Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PASSOS DA INTERPRETAÇÃO DE TEXTO - DESIDERATA, de Max Ehrmann

Max Ehrmann: Desiderata Siga tranqüilamente entre a...
                    Desiderata

                     A Poem for a Way of Life

               Um poema para um modo de vida

     

 Siga tranquilamente entre a inquietude e a pressa, lembrando-se que há sempre paz no silêncio. Tanto que possível, sem humilhar-se, viva em harmonia com todos os que o cercam.

Fale a sua verdade mansa e calmamente e ouça a dos outros, mesmo a dos insensatos e ignorantes – eles também tem sua própria história.

Evite as pessoas agressivas e transtornadas, elas afligem nosso espírito. Se você se comparar com os outros você se tornará presunçoso e magoado, pois haverá sempre alguém inferior e alguém superior a você. Viva intensamente o que já pode realizar.

Mantenha-se interessado em seu trabalho, ainda que humilde, ele é o que de real existe ao longo de todo tempo. Seja cauteloso nos negócios, porque o mundo está cheio de astúcia, mas não caia na descrença, a virtude existirá sempre.

“Você é filho do Universo, irmão das estrelas e árvores. Você merece estar aqui e mesmo que você não possa perceber a terra e o universo vão cumprindo o seu destino.”

Muita gente luta por altos ideais e em toda parte a vida está cheia de heroísmos.

Seja você mesmo, principalmente, não simule afeição nem seja descrente do amor; porque mesmo diante de tanta aridez e desencanto ele é tão perene quanto a relva.

Aceite com carinho o conselho dos mais velhos, mas seja compreensível aos impulsos inovadores da juventude.

Alimente a força do Espírito que o protegerá no infortúnio inesperado, mas não se desespere com perigos imaginários, muitos temores nascem do cansaço e da solidão.

E a despeito de uma disciplina rigorosa, seja gentil para consigo mesmo. Portanto esteja em paz com Deus, como quer que você O conceba, e quaisquer que sejam seus trabalhos e aspirações, na fatigante jornada da vida, mantenha-se em paz com sua própria alma.

Acima da falsidade, dos desencantos e agruras, o mundo ainda é bonito, seja prudente.
FAÇA TUDO PARA SER FELIZ

Max Ehrmann

________________

1ª QUESTÃO -
OBSERVE O TÍTULO - PORQUE O TERMO "DESIDERATA" APARECE PARA IDENTIFICAR O TEXTO QUE LEMOS?

RESPOSTA:
O texto com valor existencial e filosófico, até espiritual se quisermos assim entender, nos faz refletir o sentido da vida em meio às dificuldades do viver, a capacidade de nos aceitarmos e caminhar entre vicissitudes e paradoxos para vencer e amar...
O poeta identifica no termo "Desiderata" o intuito, a vontade e a força de expressão (semântica) para dizer alguma ponderação sobre o que é o nosso desejo de ser quem somos, ou seja, sermos felizes à medida que aceitamos nossa porção ou cota por um mundo melhor, ético, mais humano e feliz.
 
Desiderata SIGNIFICA:
(palavra latina, plural neutro de desideratus, -a, -um, particípio passado de desidero, -are, sentir a falta de, perder, desejar, esperar, procurar)

"desiderata", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, http://www.priberam.pt/dlpo/desiderata
[consultado em 13-06-2015].

Desidério - Por Mauricio (SP) em 08-11-2012
Intuito, vontade

A parte ré teve o desidério de levar o Juizo a erro.

Compartilhar   Incorporar

Sinônimos:  vontade   intuito   mais...
Relacionadas:  força   intenção   mais...

substantivo masculino
As coisas que se desejam e ainda não existem. = ASPIRAÇÃO, DESIDERATO

Palavras relacionadas: desideratum.

___________________________________

2ª QUESTÃO

COMO SABEMOS AS PALAVRAS SÃO AMBÍGUAS PORQUE PODEM TER OUTRAS INTENÇÕES QUE FOGEM AO INTERESSE DE QUEM AS UTILIZA.

ISSO SE CHAMA AMBIGUIDADE OU ANFIBOLOGIA.

Ambiguidade ou Anfibologia

Ocorre quando, por falta de clareza, há duplicidade de sentido da frase.



Exemplos:



Ana disse à amiga que seu namorado havia chegado.

(O namorado é de Ana ou da amiga?)


O pai  falou com o filho caído no chão.

(Quem estava caído no chão? Pai ou filho?)



________________


DESIDERATA TAMBÉM SIGNIFCA UMA PESSOA.

ENTÃO, QUEM FOI DESIDERATA?

