMANTE  ]
• [   [OH QUEM ME DERA MAIS OU MENOS]  ]
• [   OIÇO, COMO SE O CHEIRO  ]
• [   OIÇO FALAR ONDE NA RUA  ]
• [   [OIÇO PASSAR O VENTO NA NOITE]  ]
• [   OLHA-ME RINDO UMA CRIANÇA  ]
• [   OLHO A CALMA ALEGRIA  ]
• [   [OLHO O MAR QUE SORRI,]  ]
• [   OLHOS VERDES COR DO MAR,  ]
• [   ONDA QUE, ENROLADA, TORNAS,  ]
• [   ONDAS NO MAR DA VIDA,  ]
• [   [ONDE É A SERENATA?]  ]
• [   ONDE É QUE A VERDADE MORA?  ]
• [   ONDE, EM JARDINS EXAUSTOS  ]
• [   [ONDE ESTÃO OS MOMENTOS QUE VIVI?]  ]
• [   ONDE O SOSSEGO DORME  ]
• [   ONDE PUS A ESPERANÇA, AS ROSAS  ]
• [   ONDE QUER QUE O ARADO O SEU TRAÇO CONSIGA  ]
• [   [ONTEM NÃO 'STOU, SUBITAMENTE,]  ]
• [   [ÓPIO DAS HORAS INÚTEIS...]  ]
•   ORAÇÃO A AMUN-RA
•   ORFEU
• [   [OS BARCOS PASSAM NO RIO]  ]
•   OS COLOMBOS
• [   OS DEUSES DÃO A QUEM SOFRE  ]
• [   [OS DEUSES, NÃO OS REIS, SÃO OS TIRANOS.]  ]
• [   OS DOIS DO LUGAR  ]
• [   OS GALOS CANTAM E ESTOU BEBEDÍSSIMO.  ]
• [   [OS LÍRIOS DO PAÍS DO SONHO]  ]
• [   OS LÍRIOS DO PAÍS DO SONHO  ]
• [   OS MESMOS DEUSES SÃO PRECÁRIOS...  ]
• [   OS QUE, FELIZES OU NÃO, DOS TERMOS PENDENTE,  ]
• [   OS RANCHOS DAS RAPARIGAS  ]
•   OS RATOS
• [   OS REIS QUE FORA QUANDO O SONHO O TINHA  ]
• [   OS SONS DA FILARMÓNICA  ]
• [   OS SONS DA FILARMÓNICA VINDOS DE LONGE  ]
• [   OS TEUS OLHOS AZUIS SÃO COR DO CÉU  ]
• [   OS TEUS OLHOS AZUIS SÃO DA COR DO CÉU  ]
• [   [OS VERSOS DA MINHA PENA]  ]
• [   OSCILA A LÂMPADA VAZIA  ]
• [   OSCILA O INCENSÓRIO ANTIGO  ]
• [   OSCILA O INSENSÓRIO ANTIGO  ]
• [   OUÇO DIZER A VERDADE  ]
• [   OUÇO SEM VER, E ASSIM, ENTRE O ARVOREDO,  ]
• [   [OUTRORA]  ]
• [   OUTRORA, ANTES DE TEMPO E ESPAÇO,  ]
• [   OUTROS TERÃO  ]
• [   [OUVI FALAR NO MAR MORTO]  ]
•   PADRÃO
• [   PAIRA À TONA DE ÁGUA  ]
• [   PAIRA NA NOITE UM SOM DE ÁGUA  ]
• [   [PAIRA NOS BOSQUES NOCTURNOS]  ]
• [   PAISAGENS, QUERO-AS COMIGO.  ]
• [   PÁLIDA, A LUA PERMANECE  ]
• [   PÁLIDA SOMBRA ESVOAÇA  ]
• [   PARA ALÉM DO ARVOREDO  ]
• [   PARA ALÉM DO PORTO  ]
• [   PARA ONDE VAI A MINHA VIDA, E QUEM A LEVA?  ]
•   PARAÍSO
• [   PARECE ÀS VEZES QUE DESPERTO  ]
• [   [PARECE ESTAR CALOR, MAS NASCE]  ]
• [   [PARECE QUE 'STOU SOSSEGANDO]  ]
• [   PARTEM AS NAUS PARA O SUL  ]
