Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TRATADO PEQUENO EM HONRA E LOUVOR A SÃO JOSÉ: POÉTICO, ORACIONAL E DA PIEDADE POPULAR CATÓLICA PARA 2021.

       
          J B Pereira – 30/12/2020. Pandemia no Brasil e no mundo.
 
      "Pois, que adiantará ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? Ou, o que o homem poderá dar em troca de sua alma?" Mateus 16:26
__________
              Data 30 dezembro de 2020: S. FÉLIX I, PAPA
             S. Félix I, papa, Basílica de São Paulo fora dos muros
             Félix, sacerdote romano e Papa, de 269 a 274, mandou celebrar Missas diante dos túmulos, que continham relíquias dos mártires cristãos. Defendeu com força a doutrina sobre a Trindade divina e a Encarnação do Verbo.
_____
         DEDICATÓRIA
Ofereço este tratado à Igreja Católica Apostólica Romana em honra do Ano 2021, dedicado a São José, conforme a proposta do Papa Francisco.

          SÃO JOSÉ - DEDICAÇÃO À QUARTA-FEIRA AO HOMEM JUSTO.

           Dediquemos toda quarta-feira do ano a São José de modo especial, sua oração em comunhão com toda a Igreja e na intenção do Papa Francisco, das almas do Purgatório e da salvação das pessoas.
Podemos fazer ramalhetes espirituais com o terço a São José, sacrifícios pequenos conforme as oportunidades de evangelizar e orar, propagar a Devoção tão pura e bela a São José e aos seu anjo da Guarda, narrar ás pessoas a presença de São José na Sagrada Família conforme as passagens bíblicas, ir à santa missa, confessar sacramentalmente, fazer penitências dos pecados e evitar ocasiões de pecados.
Abaixo temos as orações, tríduos, novenas e o terço de São José etc.
Faça sempre onde estiver e aonde for as jaculatórias em honra a São José!
            http://ideasaojose.blogspot.com/2014/07/jaculatorias.html

          "Concedei-nos, sagrado José, que sempre sob a vossa proteção possamos passar as nossas vidas sem pecado".

       "São José, Pai adotivo de Jesus e verdadeiro Esposo de Maria sempre virgem, rogai por nós".

           "São José, modelo e patrono daqueles que amam o Sagrado Coração de Jesus, rogai por nós".


           Tríduo a São José
Este tríduo pode começar-se o dia 17 de cada mês para terminar o dia 19.
          http://ideasaojose.blogspot.com/2014/12/triduo-sao-jose.html

         Novena tradicional em honra de São José – “Jamais se ouviu dizer que alguém tenha recorrido ao glorioso patriarca da Sagrada Família e fosse por ele desamparado.”
Equipe Christo Nihil Praeponere10 de Março de 2018
https://padrepauloricardo.org/blog/novena-tradicional-em-honra-de-sao-jose

      Terço de São José - •2 de fev. de 2018
           Céci Portugal
          Hoje vamos rezar juntos o terço de São José.
          https://www.youtube.com/watch?v=xXXwN7FASSo

          MALVEZZI CONTABILIDADE RECEPCAO
         2 anos atrás
           “Ofereço este Terço em louvor e glória a Jesus, Maria e José, para que sejam a minha luz, os meus guias, a minha proteção, defesa e fortaleza em todos os meus trabalhos, alegrias, agonias e tribulações. Pelo nome de Jesus e pela glória de Maria, imploro de vós, ó glorioso São José, que alcanceis a graça que desejo (pede-se a graça). Advogai em minha causa, falai em meu favor, no Céu e na Terra, alegrai a minha alma, para honra e glória de Jesus e Maria. Amém

SPIKE pablo2 anos atrás
          "Esse terço é muito poderoso! Eu fui curada da depressão através deste terço. Sem tomar remédio nenhum, meu único remédio era e é esse terço. São José rogai por nós!"

https://www.youtube.com/watch?v=xXXwN7FASSo

         ORAÇÃO A SÃO JOSÉ: Faça esta oração para receber bênçãos de São José. E passe adiante."
            https://www.recantodasletras.com.br/oracoes/6426205
De: "O Livro Católico" <atendimento@adf.org.br>

            Oração a São José
consagrando-lhe o trabalho
              (Composta pelo Papa São Pio X)

           "Glorioso São José, modelo de todos os que se dedicam ao trabalho, obtende-me a graça de trabalhar com espírito de penitência para expiação de meus numerosos pecados;

..de trabalhar com consciência, pondo o culto do dever acima de minhas inclinações;

..de trabalhar com recolhimento e alegria, olhando como uma honra empregar e desenvolver pelo trabalho os dons recebidos de Deus;

..de trabalhar com ordem, paz, moderação e paciência, sem nunca recuar perante o cansaço e as dificuldades;

..de trabalhar sobretudo com pureza de intenção e com desapego de mim mesmo, tendo sempre diante dos olhos a morte e a conta que deverei dar do tempo perdido, dos talentos inutilizados, do bem omitido e da vã complacência nos sucessos, tão funesta à obra de Deus!

Tudo por Jesus, tudo por Maria, tudo à vossa imitação, ó Patriarca São José!

