Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

História de Um Pastor Que Foi Rei

          História de Um Pastor Que Foi Rei ( adaptado de 1ªde Samuel  15 e 16)
Há muitos séculos atrás, houve um jovem pastor de ovelhas, que foi herói e se tornou rei. Eu vou narrar como foi: Nos primeiros tempos do povo de Israel como nação, este povo esquecendo o que Deus tinha feito por ele, e rejeitando a Deus como seu rei, pois vivia-se em teocracia , que é o governo directo de Deus para seu povo por meio de líderes que Deus levantava, em alturas em que seu povo estava em aflição, Então seu povo, como todos os povos ao seu redor tinham um rei, exigiram também terem um rei que os conduzisse, na paz e na guerra. Foram falar com Samuel o profeta da parte de Deus, o seu juiz, e também quem falava ao povo, da parte de Deus, e pediram que Samuel pedisse a Deus para lhes nomear um rei.
     Samuel muito triste, apresentou o caso a Deus, e o Senhor lhe disse; este povo não te está rejeitando a ti, mas sim a mim, por isso quer um rei!
      O Senhor, dando instruções ao profeta Samuel, ordenou que este ungisse para rei a um mancebo, chamado Saul, jovem alto de bom aspecto e formoso. Mas o Senhor avisou, que o rei iria exigir tributos, escolheria as melhores terras, e levaria os mancebos e donzelas para o servirem, nas várias tarefas.
      Mas este rei deixou de obedecer ao Senhor, passando a fazer o que melhor lhe parecia, por isso o Senhor, o rejeitou e começou a ser atormentado por um espírito mau. Foi então ordenado por Deus a Samuel, seu profeta para ir até Belém e ungir a um dos filhos de Jessé, como rei sobre seu povo.
       Então Samuel ficou amedrontado, visto que ir a ungir a um novo rei, sendo o actual ainda vivo, seria levado como traição. Porém Deus lhe indicou como fazer sem levantar suspeitas: Levas uma novilha para sacrificares ao Senhor, tomas o vaso de azeite da unção contigo, e se te perguntarem dizes que vais sacrificar ao Senhor!  Depois convidas a Jessé e fazes seus filhos que te sejam presentes, e ali eu irei escolher o futuro rei de Israel.
       Assim passaram perante Samuel, sete dos filhos de Jessé, e embora alguns fossem mancebos fortes e valorosos, mas não foram escolhidos, e Samuel perguntou a Jessé se não tinha mais filhos. E este respondeu quase em ar de dúvida; tenho o mais novo, o caçula, que anda pastoreando as ovelhas, mas que é muito jovem e até talvez tenha dito; que era muito fraquinho! Então chama-o já sem demora, porque não iremos comer, sem que ele venha. Assim quando o jovem Davi se apresentou, ainda muito jovem de aspecto muito formoso, Deus deu ordem a Samuel _ É mesmo este, que eu quero que seja ungido rei, sobre o meu povo!
       A partir desse dia, um espírito mau começou a atormentar Saul, e alguém lembrou que Davi, era um esplêndido harpista e com suas músicas acalmaria o rei, Foi de seguida chamado para a sua missão, pelo que o rei até o nomeou seu pajem de armas.
        Um dia o jovem Davi, por ordem de seu pai, foi levar alguns mantimentos a seus irmãos, que combatiam com Saul contra os filisteus. Em sua curiosidade juvenil, quis saber como iam as coisas na batalha, mas seus irmãos o trataram com desprezo. Tendo conseguido contudo saber, que na fileiras dos filisteus, estava um homem muito grande, um gigante, chamado Golias, que desafiava o exército de Israel e os mancebos israelitas, para se baterem em luta com ele, pelo que todos estavam aterrorizados com este Gigante, incluindo o rei Saul!
      Então o jovem Davi, mesmo perante o desprezo dos irmãos, ofereceu-se para combater o gigante Golias sozinho. O rei ainda o convenceu a vestir uma armadura, ou couraça e um capacete para o proteger, entregou-lhe uma espada, mas não se conseguia mexer dentro daquela couraça, despiu tudo e foi corajosamente, como um jovem que era, apenas levou o seu alforge ou bolsa, onde meteu cinco seixos do ribeiro e uma funda, arma que os pastores usavam para atirar pedras, contra feras e que eram bem mortífera. Com o seu à vontade de pastor e confiando apenas no Deus Altíssimo, defrontou o Golias, que vinha armado e era um homem muito alto. Golias, vendo o jovem pastor, tratou com desprezo, por ele ir lutar com sua funda e um cajado, como se ele Golias fosse algum cão. Davi muito calmamente e confiando apenas no Deus de Israel, meteu um seixo na funda, apontou e cravou a pedra mesmo na testa do homem, que fazia tremer todo o exército, tombando-o para sempre. Depois com a espada do próprio gigante Golias, cortou-lhe a cabeça . Assim, um pequeno pastor, se tornou um herói e embora já ungido, só mais tarde foi rei sobre a nação de Israel.
   adaptado por J. Rodrigues  24/07/2008
Galeano
Enviado por Galeano em 26/07/2008
Código do texto: T1099077
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2008. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Galeano
Portugal, 84 anos
773 textos (115387 leituras)
14 áudios (2011 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/09/20 08:32)
Galeano