• [   PARTE-TE CONTRA A PAREDE,  ]
• [   [PASSA ENTRE AS SOMBRAS DO ARVOREDO]  ]
• [   PASSA NO SOPRO DE ARAGEM  ]
• [   PASSA UM SILÊNCIO SOBRE A ERVA ALTA  ]
• [   PASSA UMA NUVEM LIGEIRA  ]
• [   PASSA UMA NUVEM PELO SOL.  ]
• [   PASSAM AS NUVENS, MURMURA O VENTO  ]
• [   PASSAVA EU NA ESTRADA PENSANDO IMPRECISO  ]
• [   PASSEI A MINHA LEGENDA  ]
•   PASSOS DA CRUZ
•   PAUIS
• [   PAUIS II  ]
•   PEDROUÇOS
• [   [PELA RUA JÁ SERENA]  ]
• [   [PELA TARDE DE OUTONO ONDE O VERÃO]  ]
• [   PELO PLAINO SEM CAMINHO  ]
• [   [PENSAR E NÃO SENTIR; VIVER COMO QUEM DORME]  ]
• [   [PENSO VISÕES, SOMBRAS QUE NEM SONHANDO]  ]
• [   PENSO VISÕES, SOMBRAS QUE NEM SONHANDO  ]
• [   PENUGEM  ]
• [   PERANTE O UNIVERSO, MUDO  ]
• [   [PERDI COMPLETAMENTE UMA ILUSÃO]  ]
• [   PERGUNTAIS O QUE QUERO. BEBER AO PONTO  ]
• [   PESA O SONO QUE PERDI  ]
• [   [PESA-ME HOJE A DISCORDÂNCIA]  ]
• [   [PESCADOR DO MAR ALTO]  ]
• [   [PESCADOR QUE RECOLHES A ESTA HORA]  ]
• [   [PIA, PIA, PIA]  ]
• [   POBRE DE TUDO, EXCEPTO DE O SABER,  ]
• [   POBRE ESPANHA, JÁ SEM TER  ]
• [   POBRES DAS HOSTES  ]
• [   [POEIRA EM OURO PAIRANDO]  ]
• [   POEMA APÓS POEMA, ÍNTIMO, ESCREVIA  ]
•   POEMA DE AMOR EM ESTADO NOVO
•   POEMA INCOMPLETO
•   POEMAS DOS DOIS EXÍLIOS
•   POENTE
• [   POIS BEM, MATOU-SE. MORREU-LHE A FILHA,  ]
• [   PÓLOS SUL E NORTE...  ]
• [   POR CIMA DAS REVOLTAS, DAS COBIÇAS,  ]
• [   POR MAIS QUE A PENUMBRA SEJA  ]
• [   POR MAIS QUE TENTE, NÃO ME DESEMBRULHO.  ]
• [   [POR QUE BAILES E QUE SEQUÊNCIA SE ENEGRECE]  ]
• [   POR QUEM FOI QUE ME TROCARAM  ]
• [   POR TANTOS E TÃO ÁSPEROS CAMINHOS  ]
• [   POR TRÁS DA TORRE O LUAR  ]
• [   [POR TRÁS DAQUELA JANELA]  ]
• [   PORQUE CHORAS DO QUE EXISTE  ]
• [   PORQUE DORMES, PORQUE DORMES,  ]
• [   PORQUE É QUE UM SONO AGITA  ]
• [   PORQUE ESQUECI QUEM FUI QUANDO CRIANÇA?  ]
• [  «PORQUE GASTAS TEMPO EM SONHOS»  ]
• [  PORQUE O OLHAR DE QUEM NÃO MERECE  ]
• [   PORQUE O QUE NÓS PRECISAMOS, SENHOR, É A DISCIPLINA E A CALMA...  ]
• [   PORQUE, Ó SAGRADO, SOBRA A MINHA VIDA  ]
• [   PORQUE SOU TÃO TRISTE IGNORO  ]
• [   POUCO DA VIDA QUE TIVE  ]
• [   POUCO IMPORTA DE ONDE A BRISA  ]
• [   POUCO ME FALTA PARA SER QUEM SOU  ]
• [   POUCO, POUCO, POUCO...  ]
• [   POUSA UM MOMENTO,  ]