Tal será a minha divisa na vida e na morte. Amém."

___________________

                                       INTRODUÇÃO

    São José – Ternura e vigor do homem que amou e cuidou de Jesus.

J B Pereira

Isso é demais! É maravilhosamente exigente e instigante para a fé. Um homem leal e aberto ao sobrenatural – prático e honesto, sinceramente perspicaz e sabiamente hábil e corajoso... Capaz de silenciar e falar; ponderar e descobrir desafios e com eles aprender, sem deixar de lado as exigências de Deus.

Desde toda a eternidade, Deus preparou o pai terreno digno de seu filho. E o nome é José!
 
Dedico toda quarta-feira a São José - São José, o santo do silêncio, da oração, da justiça de Javé – orientado pelo Arcanjo Gabriel.

O amor vem suavemente no coração de Maria, enquanto São José não menos santo e puro à medida que é firme e corresponde com seu sim.

J B Pereira

___________

       
                  Capítulo 2 ANTIGO TESTAMENTO

            “Em seguida, houve fome também no Egito, e o povo clamou ao faraó, pedindo pão. Este disse a todos os egípcios: ‘Ide a José, e fazei o que ele vos disser’” (Gênesis 41, 55).

           "Em latim as palavras do faraó são traduzidas como “Ite ad Ioseph“, uma frase frequentemente encontrada embaixo das estátuas de São José." Philip Kosloski - publicado em 19/03/19.
https://pt.aleteia.org/2019/03/19/a-frase-biblica-que-deu-origem-a-devocao-a-sao-jose/

             IDE A JOSÉ! (Gênesis 41, 55)
             https://www.recantodasletras.com.br/oracoes/3605626

          Ide a José, diz a Escritura: (Gênesis 41, 55) Meu bom José, Pai nutrício de Jesus.

              Ide a José, a Escritura ensina! (Gênesis 41, 55)

J B PEREIRA

Meu bom José,
você que é,
homem de grande fé,
em Deus e na vida-sé
(sede, Sêde da Sabedoria divina)
fique ainda comigo,
para contigo
eu tenha um amigo
e não pague mico,
são cinco da tarde,
são nove da noite,
em meu lar,
na minha escola,
no meu trabalho,
lembro do homem carpinteiro
da descendência davídica,
de presença mística,
peço socorro:
- Valei-me,
quando tudo mais fracassar,
ide à frente,
certeiro no bem
conforme o Sumo Bem - Jesus,
que contigo trabalhou em Nazaré,
fez móveis e serviços na carpintaria,
a cada dia de sua vida terrenal,
agora com ele, José,
habitas espaço celestial.
- Nas minhas aflições,
valei-me, o glorioso José,
Santo protetor de meu lar,
da Igreja,
da trilha em direção ao Reino,
que cada rima,
aqui,
seja antecipação,
de minha gratidão,
ao homem
justo,
temente a Deus,
vou contigo, José,
Meu amigo no caminho de Jesus...
            J B Pereira
             Enviado por J B Pereira em 10/04/2012
___________

            A frase bíblica que deu origem à devoção a São José

IDE A JOSÉ! (Gênesis 41, 55): "O frade dominicano Bartolomeu Calvano explica as semelhanças entre os dois Josés:
“Assim como através de José, o filho de Israel, Deus proveu alimento para o povo faminto do Egito e sua família, assim através de José, o marido de Maria, Deus Pai providenciou o necessidades de Jesus ”."
       Philip Kosloski - publicado em 19/03/19.
       https://pt.aleteia.org/2019/03/19/a-frase-biblica-que-deu-origem-a-devocao-a-sao-jose/
__________

                      Capítulo 3 NOVO TESTAMENTO

VOCAÇÃO DE SÃO JOSÉ NA SAGRADA FAMÍLIA SEGUNDO SÃO MATEUS

                       Mateus 1:18-25
20 José, filho de Davi, não temas receber Maria, tua mulher, porque o que nela foi gerado é do Espírito Santo.
21 Ela dará à luz um filho e lhe porás o nome de Jesus, porque ele salvará o seu povo dos pecados deles.

24 Despertado José do sono, fez como lhe ordenara o anjo do Senhor e recebeu sua mulher.
25 Contudo, não a conheceu, enquanto ela não deu à luz um filho, a quem pôs o nome de Jesus." (Mateus 1:18-25)

VOCAÇÃO DE SÃO JOSÉ NA VIDA DA VIRGEM MARIA E JESUS SEGUNDO SÃO LUCAS

  Lucas 1:26-38
"27 a uma virgem desposada com um varão cujo nome era José, da casa de Davi; e o nome da virgem era Maria."

________________

          Conforme os profetas e Jeremias, José foi fiel à palavra e a colocou no coração e na sua vida: na vida de Família - ao lado de Jesus e Maria... Ele é testemunha silenciosa e prática da educação de Jesus - Jesus aceita-o como pai legal - na forma da Lei e como Pai em nome de Deus Pai:

"Achadas as tuas palavras, logo as comi;
as tuas palavras me foram gozo
e alegria para o coração,
pois pelo teu nome sou chamado,
 ó SENHOR, Deus dos Exércitos." (Jeremias 15:16)

1 João 1,3: " Sim, o que vimos e ouvimos, isso vos anunciamos, para que vós também tenhais comunhão conosco; e a nossa comunhão é com o Pai (YAHWEH), e com seu Filho Yahshua Ha Mashiach."

