Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOMOS SEMPRE AMADOS E NINGUÉM SE SINTA ABANDONADO, PORQUE O PAI DO CÉU É AMOROSO E PACIENTE...

“Onde dois ou mais estiverem reunidos em meu nome, Eu estarei entre vós” (Mt 18,20)

As religiões em geral, admitem a presença do sagrado em alguma circunstância do profano. Mas, o que é um e outro? Como perceber a fronteira entre eles? Será que existe mesmo um e outro? Ora, para as religiões monoteístas, a presença onisciente e onipresente de Deus. Deus está em todo lugar e no coração dos homens. Particularmente, Jesus quis mostrar a presença amorosa de Deus como Pai e Mãe de todos nós. Deus não faz acepções  ou discriminações de pessoas. Todos somos iguais e filhos de Deus, porque "criados a sua imagem viva e semelhança" desde o principio da vida na Terra. Imagem porque viemos do projeto de Deus: somos  uma projeção de Deus, embora não sejamos deuses. Semelhança porque nos parecemos com o criador nos atributos que nos confiou de organizar o mundo, ordenar para o bem todas as criaturas, cuidar da natureza. A sustentabilidade vem de Deus porque é um jeito de aperfeiçoar e cuidar de tudo como um modo de garantir a vida no mundo para agora e o futuro das outras gerações. O homem não pode ser egoísta e imediatista. Toda religião começa no agora, retoma o passado para aprender a olhar o futuro com esperança e dedicação. Somos seres esperantes e ativos para a ética e a sustentabilidade. "Semelhança" no sentido hebraico remete-nos à vida. Porque, vem essa palavra de sêmem, semente, germinar, germe como núcleo genético da vida, o embrião da vida. O homem e a mulher são os que podem procriar, amar, gerar vida, cuidar de si e dos outros, da natureza e dos animais, plantas, oceanos. Não há sentido da vida humana sem a natureza. E é na natureza que a graça de Deus atua quando os homens são responsáveis pelo projeto de Deus para um mundo ético, menos violento, menos racista, mais fraterno. Infelizmente, vemos que até nos esportes, há racismos e o brilho da camisa do time ou clube vale mais que o atleta e o sócio. O jogador vale milhões de dólares enquanto o professor recebe o precário salário. Está isso muito errado. Consequimos uma idolatria com o futebol: isso não é arte e nem esporte. É ganância e idolatria dos cartolas: o jogador virou mercadoria rica, enquanto muitos "apaixonados pelo clube" ganham mal, comem mal, dormem mal, trabalham muito e recebem pouco. E ainda pagam caras entradas nos jogos clássicos e violentos. Isso não é bom e é perigo. Conseguimos inverter valores e achamos que está tudo certo, perdemos o senso crítico e cultuamos ídolos, enquanto deixamos Deus, a família e a Igreja em último lugar. Deixamos de ir ao culto, à missa para ovacionar gools pessoas, clubes. Matamos em nome do clube. Jesus nos chama à responsabilidade: amar as pessoas e gostar das coisas. Cada coisa tem seu valor e lugar. Mas, a vida, a fé, a saúde, o próximo, o trabalho honesto, a família, o lazer saudável e santo, as boas amizades devem ficar me primeiro lugar. Ter tempo para cada coisa e priorizar as pessoas e a vida é o desejo de Deus. Por isso, Jesus é o Senhor do sábado! Ele cura, liberta, salva e nos olha nos olhos todos os dias. O cristão é chamado a dedicar um dia ao Senhor: O DOMINGO. São 7 dias: 6 para trabalhar e amar; um dia ou mais durante a semana pra o culto agradável a Deus. Deus nos dá tudo, permite tudo que é bom para nossa vida. E o culto agradável começa em casa, na comunidade, no trabalho, na fábrica, na empresa, na escola, no clube... e supõe amor, perdão e oração. A vida é oração. Deus quer que nos lembremos Dele. Jesus confirma e consolida a nossa reunião e união quando nos encontramos em seu nome e louvamos o Criador pelo nome de Jesus. Nossa amizade a Deus se confirma no amor ao próximo.
Somos origami na mão de Deus, criador e Pai. Ele viu que tudo é perfeito... por que nos fez com amor e capricho de respeito. Todos somos a nossa maneira vencedores. Que ninguém desanime porque Deus nunca abandona os seus filhos... Ele é um pai e educador amoroso e paciente, a nos esperar a cada dia para que sejamos Dele. Em Deus não há maldade e não nos julga segundo as nossas contradições. Jesus, expressão viva do Amor do Pai e do Espírito Santo, nos acolhe sempre. Ele nos olha segundo seu coração. A lógica de Deus não é a nossa!


SOMOS SEMPRE AMADOS E NINGUÉM SE SINTA ABANDONADO, PORQUE O PAI DO CÉU É AMOROSO E PACIENTE...

REFLEXÃO:

“E tudo quanto pedirdes em meu nome, isso farei, a fim de que o Pai seja glorificado no Filho.” João 14.13



J B Pereira

Enviado por J B Pereira em 15/10/2014
 Código do texto: T4999835
 Classificação de conteúdo: seguro
J B Pereira
Enviado por J B Pereira em 15/10/2014
Reeditado em 17/10/2014
Código do texto: T4999835
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
J B Pereira
Piracicaba - São Paulo - Brasil
2269 textos (1217915 leituras)
14 e-livros (85 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/10/19 19:14)
J B Pereira