• [   P'RA QUE SERVE A RAZÃO  ]
•   PRAÇA DA FIGUEIRA
•   PRECE
• [   [PRESSÁGIO]  ]
•   PRESSÁGIO
• [   PUDESSE EU COMO O LUAR  ]
• [   [PUSESTE A CRENÇA NUM DEUS JUSTO E BOM.]  ]
• [   [QUAIS MILAGRES DE LOURDES, MEU AMIGO!]  ]
• [   [QUAL É A TARDE POR ACHAR]  ]
• [   QUAL É AQUELA CANÇÃO  ]
• [   [QUAL É, CORAÇÃO, O MAR QUE TU SONDAS]  ]
• [   QUAL FOI A SUPOSIÇÃO  ]
• [   QUALQUER CAMINHO LEVA A QUALQUER PARTE.  ]
• [   QUALQUER COISA DE OBSCURO PERMANECE  ]
• [   QUALQUER MÚSICA, AH, QUALQUER  ]
• [   QUANDO AS CRIANÇAS BRINCAM  ]
• [   [QUANDO, CHEIO DO PRÓPRIO DÓ,]  ]
• [   QUANDO COMPÕES O CABELO  ]
• [   QUANDO CRISTO, REI DA LEI,  ]
• [   QUANDO DEIXEI DE DORMIR  ]
• [   QUANDO É QUE O CATIVEIRO  ]
•   QUANDO ELA PASSA
• [   [QUANDO ELA PÔS O CHAPÉU]  ]
• [   QUANDO ERA CRIANÇA  ]
• [   [QUANDO ERA JOVEM, EU A MIM DIZIA:]  ]
• [   [QUANDO ERA JOVEM, EU A MIM DIZIA:]  ]
• [   QUANDO ERA JOVEM, QUANDO TINHA PENA  ]
• [   QUANDO ESTOU SÓ RECONHEÇO  ]
• [   QUANDO EU AMEI NÃO FUI AMADO.  ]
• [   QUANDO EU MORRER E TU FORES  ]
• [   QUANDO JÁ NADA NOS RESTA  ]
• [   [QUANDO O MEIO-DIA BROTA]  ]
• [   QUANDO O MEIO-DIA BROTA  ]
• [   QUANDO OLHO PARA A TERRA  ]
• [   QUANDO OS ANJOS SÃO GENTE SÃO CRIANÇAS,  ]
• [   QUANDO OS POVOS DA DALMÁCIA  ]
• [   QUANDO PASSO UM DIA INTEIRO  ]
• [   QUANDO SE ESTÁ CANSADO E APRAZ SER OUTRO  ]
• [   QUANDO SERÁ DIA  ]
• [   QUANDO SINTO O QUE VAI APARECER  ]
• [   QUANDO, VIAJANTE, PASSARES DIANTE  ]
• [   QUANDO VIRÁS DESTRONAR CRISTO,  ]
• [   QUANTAS CANSADAS VEZES O MEU PEITO  ]
• [   QUANTAS VERDADES ACHEI  ]
• [   QUANTAS VEZES OS BRAÇOS DA LOUCURA  ]
• [   [QUANTO CHEGUEI A BELINHO]  ]
• [   QUANTO ESTOU SÓ RECONHEÇO  ]
• [   [QUANTO FUI PEREGRINO]  ]
• [   QUE BEBEDEIRA! MAS NO FUNDO  ]
• [   QUE COISA DISTANTE  ]
• [   QUE COISA É QUE NA TARDE  ]
• [   QUE DIA ESTE! QUANTAS COISAS FORAM  ]
• [   QUE É FEITO DE JULES LAFORGUE  ]
• [   QUE É FEITO DO LUAR DE OUTRORA  ]
• [   QUE FIZ DA VIDA?  ]
• [   QUE FÚTIL TODA ESTA TRISTEZA  ]
• [   QUE GRANDE DOSE DE SERIA!  ]
• [   QUE HORAS NÃO DURA ESSE MINUTO!  ]
• [   QUE MORTA ESTA HORA!  ]
• [   [QUE ÓRFÃO EM MIM DORME]  ]
• [   QUE SUAVEMENTE!,  ]
• [   QUE TORPOR VELA O OLHAR QUE QUERO TER?  ]