     Podemos deduzir, sem contrariar a Escritura Sagrada, de que São José soube, a seu tempo e modo, vere ouvir Jesus - ter comunhão com Jesus - fazer a vontade do Pai e de Jesus - nos 30 anos que esteve a conviver com Jesus em casa de José e Maria, em Nazaré. Certamente!
J B Pereira

           " A Bíblia diz que um homem se revela pelas suas ações.
____________

"E pelo que lemos aqui sobre José, vemos que quando Deus o escolheu para ser “o pai de Jesus”, ou antes, o marido de Maria, a mãe de Jesus, não estava escolhendo um homem qualquer. Mas um homem de caráter santo."

Linda colocação do Pastor Plínio Fernandes - IPC em Pda. de Taipas.
http://aosmeusamados.blogspot.com/2014/05/o-carater-de-jose-esposo-de-maria-mt.html
_____

           SÃO JOSÉ SEGUNDO SÃO MARCOS EVANGELISTA

       Marcos 6, 2
"Com a chegada do sábado, começou a ensinar na sinagoga local,
e muitos dos que o escutavam ficavam admirados e exclamavam:

“ - De onde lhe vem tudo isto?
  - E que sabedoria é esta que lhe foi outorgada?

3 - Não é este o carpinteiro, filho de Maria e irmão [= parentes] de Tiago, José, Judas e Simão? E não convivem conosco suas irmãs?”

         J B Pereira

          NOTA: [a Bíblia não fala filhos de Maria; apenas irmão de... a língua semita considerava irmão os parentes e contemporâneos ou primos ou parentes da mesma tribo ou clã... o versículo 4 confirma a parentela de Jesus reagiu mal à sua homilia na sinagoga de Nazaré... no sábado.]

              E ficaram escandalizados por causa dele."

 4 Contudo Jesus lhes afirmou:
“ - Somente em sua própria terra, junto aos seus parentes e em sua própria casa, é que um profeta não é devidamente honrado”. …

"... acerca de seu Filho, que, humanamente, nasceu da descendência de Davi …" (Romanos 1:3,4)

“Tudo o que pedirdes com fé na oração, vós o alcançareis.” (Mt. 21, 22)

_______

               O caráter de José, esposo de Maria - Mt 1:18-25

                 Linda colocação do Pastor Plínio Fernandes

IPC em Pda. de Taipas
Perfil do pastor em:https://plus.google.com/100514723832397672486
(Igreja Presbiteriana Conservadora do Brasil)
Domingo, 4 de maio de 2014

A julgar pelas convenções da época, Maria teria entre 12 e 16 anos
de idade, e José entre 18 e 20.

O noivado, que era um contrato legal, deveria durar cerca de um ano,
e José já pagara pelo menos um terço do dote de casamento para
a família de sua noiva.[1]

Talvez José já estivesse fazendo os móveis, cuidadosa e carinhosamente, para dar à sua esposa um lar confortável
e aconchegante .

Como filho de sua época, pensando em como poderiam ter muitos filhos.

Como um homem que amava as Escrituras, sabia que deveria
se empenhar para fazer sua esposa feliz, ciente de que
na felicidade dela também estava a sua felicidade [2].

Mas pouco tempo antes do casamento, sua noiva viaja para visitar
uma prima em outra cidade, e fica na casa desta prima cerca
de três meses [3].

"Eu gostaria de meditar com você sobre o caráter de José, e ver nele um exemplo que nos inspire a todos, como filhos de Deus.
1. José era um homem justo (...) ____ Salmo nº 1: "Bem-aventurado o homem que não anda no conselho dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.
2 Antes, o seu prazer está na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite.
3 Ele é como árvore plantada junto a corrente de águas, que, no devido tempo, dá o seu fruto, e cuja folhagem não murcha; e tudo quanto ele faz será bem sucedido.
4 Os ímpios não são assim; são, porém, como a palha que o vento dispersa.
5 Por isso, os perversos não prevalecerão no juízo, nem os pecadores, na congregação dos justos.
 6 Pois o SENHOR conhece o caminho dos justos, mas o caminho dos ímpios perecerá."

____ " - Assim, ainda que a Palavra de Deus nos diga que no sentido pleno ninguém pode ser considerado, de si mesmo, justo, a mesma Palavra nos diz que os homens que andam com Deus têm um caráter justo. Este é o testemunho que a Bíblia nos dá sobre Simeão, sobre João Batista, sobre Jó (=homem íntegro e reto, temente a Deus e que se desviava do mal), e também José."

"De qualquer forma, nos dias de José e Maria, o que se fazia num caso destes era um pedido público de divórcio, juntamente com a exigência de devolução do dote que havia sido pago[4]."

... a cantora chamada Nalva Aguiar gravou uma música (1971) que fez um sucesso muito grande.