Desiderata foi uma princesa do reino da Lombardia, filha de Desidério, o último rei dos Lombardos e de sua esposa Ansa.
Foi a primeira esposa de Carlos Magno com quem casou em 770, provavelmente para criar uma aliança entre a Frância e a Lombardia.
Porém, um ano depois, em 771, o casamento foi anulado, o que levou ao Cerco de Pavia, de 773 a 774. Desiderata não teve filhos e não se sabe mais sobre o resto de sua vida.
_________________________

3ª QUESTÃO

LEIA AS DUAS PRIMEIRAS FRASES DO TEXTO.
POR QUE O AUTOR ESCREVEU DESTE MODO?

"Siga tranquilamente entre a inquietude e a pressa, lembrando-se que há sempre paz no silêncio. Tanto que possível, sem humilhar-se, viva em harmonia com todos os que o cercam. "
________
AGORA, RELEIA OU VEJA A CONCLUSÃO OUAS DUAS ÚLTIMAS FRASES DO TEXTO PARA VER O MOTIVO DE SUA PREOCUPAÇÃO INICIAL.

"Acima da falsidade, dos desencantos e agruras, o mundo ainda é bonito, seja prudente. FAÇA TUDO PARA SER FELIZ."

POR QUE O AUTOR TERMINOU O SEU TEXTO ASSIM?

RESPOSTA PESSOAL. DEIXAR LIVRE PARA QUEM QUISER SE MANIFESTAR.

____________

4ª QUESTÃO

QUEM FOI MAX EHRMANN?

Resultado de imagem para Max Ehrmann
 
Resultado de imagem para Max Ehrmann
 
Resultado de imagem para Max Ehrmann
 
Resultado de imagem para Max Ehrmann
Resultado de imagem para Max Ehrmann
Resultado de imagem para Max Ehrmann
 
Resultado de imagem para Max Ehrmann
 
Resultado de imagem para Max Ehrmann
Mais imagens
Max Ehrmann
Nascido na cidade de Terre Haute, no Estado de Indiana (EUA), Max Ehrmann (1872-1945) foi poeta e advogado.

Também, estudou Filosofia e Direito em Harvard.
E escreveu seu mais famoso poema, “Desiderata” (“coisas desejadas”, do latin), em 1927.
Imagine um advogado americano, do interior dos Estados Unidos, desistir da advocacia aos 40 anos, nos Anos 10 do século passado, para ser poeta.
Cônjuge: Bertha Pratt (desde 1945)

            ELE TEVE A OUSADIA DE SER ELE MESMO E SEGUIR SEU CORAÇÃO.

APRESENTOU SEU ATO OU GESTO PESSOAL DE AUTENTICIDADE E CORAGEM EM SEU POEMA.

PROPÔS UMA FORMA DE DIZER QUEM SOMOS.

SOMOS ÚNICOS!


E PODEMOS FAZER DIFERENTE AS MUDANÇAS DE QUE PRECISAMOS ME NOSSA VIDA.

A VIDA É UM POEMA CUJO SENTIDO COM RIMA OU SEM RIMA, REPRESENTA O NOSSO PRÓPRIO modo de vida.

OS LATINOS DIZIAM SER A VIDA: O MODUS VIVENDI - OU ESTILO DE VIDA.

"Se em um momento de rara felicidade, eu conseguisse escrever algumas poucas palavras de qualidade que pudessem suavizar os árduos caminhos da vida e trouxessem à agitação dos nossos dias um pouco de coragem, dignidade e equilíbrio, eu ficaria muito feliz"

"Contraí uma doença em De Pauw da qual jamais me curei: o idealismo"

"Meu pai fez tudo que pôde para nos mostrar o verdadeiro caminho da vida: trabalho sistemático, honra e visão do futuro"

"Para preservar a minha alma, eu escrevia todos os dias até bem tarde da noite"

Esse é Max Ehrmann!
_________________________________________________________

APRESENTAÇÃO DA PROPOSTA
LEITURA DO TEXTO E QUESTÕES
PROCEDIMENTOS A SEGUIR:


TÉCNICAS PARTILHADAS DE LEITURA

1.- formular hipótese a partir do título,
2.roda de leitura,
3.entonação,
4.visualização do texto, imagem na internet,
5.atividades em grupo,
6.retomar o texto em cada questão...
____________

1ª QUESTÃO:
Leitura do texto e logo depois Faça seu resumo sobre o texto.

Sublinhar ideias relevantes e palavras-chave em cada parágrafo.

2ª QUESTÃO

Sobre o título e a estrutura do texto, você acha que estão coerentes entre si?
Por quê? Justifique sua posição.

3ª QUESTÃO

QUE TIPO DE TEXTO ESTÁ DIANTE DE VOCÊ?
HÁ 4 TIPOS DE TEXTOS: NARRATIVO,
DESCRITIVO,
DISSERTATIVO
E INJUNTIVO.