•   [QUE TRISTE, À NOITE, NO PASSAR DO VENTO,]
• [   QUE VELHO, MINHA AMA  ]
• [   [QUE VINDA SOMBRA]  ]
• [   [QUE VINDA SOMBRA]  ]
• [   QUEM BATE À MINHA PORTA  ]
• [   QUEM BATE À PORTA DE EU SER  ]
• [   [QUEM COM MEU NOME É OBSCENO NAS PAREDES?]  ] • [   QUEM ÉS TU, PLANTA?  ]
• [   QUEM FEZ DE MIM AQUILO QUE HOJE SOU?  ]
• [   QUEM FOI QUE, EM MINHA AUSÊNCIA, REGOU FLORES  ]
• [   QUEM ME AMARROU A SER EU  ]
• [   QUEM ME DIZ QUE SOU QUEM JULGO?  ]
• [   QUEM ME PÔS NÓDOAS NO VESTIDO DELA  ]
• [   QUEM ME ROUBOU QUEM NUNCA FUI E A VIDA?  ]
• [   QUEM PÔS NA MINHA VOZ, MERO SOM CAVO,  ]
• [   QUEM ROUBA A MINHA BOLSA, ROUBA LIXO.  ]
• [   QUEM SABE SE O QUE PENSAMOS  ]
• [   [QUEM SOU ÉS TU]  ]
• [   QUEM VENDE A VERDADE, E A QUE ESQUINA?  ]
• [   [QUERIA ANDAR TODA A VIDA]  ]
• [   [QUERIA DIZER A ALGUÉM]  ]
• [   QUERO, ANTES QUE ME CESSE O DIA,  ]
• [   QUERO CERCÁ-LO DE ÓCIOS E ESPERANÇAS  ]
• [   [QUERO, DA VIDA, SÓ NÃO CONHECÊ-LA.]  ]
• [   QUERO DORMIR. NÃO SEI SE QUERO A MORTE,  ]
• [   [QUERO SER LIVRE, INSINCERO,]  ]
• [   QUERO, TEREI -  ]
• [   QUIETAS, FIÉIS, NA VELHA QUINTA ALHEIA  ]
• [   [QUISERA MORAR NUM PALÁCIO]  ]
• [   [RABEQUISTA LOUCO]  ]
• [   RAÇAS DA COR DO OURO OU DA COR DO COBRE,  ]
•   RAIO DE SOL
• [   RALA CAI CHUVA. O AR É ESCURO. A HORA  ]
• [   [RASGA, UMA A UMA, AS CARTAS. AS QUE FORAM]  ]
• [   REALEJO  ]
• [   REDEMOINHA O VENTO,  ]
• [   REDEMOINHO, REDEMOINHO  ]
• [   REGULARMENTE  ]
• [   RELEIO, TRISTE E COM UM TÉDIO FEIO,  ]
• [   RELI, COMO QUEM LÊ UMA OBRA ALHEIA,  ]
• [   RELÓGIO MORRE  ]
• [   RENEGA, LÁPIS PARTIDO,  ]
• [   [REPARARÁS UM DIA QUE ME AMASTE]  ]
• [   REPOUSA SOBRE O TRIGO  ]
• [   REZA, CRIANÇA, REZA  ]
•   RIO ATRAVÉS DE SONHOS
•   RITMO INTERIOR
• [   [RITOS QUE AS HORAS CALMAS]  ]
•   ROMANTISMO
• [   RONDA O VENTO, RONDA O VENTO,  ]
• [   [RONDAM ÀS VEZES O MEU ESPÍRITO DESPREVENIDO]  ]
•   RUBA' IYAT
•   S. JOÃO
•   S. PEDRO
• [   [SABER? QUE SEI EU? ]  ]
•   SACADURA CABRAL
• [   SALAZAR É MEALHEIRO.  ]
• [   SANGRA-ME O CORAÇÃO. TUDO O QUE PENSO  ]
•   SANTO ANTÓNIO
• [   SÃO VELHAS AS ESTRELAS, E ELAS SÃO  ]
• [   SÃO VERSOS-DEUS AS ÁRVORES E AS ERVAS,  ]
• [   [SAQUE DA CIDADE]  ]
• [   [SAUDADE ETERNA, QUE POUCO DURAS!]  ]