(...) E num trecho dizia assim:

"Me lembro às vezes de você,
Meu bom José, meu pobre amigo
Que nesta vida só queria
Ser feliz com sua Maria. [5]"

http://aosmeusamados.blogspot.com/2014/05/o-carater-de-jose-esposo-de-maria-mt.html

[1] Cf. Comentário Bíblico Atos (Belo Horizonte: Editora Atos Ltda., 2004, pág. 46).

[2] Dt 24:5; Pv 5:18

[3] Lc 1:56

[4] Cf. Lawrence O. Richards, Comentário Bíblico Cultural do Novo Testamento (Rio de Janeiro: CPAD, 2008), pág. 10.

[5] José: do LP Nalva (Beverly, 1971).

http://aosmeusamados.blogspot.com/2014/05/o-carater-de-jose-esposo-de-maria-mt.html
____________________

                   COMENTÁRIO RESPEITOSO A PALAVRA DE DEUS

                      J B Pereira

  ALGUMAS OBJEÇÕES DE QUEM DIZ MARIA E JOSÉ TIVERAM FILHOS:

                        J B Pereira

- TIVERAM SEXO?
- NÃO FOI A VIRGEM MARIA PURA E IMACULADA?
- JOSÉ TEVE MAIS FILHOS COM MARIA?
- JESUS NÃO ERA FILHO ÚNICO DE MARIA?
- MARIA NÃO ERA MÃE ÚNCIA DE JESUS?
- O QUE SIGNIFICA NA BÍBLIA "OS IRMÃOS DE JESUS"?

- A BÍBLIA NÃO DIZ OS FILHOS DE MARIA!

                   J B Pereira

           OBs. : São José teve uma graça especialíssima de Deus para cuidar e defender Jesus em vida.
E nunca foi infiel à Virgem Maria (A Escrita não pode se contradizer e afirmar: que o pai Terreno ou nutrício ou na Torá tenha sido infiel ao Filho de Deus e ao mesmo tempo ser sido escolhido por Deus para ser diante dos homens de seu tempo na cultura judaica - o pai de Jesus na forma da Lei...)

Ademais, Maria não teve filhos com José porque a Bíblia não nos permite deduzir tal coisa.

Há silêncios de Deus sobre a vida de José - o carpinteiro que só saberemos quando estivermos diante dele no Céu.

                  J B Pereira
____________________

        Se se fala de irmãos de Jesus, não se fala de filhos de Maria no plural.
Logo, não podemos afirmar que Maria tivesse outros filhos.
Que José tivesse outros filhos além de Jesus.

                  J B Pereira

E isso nada é frustrante para José - porque aceitou de boa vontade e livre de consciência - "e sendo justo" e "aceitando Maria e colocando o nome de Jesus no filho de Maria, logo Filho de Deus" não poderia ter outros filhos - uma vez que na Bíblia nada diz concretamente ou convincentemente a esse respeito.

              José se realizou em ser PAI - na Terra, a mandato do Anjo e ordem de Deus mesmo!

             Se Maria fosse mãe além de Jesus, a Bíblia nos diria!

Ela ficou sozinha com Jesus na Cruz -apenas estava lá "algumas mulheres com Maria  e João - o discípulo Amado de Jesus. Ou José havia morrido, porque não estava aos pés da Cruz? (silêncio da Bíblia - sem resposta)

             Ou se Maria tivesse outro Marido ou outro(s) filho(s) não teria valor e sendo na Forma da Lei de Moisés (=Torá) o que Jesus disse:

              "- Mulher, eis aí teu filho"
             e "- Filho, eis aí tua mãe!" virando-se ou olhando para João Evangelista, o discípulos Amado. E João a levou para a cada dele! Para o coração da comunidade primitiva, cristã, com mulheres fazendo parte viva da mesma fé e unidade.

               Logo, é possível deduzir que:

1. Jesus deu autoridade de João receber Maria como mãe - e cuidar dele: porque, maria era viúva - e a comunidade de discípulos receberia a Mãe do Senhor e ela ficaria com eles - inclusive na Descida do Espírito Santo (Atos 2) - estava Maria e outras mulheres em oração aguardando o Pentecostes!

2. Se Maria tivesse um parente próximo de José e a quisesse como esposa - para continuar a descendência de José (tradição judaica do Levirato), não valeria a palavra de Jesus dada a João para levar Maria com ele após a morte de Jesus.

3.  Ora, Maria, pelo texto bíblico joanino, não tinha nenhum outro filho legítimo - irmão de Jesus - que a quereria ou a levaria para a casa dela, ou de seu filho outro (não Jesus). Logo, valeu a palavra de Jesus, e João registrou com validade e legimitimidade inquestionável pela sua comunidade ou igreja primitiva. Maria faz parte dessa tradição evangélica e primitiva.

4. Para que Maria não ficasse uma viúva e não fosse desprezada na cultura judaica, não passasse fome, não fosse deixada de lado... Já que não tinha ninguém que cuidasse dela. A comunidade cristã primitiva tinha um zelo com as  viúvas, judias e gregas. Daí - instituíram os diáconos para cuidar e dar o pão às viúvas, enquanto os apóstolos continuavam a pregar o Evangelho ou Querigma (=kerigma) - o anúncio da Morte na Cruz e da Ressurreição de Jesus - por toda a Judeia e mundo de então - o mundo gentio ou pagão.

