Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O GRITO DE BOCAGE

Ah, se a vossa liberdade
Zelosamente guardais,
Como sois usurpadores
Da liberdade dos demais?
Bocage

Ninguém entende o mundo vil
Na sua abjecta maldade
Quão injusto e servil
Ah, se a vossa liberdade?...

É tão grande a hipocrisia
Que s´ espantam os pardais,
A honra alheia, por ironia,
Zelosamente guardais.

Se por cá justiça houvesse,
Bem assim alguns valores,
Não admirava o saber-se
Como sois usurpadores.

Pagam sempre os inocentes
Todo o mal dos Maiorais
São culpados e carentes
Da liberdade dos demais.

O macaco Zacarias
Faz das tripas coração
Pra entender as avarias
Qu´ a vida lhe traz à mão.
 
A vida é um jogo de bola
Sem regras e sem critérios
Quem a joga logo se atola
Num lamaçal de mistérios…

Ela é como um vale de trampa,
De limpeza não se vê maneira,
Quanto mais se lhe vê a estampa
Tanto mais mal ela cheira!

Vós, homens qu´ estais dormindo
À sombra da bananeira,
É a hora! – e eu já m´ estou rindo –
Acordai da pasmaceira!

Frassino Machado
In ODIRONIAS
FRASSINO MACHADO
Enviado por FRASSINO MACHADO em 15/09/2021
Código do texto: T7342597
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
FRASSINO MACHADO
Odivelas - Lisboa - Portugal
2551 textos (60330 leituras)
20 áudios (1143 audições)
2 e-livros (38 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/09/21 17:32)
FRASSINO MACHADO

Site do Escritor