Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

São Lucas: Companheiro missionário de São Paulo e escritor o Evangelho - da salvação universal em Jesus - Evangelho da Infância de Jesus e dos Pobres de Javé e Atos dos Apóstolos - Dia do médico - São Lucas, rogai por nós! - SÃO JOSÉ: Padroeiro da Igreja!

Santo do dia:

São Lucas Evangelista 18/10

RS 21

 O seu Evangelho é reconhecido como o do amor e da Misericórdia.

Foi escrito sob o signo da fé, nos tempos em que isso podia custar a própria vida. Mas falou em nascimento e ressurreição, perdão e conversão, na salvação de toda a humanidade.

 Além do terceiro evangelho, escreveu os Atos dos Apóstolos, onde registrou o desenvolvimento da Igreja na comunidade primitiva, relatando os acontecimentos de Jerusalém, Antioquia e Damasco, deixando-nos o testemunho do Cristo da bondade, da doçura e da paz.

 Lucas nasceu na Antioquia, Síria. Era médico e pintor, muito culto,
e foi convertido e batizado por são Paulo. No ano 43, já viajava
ao lado do apóstolo, sendo considerado seu filho espiritual.

Escreveu o seu Evangelho em grego puro, quando São Paulo quis pregar a Boa-Nova aos povos que falavam aquele idioma. Os dois sabiam que mostrar-lhes o caminho na própria língua facilitaria a missão apostólica.

 Assim, através de seus escritos, Lucas tornou-se o relator do nascimento de Jesus, o principal biógrafo da Virgem Maria
e o primeiro a expressá-la através da pintura.

 Quando das prisões de São Paulo, Lucas acompanhou o mestre, tanto no cárcere como nas audiências. Presença que o confortou nas masmorras e deu-lhe ânimo no enfrentamento do tribunal do imperador.

 Na segunda e derradeira vez, Paulo escreveu a Timóteo que agora todos o haviam abandonado. Menos um.

“Só Lucas está comigo” E essa foi a última notícia certa do evangelista.

 A tradição cristã diz-nos que depois do martírio de são Paulo
 o discípulo, médico e amigo Lucas continuou a pregação.

Ele teria seguido pela Itália, Gálias, Dalmácia e Macedônia.

 E um documento traduzido por São Jerônimo trouxe a informação
que o evangelista teria vivido até os oitenta e quatro anos de idade.
A sua morte pelo martírio em Patras, na Grécia, foi apenas um legado dessa antiga tradição.

 Todavia, por sua participação nos primeiros tempos, ao lado dos apóstolos escolhidos por Jesus, somada à vida de missionário,
escritor, médico e pintor, transformou-se num dos pilares da Igreja.

 Na suas obras, Lucas dirigia-se a um certo Teófilo, amigo de Deus,
que tanto poderia ser um discípulo como uma comunidade, ou todo aquele que entrava em contato com a mensagem da Boa-Nova
através dessa leitura. Com tal recurso literário, tornou seu
Evangelho uma porta de entrada à salvação para todos os povos, concedendo o compartilhamento do Reino de Deus por todas
as pessoas que antes eram excluídas pela antiga lei.

 
                                   São Lucas, rogai por nós!

__________________________

Santo do dia: São José 19/03

RS 21

 São José é um dos santos mais populares no mundo.

É o protetor da Igreja Católica e padroeiro dos trabalhadores e das famílias. A história sagrada apresenta José como sendo um homem humilde, justo e, de profissão, carpinteiro.

Era descendente do rei Davi, viveu em Nazaré, na Galileia, e é apresentado pelos evangelistas Mateus e Lucas como o esposo
 de Maria, a Mãe de Jesus. Não sabemos muita coisa da vida desse homem.

José aparece nos episódios que marcaram a infância de Jesus,
desde a gruta de Belém até na fuga para o Egito, para terminar
na longa viagem de volta a Nazaré.

 Encontramos novamente José em Jerusalém, quando o menino
 Jesus, com 12 anos de idade, explicava a lei divina aos doutores
e sábios no templo.

 Com certeza José e Maria guardavam, no coração, tudo o que estava acontecendo na vida do pequeno Jesus. Não temos outras notícias,
 a não ser que era um homem submisso plenamente à vontade
de Deus, e que cuidava de Jesus como se fosse, diante da lei,
seu filho legítimo.

 Padroeiro da Igreja

 Em 1621, Gregório XV declarou de preceito a festa litúrgica
deste dia.

 Pio IX elegeu são José padroeiro da Igreja, e os papas sucessivos
 o enriqueceram de outros títulos, instituindo uma segunda comemoração no dia 1º de maio, ligada a seu modesto e nobre
ofício de artesão.

 José tem o título mais alto que um homem pode ter, o de pai
adotivo do Messias. É o protetor da Igreja Católica e padroeiro
 dos trabalhadores e das famílias.

 A Igreja o escolheu como padroeiro da boa morte, pois José
deve ter terminado sua caminhada na terra ao lado de Jesus e Maria.

O calendário litúrgico dedica duas comemorações festivas a este grande Santo: no dia 19 de março (em muitos países este é o dia dos pais)
e no dia primeiro de maio, dia do trabalhador. São José foi escolhido como modelo de todos os trabalhadores.

 São José foi escolhido também como Padroeiro das Vocações
e sua espiritualidade deu origem a inúmeras Congregações religiosas, masculinas e femininas, que operam no mundo, seguindo seu estilo
e carisma.

Não esqueçamos que o Papa Francisco, há poucos meses,
mandou inserir, na Liturgia eucarística, o nome de São José, que assim é invocado diariamente na hora da Missa, bem logo após a Consagração.

Que este grande Santo abençoe nossas famílias, os trabalhadores,
 e consiga muitas vocações para a vida religiosa e sacerdotal,
para que a pessoa de Jesus seja cada vez mais conhecida e amada.

 
J B Pereira e https://www.rs21.com.br/calendario-liturgico/calendario-liturgico-santo-do-dia/santo-do-dia-sao-jose-2/
Enviado por J B Pereira em 18/10/2018
Código do texto: T6479902
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
J B Pereira
Piracicaba - São Paulo - Brasil
2269 textos (1187081 leituras)
14 e-livros (84 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/09/19 23:44)
J B Pereira