Logo, Maria é Única Mãe de Jesus virginalmente concebido ambos -
em vista do projeto salvífico de Deus no Gênesis!

Javé mesmo disse:
“ - Porei inimizade entre ti e a mulher entre a tua descendência e a dela. Ela te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar” (Gn 3,15)

5. Os primeiros cristãos fizeram intertextualidades lindas na analogia das passagens do antigo testamento com Jesus, organizando o Novo Testamento. Onde está a base da fé de Israel, a Igreja respeita e entende que Jesus é superior e o novo Legislador, o Salvador e Senhor do Gênero Humano - criado pelo Pai, salvo pelo Filho, consolado pelo Espírito santo e conduzido pelo mesmo Paráclito de Deus na Igreja em nome de Jesus. Amém.
Por conseguinte ou dedução teológica e litúrgica, coube `à Igreja: à Patrística ou Patrologia ou os Primeiros Padres da Igreja ou Doutores da Igreja (entre os séculos II e VII: Santo Irineu, Santo Agostinho, Tertuliano, Ambrósio, outros.. Veja abaixo uma lista dos Padres ou doutores da Igreja), [a Igreja] insistir na ligação de Maria com o Salvador, considerando-a criatura, mãe do Senhor, Mãe de Deus ("Theotokos"  no grego - Mãe de Deus, porque Jesus é igualmente Deus com o Pai e o Espírito santo; ou "Deípara" no latim: "Aquela que dá à luz Jesus- Filho de Deus"), Modelo da Igreja, Iluminada pelo Espírito Santo no anúncio do Gabriel Arcanjo e no pentecoste (Mãe ou Orientadora da Igreja junto com os apóstolos Pedro e Paulo..)

           “ - Porei inimizade entre ti e a mulher entre a tua descendência e a dela. Ela te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar” (Gn 3,15)

                Cânticos 6:9-11
"Uma só é a minha pomba, a minha imaculada; Ela é a única de sua mãe, a escolhida da que lhe deu à luz. As mulheres viram-na, e chamaram-lhe bem-aventurada; Viram-na as rainhas e as concubinas, e louvaram-na.
Quem é esta que aparece como a aurora, Formosa como a lua, Pura como o sol, Terrível como um exército com bandeiras?
Desci ao jardim das nogueiras, Para ver os renovos do vale, Para examinar se as vides lançavam olhos, E se as romãs estavam em flor."
                    Cânticos 6:9-11

_______________

                    NOVO TESTAMENTO

            - SÍNTESES TEOLÓGICAS DOS EVANGELHOS

" 27 ... a uma virgem desposada com um varão cujo nome era José, da casa de Davi; e o nome da virgem era Maria." Lucas 1:26-38

          EVANGELHO DE LUCAS: MARIA E O PROJETO DE DEUS

"Lucas apresenta o mais belo e diversificado perfil de Maria na Bíblia.

           Ora, a grande novidade de Lucas é apresentar Maria como a imagem viva do discípulo(a) de Jesus: a seguidora de Jesus, a peregrina na fé, o sinal da opção de Deus pelos pobres e a mulher contemplada pelo Espírito Santo.

              (1) Seguidora de Jesus: Maria realiza as três qualidades básicas do discípulo fiel. Ela acolhe a palavra de Deus com fé (relato da anunciação: Lc 1,28-38), conserva a palavra no coração e a medita, confrontando-a com os fatos (Lc 2,19 e Lc 2,51) e frutifica esta palavra viva; sendo uma pessoa de intensa fé (“feliz de você que acreditou”: Lc 1,40) e a mãe do messias (“bendito é o fruto do teu ventre” em Lc 1,42). Somente Lucas relata a cena da mulher na multidão que grita: “Feliz o ventre que te gerou e o seio que te amamentou”, em claro elogio à maternidade biológica. Mas Jesus lhe responde: “Antes, felizes os ouvem a palavra de Deus e a realizam” (Lc 11,27). Antes de ser uma crítica à Maria, este texto revela sua real importância. A maternidade é conseqüência e expressão de sua fé.
Neste sentido também, Lucas refaz a expressão final do (des)encontro de Jesus com os familiares, com a expressão: “Minha mãe e meus irmãos são os que ouvem a Palavra de Deus e a realizam”(Lc 8,21). Há portanto uma prioridade da fé, enquanto adesão à Jesus e à sua causa, sobre o simples fato de ser mãe de Jesus.

