Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Palavras de encorajamento à luz da criação franciscana do primeiro presépio na Itália em 1223.

Flores nascem e a cultivamos no olhar bom e no coração generoso. Acreditar que podemos fazer a diferença é a nossa condição de existência. Esperar é já poder agir segundo a consciência de que precisamos para afazer o bem, uns dos outros. O amor é um misterioso sentimento que se transforma em atitude: mesmo quando percebemos o limite; somos mais e melhores quando nos aceitamos e aceitamos o outro com suas fragilidades e imperfeições. Perdoar é  possível na alma aberta a Jesus. Ele já nos perdoou na cruz quando disse: "Pai, perdoa eles não sabem que fazem..." contra mim. Nenhuma razão justifica um coração que se fecha ao outro. Porque Deus nos ama quando amamos e perdoamos. Natal é festa de acolhimento e caminho de amorização. Feliz natal. Até os animais nos ensinam a amar, a fidelidade e a autoestima. Eles nos ajudam a nos curar da solidão sendo nosso doce companhia em casa... na rua.... no trabalho. Há gente que tem os animais como instrumento de trabalho. Outros como condição de terapia: veja as crianças em pônei e os cachorros que guiam cegos. Jesus foi conduzido por um jumento na Páscoa. Mas, também, quando nasceu os seus primeiros amigos e adoradores foram os animais na manjedoura de Belém. Por isso, São Francisco criou o presépio cuja representação sensível, emotiva, artística está fundamentada na Bíblia e sua visualização real aparece em Assis,Greccio, no ano de 1223,  https://www.catequisar.com.br/texto/materia/celebracoes/natal/12.htm
J B Pereira e https://www.catequisar.com.br/texto/materia/celebracoes/natal/12.htm
Enviado por J B Pereira em 13/12/2014
Código do texto: T5067800
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
J B Pereira
Piracicaba - São Paulo - Brasil
2272 textos (1224208 leituras)
14 e-livros (85 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/19 17:46)
J B Pereira