Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O trem que atravessou a boiada

Progresso, a ferrovia cortou ao meio aquela imensa fazenda no interiorzão de Minas Geras. Valêncio, o proprietário, chamou o capataz Barnabé e preocupado alertou-o:

- Quando for hora do trem passar, veja bem se não fica nenhuma rês no caminho, o boi ainda não está acostumado com essa novidade.

- Pode deixar patrão.

Após a passagem do trem daquele dia, Valêncio foi à invernada saber do peão como as coisas tinham se passado. Encontrou-o um tanto perturbado.

- E aí, Barnabé? Como foi com o gado?

- Patrão! Morreram só quatro reses.

- Quatro reses! E você ainda diz só? Mas como foi isso? Que desastre foi esse?

- Desastre nada patrão. Tivemos sorte. Se aquele bicho vem de lado, ia a boiada toda!


Piada ouvida há mais de cinquenta anos, de autor desconhecido.
Autor desconhecido
Enviado por Mário Sérgio de Melo em 15/09/2019
Reeditado em 16/09/2019
Código do texto: T6745559
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mário Sérgio de Melo
Ponta Grossa - Paraná - Brasil, 67 anos
481 textos (3468 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/10/19 15:01)
Mário Sérgio de Melo