(2) Peregrina na fé: Somente Lucas relata as palavras de Simeão a Maria: “Quanto a ti, uma espada transpassará tua alma” (Lc 2,25). Não se trata de uma alusão ao sofrimento de Maria na hora da cruz, pois nos evangelhos sinóticos Jesus morre sozinho e Maria não está incluída entre as mulheres que o observam, de longe.
A espada tem um sentido metafórico. Alude a Jesus, que é a palavra-gesto do Pai, conforme Hb 4,12s: “A Palavra de Deus é viva, eficaz e mais penetrante do que qualquer espada de dois gumes. Julga as disposições e as intenções do coração. E não há criatura oculta à sua presença”. Maria, como os outros aprendizes de Jesus, não sabia tudo. Foi fazendo descobertas no correr de seu caminho espiritual. Neste sentido, o relato da perda no templo confirma que Maria e José não entendem naquele momento as palavras e os gestos de Jesus (Lc 2,41-50). Por isso mesmo, ela precisa refletir e buscar o sentido dos fatos.
A interpretação nova que Jesus dá à Lei, ao sábado, ao templo e às tradições questionava seus seguidores, trazia conflitos e lhes provocava mudanças na sua visão religiosa. Era uma espada! Maria passou pelo crivo da espada da Palavra, e cresceu com isso.

(3) Sinal da opção de Deus pelos pobres: Lucas é o evangelista que mais desenvolve a dimensão social da Boa Nova de Jesus. Coerente com esta orientação, Maria é apresentada por ele como uma mulher pobre, da desconhecida terra de Nazaré da Galileia. Jesus nasce num lugar sem recursos e é envolvido em faixas (Lc 2,12).
Como são pobres, os pais de Jesus oferecem pássaros no templo, em vez do cordeiro (Lc 2,24). O cântico de Maria, chamado “Magnificat” resume, de forma poética, a proposta de Jesus nas Bem-Aventuranças (Lc 2,46-55 em comparação com Lc 6,20s). Sinaliza, com clareza, que a Boa Nova de Jesus propõe uma mudança nas atitudes das pessoas e nas estruturas sociais. Deus se volta sobretudo para os mais pobres, pois são os que mais necessitam. Sua misericórdia permanece para sempre.

(4) Mulher contemplada pelo Espírito Santo: Em Lucas, Jesus começa a missão recordando a profecia de Isaías: “O Espírito de Deus está sobre mim” (Lc 4,14). É o Espírito que age em Jesus e nos seus seguidores, após pentecostes.
Maria é apresentada então como a mulher sobre a qual “a sombra do altíssimo” se estende, para possibilitar a concepção de Jesus. Ela também participa da comunidade que prepara a vinda do Espírito (At 1,14). Portanto, Maria é “contemplada” duplamente pelo Espírito Santo: no nascimento de Jesus e no nascimento da comunidade cristã, após a ressurreição de Jesus.

:: Veja também Maria em Mateus e Marcos

:: Bodas de Caná e Maria: os símbolos – Maria em João parte I

          A partir de Lucas, descobrimos traços originais da figura de Maria.

O sim”, pronunciado com inteireza no início da juventude, se renova no correr da vida. Ela passa por crises e situações desafiadoras, que a fazem crescer e caminhar sempre mais na adesão ao Senhor.

Maria nos recorda que Deus escolhe preferencialmente os simples e humildes para iniciar o Reino de Deus, esta recriação da humanidade e dos cosmos.

A partir do Magnificat, ouve-se o apelo por novas relações interpessoais, econômicas, políticas, culturais e ecológicas.

Maria simboliza o ser humano em construção, aberto a Deus, tocado pelo Espírito Santo, cultivando um coração solidário.

Essas características marianas inspiram atitudes de vida de cada cristão e da Igreja-comunidade."

            Doutor em Teologia Sistemática pela Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma. Professor de Teologia no ISTA (Instituto Santo Tomás de Aquino) e na Faculdade Jesuíta (FAJE), em Belo Horizonte.

          http://www.a12.com/academia/artigos/maria-em-lucas-sintese

___

           No Evangelho de Marcos, a pessoa de Maria aparece em duas passagens: Mc 3,31-35 e Mc 6, 3-4. Nestes textos Maria é a mãe biológica de Jesus que busca entender o filho juntamente com seus familiares. A mulher maternalmente solícita pela sorte do filho. Mas, que também é convocada a ser discípula na busca de compreender Jesus e sua missão e acolher sua proposta.  Ela também podia estar entre os primeiros a nutrir preocupações ainda muito humanas pela missão e a obra de Jesus.

               Marcos indica que a verdadeira família de Jesus não é a de ordem carnal e que a ela pertencem todos os filhos do Reino. Assim, Maria, Mãe de Jesus é fundamental testemunho dos verdadeiros laços que criam comunhão com Jesus. Depois de ter levado Jesus, seu filho no ventre, era preciso que ela o gerasse no coração, cumprindo a vontade de Deus (cf. Mc 3,35), que se manifestava naquilo que Jesus dizia e realizava. Neste sentido, a figura de Maria “mãe” se harmoniza e se completa com a figura da “discípula” (SERRA, 1995).

:: Leia também Maria na bíblia: panorama
:: Maria em Lucas: síntese

                                Maria no Evangelho de Mateus

 Nos relatos de infância, José é o personagem principal: São José esposo de Maria
Maria é a Mãe virginal do messias

              No Evangelho de Mateus a pessoa de Maria aparece em dois momentos: nos relatos da infância (cf. Mt 1-2) e no ministério apostólico de Jesus ( cf.Mt 12,46-50; 13,54-58). O primeiro é composto por relatos próprios de Mateus; o segundo está em dependência de Marcos, mas Mateus toma diante dele tal liberdade que é capaz de transformar seu sentido e seu ensinamento (ALVAREZ, 2005).