•   SCHEREZAD
• [   SCREVO MEU LIVRO À BEIRA-MÁGOA.  ]
• [   SE A CIÊNCIA NÃO PODE CONSOLAR  ]
• [   [SE A GUITARRA DÁ SEU JEITO ]  ]
• [   SE ACASO, ALHEADO ATÉ DO QUE SONHEI,  ]
• [   SE ALGUÉM BATER UM DIA À TUA PORTA,  ]
• [   SE É MISTER A DOENÇA OU A DESGRAÇA  ]
• [   SE ESTOU SÓ, QUERO NÃO 'STAR,  ]
• [   SE EU AINDA QUE NINGUÉM,  ]
• [   SE EU ME SENTIR SONO  ]
• [   SE EU PUDESSE NÃO TER O SER QUE TENHO  ]
• [   [SE EU TE ADORASSE ENTÃO COMO HOJE ADORO]  ]
• [   SE EU TE PUDESSE DIZER  ]
• [   [SE EU TIVESSE A VIDA QUE QUERO]  ]
• [   SE HÁ ARTE OU CIÊNCIA PARA LER A SINA  ]
• [   SE JÁ NÃO TORNA A ETERNA PRIMAVERA  ]
• [   SE JÁ TORNA A ETERNA PRIMAVERA  ]
• [   SE O ROUXINOL FALASSE, NÃO CANTAVA.  ]
• [   SE O TEU CASTELO CHEGA ATÉ AO CÉU  ]
• [   [SE ONTEM À MINHA PORTA]  ]
• [   SE PENSO BEM, CREIO HAVER  ]
• [   SE PENSO MAIS QUE UM MOMENTO  ]
• [   SE SOU ALEGRE OU SOU TRISTE?...  ]
• [   SE TODA A GENTE TRABALHA  ]
• [   SE TUDO O QUE HÁ É MENTIRA  ]
• [   SE VEJO NÃO ME PERTENÇO;  ]
• [   SEGREDO VISÍVEL, ROSA CRUCIFICADA, MISTÉRIO E NOME DO MUNDO,  ]
•   SEGUNDO GRAU
• [   SEI BEM QUE NÃO CONSIGO  ]
• [   [SEI QUE DESPREZARIAS, NÃO SOMENTE]  ]
• [   SEI QUE NUNCA TEREI O QUE PROCURO  ]
• [   SEJA O MAR UM LAGO  ]
• [   [SEJA O QUE FOR QUE ACONTEÇA]  ]
• [   SEM DOR QUE SEJA DOLOROSA, OU MEDO  ]
• [   SEM DÚVIDA QUE FOI O ÚNICO IDÍLIO  ]
• [   [SEM NEXO QUERERIA AS OPALAS E AS TARDES.]  ]
• [   [SEM PARA ONDE BRILHEM NEM QUANDO]  ]
• [   [SEM SABER COMO NEM PORQUÊ MEDITO,]  ]
• [   SENHOR, BUSCA IR P'RA TI MINHA ORAÇÃO  ]
• [   SENHOR, MEU PASSO ESTÁ NO LIMIAR  ]
• [   [SEPULTO VIVE QUEM É A OUTREM DADO,]  ]
• [   [SEPULTO VIVE QUEM É A OUTREM DADO,]  ]
• [   SERÁ PARA ALÉM DO MAR  ]
• [   [SERENA VOZ IMPERFEITA, ELEITA]  ]
•   SHEREZAD
•   SIDÓNIO PAIS
   SONHEI. DESPERTO. UM TÉD
http://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=12706
Enviado por J B Pereira em 27/04/2014
Reeditado em 27/04/2014
Código do texto: T4785299
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
J B Pereira
Piracicaba - São Paulo - Brasil
2826 textos (1569553 leituras)
35 e-livros (529 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/04/21 15:35)
J B Pereira