SAIBA MAIS:

Texto Prescritivo e Texto Injuntivo




Texto Prescritivo e Texto Injuntivo


Embora dotados de aspectos distintos, o texto prescritivo e o texto injuntivo apresentam natureza instrucional

 o texto prescritivo e o texto injuntivo apresentam natureza instrucional

O chamado texto prescritivo, que nos remete à noção de prescrever, trata-se de cumprir, à risca, as instruções.

Ou seja, orientações, regras, dicas a ser seguidas ao “pé da letra”.

Trata-se, pois, de uma imposição de natureza coercitiva, cujos exemplos se manifestam por:

* As cláusulas de um contrato;

* As regras ou pressupostos gramaticais;

* As instruções dos editais de concursos públicos;

* Os discursos nos artigos da Constituição ou do Código de Processo Penal.

* A mensagem dos livros de autoajuda;

* O discurso de um manual de instruções;

* As instruções de uma receita culinária.

http://www.portugues.com.br/redacao/texto-prescritivo-texto-injuntivo.html

_______________
QUE GÊNERO DE TEXTO OU FORMATO APARECE PARA VOCÊ?
O gênero tem sua finalidade discursiva a partir do papel que exerce na sociedade e na mídia.

O gênero textual é a forma como a língua é utilizada nos textos em suas diversas situações de comunicação, de acordo com o seu uso temos gêneros textuais e literários diferentes.

Gênero Literário – é classificado de acordo com a sua forma, podendo ser do gênero líricos, dramático, épico, narrativo e etc.
Tipos de gêneros textuais
Existem muitos tipos de gêneros textuais, eles podem ser:



Romance
Conto
Artigo de opinião
Receita culinária
Lista de compras
Carta
Telefonema
Aula expositiva
Debate
Reunião de condomínio
E-mail
Relato de viagem
Lenda
Fábula
Biografia
Seminário
Piada
Relatório científico
outros.
https://www.google.com.br/search?sourceid=chrome-psyapi2&rlz=1C1GIGM_enBR623BR623&ion=1&espv=2&ie=UTF-8&q=exemplos%20de%20texto%20de%20genero%20textual&oq=exemplos%20de%20G%C3%8ANERO%20DE%20TEXTO&aqs=chrome.4.69i57j0l5.14204j0j8
____________


3ª QUESTÃO

QUAL FOI A FINALIDADE DO TEXTO PARA VOCÊ?

ØFinalidade do texto e das atividades  propostas e afinidade do texto com outros.

EXISTE ALGUM OUTRO PONTO de vista OU FIGURA de estilo ou de linguagem (metáfora ou metonímia) OU RECURSO (tipo de letra, desenho, legenda, etc.) QUE O AUTOR SE VALE PARA CONVENCER VOCÊ?

ØIntencionalidade  - com quem o texto dialoga e por quê,
ØDesvios da norma culta: figuras e vícios de linguagem (curso médio- conotação),
ØComparação entre o texto e outros textos do mesmo tema.
ØRaciocínios usados (argumentos lógicos): analogia, indução, dedução, silogismo, sofisma, etc.
ØVer e questionar oS porquêS dos erros clássicos:
contradição, reducionismo, redundância, extrapolação...

http://www.forumconcurseiros.com/forum/forum/concursos/%C3%81rea-fiscal/receita-federal/auditor-fiscal-aa/11930-erros-cl%C3%81ssicos-na-interpreta%C3%87%C3%83o-de-textos
 
__________________
Ambiguidade ou Anfibologia
Ocorre quando, por falta de clareza, há duplicidade de sentido da frase.
Exemplos:
Ana disse à amiga que seu namorado havia chegado. (O namorado é de Ana ou da amiga?)
O pai  falou com o filho caído no chão. (Quem estava caído no chão? Pai ou filho?)


Cacofonia
Ocorre quando a junção de duas ou mais palavras na frase provoca som desagradável ou palavra inconveniente.
Exemplos:
Uma mão lava outra. (mamão)
Vi ela na esquina. (viela)
Dei um beijo na boca dela. (cadela)

Eco
Ocorre quando há palavras na frase com terminações iguais ou semelhantes, provocando dissonância.
Por Exemplo: A divulgação da promoção não causou comoção na população.

Hiato
Ocorre quando há uma sequência de vogais, provocando dissonância.
Exemplos:
Eu a amo.
Ou eu ou a outra ganhará  o concurso.

Colisão
Ocorre quando há repetição de consoantes iguais ou semelhantes, provocando dissonância.
Por Exemplo: Sua saia sujou.
http://www.soportugues.com.br/secoes/estil/estil12.php
Enviado por J B Pereira em 13/06/2015
Reeditado em 13/06/2015
Código do texto: T5275864
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
J B Pereira
Piracicaba - São Paulo - Brasil
2301 textos (1289034 leituras)
14 e-livros (91 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/19 10:30)
J B Pereira