               No Evangelho da Infância em Mateus, Jesus, como todos os meninos, não chega ao mundo sem um pai e uma mãe. Mateus fala de José, esposo de Maria (cf. Mt 1,16) e de Maria esposa de José (cf. Mt 1,24). Maria, por sua vez não tem existência sem José, do qual é esposa, e sem Jesus, do qual é mãe. Maria é aquela que gera e é mãe, ao passo que José é somente o pai legal.

                  Mt 1,3 fala sobre a concepção de Jesus, diz que esta se realizou “para que se cumpra o oráculo do Senhor, por meio do profeta [...]” e cita Is7, 14, aplicando a Jesus a realidade do “Emanuel” e a Maria a de “virgem”. (Mateus quando) Ao falar do nascimento de Jesus, Mateus recorrendo ao texto de Isaías, não somente assume a interpretação dos LXX, mas ele mesmo interpreta teologicamente esse nascimento: Jesus é o Emmanuel e nasce de Maria Virgem. Neles dois se realiza plenamente o oráculo do profeta: Jesus é o Messias, e Maria é a Mãe-Virgem e, este fato maravilhoso somente pode ser entendido como a obra do Espírito Santo (ALVAREZ, 2005).

            Ir. Murad elaborou um Curso de Mariologia em 10 vídeos, disponível no youtube: o Trem da Mariologia.Assista aqui ao terceiro capítulo da série,  a análise e compreensão sobre Maria nos Evangelhos de Marcos e Mateus.

   http://www.a12.com/academia/artigos/maria-em-mateus-e-marcos

___________________

          No terceiro dia (v.1) ou “três dias depois”: A cena de Caná está “costurada” pelo evangelista João no início da missão de Jesus. Conclui a sua semana inaugural, que começa quando João Batista aponta Jesus aos seus discípulos (Jo 1,19.29.35.43). A festa aconteceria dois dias depois do encontro de Jesus com Filipe e Natanael. Neste encontro, Jesus relembra a imagem do sonho de Jacó, da escada que liga o céu e a terra (Ver Jo 1,49-51). O céu aberto, com os anjos subindo e descendo, significa que Deus irá se comunicar conosco e nos dará sua graça. O primeiro sinal mostra que, com Jesus, começa este tempo novo de presença de Deus junto de seu povo.

          A festa de casamento (v. 1-2): No tempo de Jesus, a festa de núpcias era muito importante. As famílias se uniam em torno do casamento dos filhos. Renovava-se a confiança na vida e se esperava a vinda de filhos, primeira garantia da continuidade do povo de Deus. Além disso, evocava um sentido simbólico. Os profetas usaram a imagem da união amorosa do homem e da mulher, que se celebra no casamento, para falar da Aliança, do amor de Deus e de sua intimidade com o povo eleito (Is 62,4b-5; Os 2,18-22).

           Era comum oferecer um banquete na festa de casamento (Gn 29,22; Jz 14,10). Nas vilas e cidadezinhas do interior, como Caná, a festa durava normalmente sete dias (Gn 29,27; Jz 14,12; Tb 11,20). O vinho era a bebida básica, espalhada por toda a parte, pois as famílias produziam e consumiam vinho caseiro. Numa festa, especialmente a de casamento, não podia faltar vinho. A festa acabaria tristemente.

              A falta do vinho e o pedido de Maria (v. 3): Maria está na festa. Jesus e seus discípulos também. Mas parece que chegaram separadamente. Então, o vinho está terminando e Maria se dirige a Jesus. Ela está dizendo: “Tenha pena deles, senão a festa vai acabar”. Há um pedido claro, não somente uma constatação. No evangelho de João, quando alguém precisa de algo, basta apresentar a Jesus sua necessidade, que ele entende. Por exemplo, o paralítico em Jo 5,7; as irmãs de Lázaro em Jo 11,3. Mas ao contrário destas pessoas, Maria não pede para si, e sim para os outros.


                A resposta de Jesus (v. 4) parece indelicada e até desrespeitosa: “O que nós temos a ver com isso? Algumas bíblias traduzem com expressões ainda mais duras essa frase de Jesus: “Que queres de mim”, ou “que há entre mim e ti”. Esta frase, de difícil tradução, expressa que Jesus não deseja se envolver com o problema, e que há um distanciamento, uma diferença de percepção entre ele e Maria.


              “Mulher” (v.4): Muita gente estranha porque Jesus chama sua mãe de “mulher”. Mas João está nos dizendo algo mais profundo: para Jesus, Maria é mais do que sua mãe, é mulher. O evangelista é muito sensível à participação das mulheres na missão de Jesus e na comunidade dos seus amigos. Jesus não as trata pelo nome, mas com o título de “mulher”. Maria, sua mãe, presente no início e no final de sua missão, é chamada em Caná e na cruz de “mulher” (Jo 2,4 e 19,26). Jesus denomina também “mulher” à samaritana (Jo 4,21), primeira anunciadora do messias para os não-judeus (Jo 4,28.41s). Por fim, trata da mesma forma a Madalena (Jo 20,15), a primeira testemunha da ressurreição (Jo 20,17s). Ora, os profetas usavam a imagem da mulher para representar o povo de Deus em relação ao Senhor da Aliança (Os 1,2; Is 26,17; Jr 31,4).
           Portanto, quando Jesus chama sua mãe de “mulher” não a ofende. Ao contrário, mostra o valor dela, como mulher e figura efetiva e simbólica da comunidade cristã.


