Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Os acadêmicos e a lâmpada mágica

Caminhavam pelo campus da universidade o velho professor titular, um doutorando seu orientado e um graduando orientado do doutorando. Os três vinham do laboratório e dirigiam-se ao restaurante, era hora do almoço.

Eis que, em meio ao gramado ao lado do caminho, o velho professor percebe um brilho iridescente, muito atraente.

- O que será aquele belo brilho?

O doutorando aproxima-se de onde partia o brilho e diz:

- É algo enterrado. Parece metálico.

O graduando pega então o canivete que trazia em sua mochila e escava o solo para desenterrar aquela estranha descoberta.

Desenterrado, revelou-se o objeto: parecia ser uma antiga lamparina, daquelas alimentadas a óleo, do tipo das vistas nos fantásticos contos de fada. O velho professor diz:

- Ora, ora, se não parece aquelas lâmpadas mágicas das estórias de Aladim - e dizendo isso, meio que por pilhéria, esfregou a lâmpada.

E não é que, para espanto dos três, uma névoa sopra de dentro da lâmpada e um gênio com trajes, tez e traços hindus materializa-se diante dos três boquiabertos! E vai logo dizendo:

- Estimados amos! Estou aqui para servi-los. Posso realizar três desejos, mas como foram três a libertar-me, concederei um desejo para cada um de vocês. Podem pedir o que quiserem.

O graduando, eufórico, logo se antecipou:

- Quero estar neste momento na ilha de Tahiti surfando, na praia uma bela jovem nativa morena a esperar-me, com um banquete com as delícias locais...

Pufff! O jovem estudante desapareceu.

Ainda boquiaberto mas agora confiante no mágico poder do gênio, foi a vez do não menos eufórico doutorando:

- Quero estar num iate luxuoso atracado em Monte Carlo em dia de corrida de fórmula 1, cercado de lindas francesas, vinhos caríssimos, com todo tipo de delícias, queijos, presuntos, caviar, e uma conta recheada no banco...

Pufff! Agora foi o doutorando que desapareceu.

O gênio volta-se então para o velho professor:

- Falta o seu pedido...

- Quero os dois de volta ao laboratório depois do almoço!

Moral da história: espere sempre seu orientador falar primeiro, fale depois dele.


Piada ouvida no âmbito da USP, em 2003.

Autor desconhecido
Enviado por Mário Sérgio de Melo em 03/09/2019
Código do texto: T6736478
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mário Sérgio de Melo
Ponta Grossa - Paraná - Brasil, 67 anos
481 textos (3507 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/19 16:23)
Mário Sérgio de Melo