Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Aconchego

Quando saí de madrugada procurando a estrela d’alva
dei de cara com a maré alta que ressaltava mais ainda
a lua nova que, em sua alcova, ficava mais perto do sol...

A noite não se lembrava mais de mim, nem me deu atenção...
A rosa dos ventos me indicou a via láctea e apontou
no céu uma chuva de estrelas que molhou o meu chão...

Não procuro qualquer estrela, procuro a senhora dos meus sins...

Ela foi morar nas estrelas e brilha mais que a estrela da manhã!
Eligio Moura
Enviado por Eligio Moura em 28/05/2019
Código do texto: T6659232
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Eligio Moura
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1340 textos (30808 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/11/19 03:02)
Eligio Moura