                   “Minha hora ainda não chegou” (v.4): Um homem ocidental moderno imaginaria a cena de uma maneira banal. Jesus olharia para o relógio e diria que não estava no momento ainda. Mas não se trata disso. A “hora”, no evangelho de João, tem um sentido simbólico. Quer dizer o momento em que Jesus vai manifestar quem ele é, sua identidade de Filho, e comunicar de forma ímpar o amor do Pai. Isso só vai se completar na morte e ressurreição (Jo 12,23.27; 13,1; 16,32; 17,1). Ali será “a hora h”, como a gente diz. Mas, enquanto isso, cada palavra ou sinal de Jesus é uma parte dessa hora e a prepara. “Minha hora ainda não chegou” significa que Jesus acha que não é ainda o momento oportuno de começar sua missão e se manifestar plenamente como Filho.
              No próximo artigo da série, veremos ainda outros símbolos do relato de Caná e descobriremos o sentido da ação de Maria.

              (continua em Bodas de Caná: a ação simbólica de Maria – Maria em João parte II )

                                Oração

                “Maria, mulher atenta em Caná,
faze de nós pessoas com olhos abertos e mãos disponíveis.
A humanidade sofre por falta de pão e pela ausência de vinho.
Necessitamos do vinho da alegria e da esperança,de uma vida com sentido,
com sabor, com beleza.
Cada vez mais homens e mulheres se embriagam com o vinho ruim da falsa felicidade.
Distanciam-se de Deus e de seus semelhantes.
Poluem e destroem a natureza.
Maria, dá-nos o vinho de Jesus.
Que ele transforme nossas existências, da mesmice para a qualidade,
da indiferença para a fé apaixonada.
Que ele multiplique o nosso amor,
pois as talhas do nosso coração são rígidas e imperfeitas.
E que assim, crendo nele e fazendo a sua vontade,
nós inauguremos nesse mundo a festa da fraternidade e da alegria,
que só se consuma no céu.
Amém.”

         Texto: A. Murad, Maria Toda de Deus e tão humana, Paulinas.

           Ir. Afonso Murad, Marista
              Doutor em Teologia Sistemática pela Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma. Professor de Teologia no ISTA
               (Instituto Santo Tomás de Aquino) e na Faculdade Jesuíta (FAJE), em Belo Horizonte.

               Assista aqui o sexto  capítulo da série o Trem da Mariologia.
             Neste vídeo está a análise e compreensão sobre Maria
                 no Evangelho de João
                 ex.: email@email.com
_________

                          Apocalipse 12

1 "E viu-se um grande sinal no céu: uma mulher vestida do sol, tendo a lua debaixo dos seus pés, e uma coroa de doze estrelas sobre a sua cabeça.

2 E estava grávida, e com dores de parto, e gritava com ânsias de dar à luz."

_______

                            Grandes Padres - PATRISTICA OU PATROLOGIA

No Cristianismo, tanto no Ocidente quanto no Oriente, quatro padres são chamados de "Grandes Pais da Igreja", como segue:

Igreja do Ocidente:
Ambrósio de Milão(dC 340-397), Jerônimo de Estridão (347-420), Santo Agostinho de Hipona (354-430) e São Gregório Magno (540-604).

Igreja Oriental:
Basílio de Cesareia (329-379), Santo Atanásio de Alexandria (296-373), Gregório de Nazianzo (329-389) e João Crisóstomo (347-407).
Estes são também chamados os "Oito Doutores da Igreja".

               Os primeiros fundadores da Igreja Católica Apostólica Romana que também eram conhecidos pelos mesmos como Padres Apostólicos ou mesmo Pais da Igreja (dentro de duas gerações após os Apóstolos de Cristo), são normalmente chamados de Padres. Incluem Clemente de Roma,[5] Inácio de Antioquia e Policarpo de Esmirna.

          Além disso, os textos Didaqué - CATECISMO DOS PRIMEIROS CRISTÃOS - e "Pastor de Hermas" (O Pastor de Hermas é uma obra literária cristã do século II d.C. e considerada como parte do cânon bíblico por alguns dos Padres da Igreja no período inicial do Cristianismo e teve grande autoridade entre os séculos II e IV d.C.. Wikipédia) são normalmente colocados entre os escritos dos Padres Apostólicos, embora os seus autores sejam desconhecidos.

                 Obs.: "As Igrejas Romana, Ortodoxa, Luterana, Presbiteriana, Anglicana e batistas reformados acreditam que os padres da Igreja proporcionaram a interpretação correta da Sagrada Escritura, registraram a Sagrada Tradição e distinguiram as autênticas doutrinas das que acreditavam serem heresias.[4]"

               https://pt.wikipedia.org/wiki/Padres_da_Igreja

___________________

                    https://pt.wikipedia.org/wiki/Didaquê

           A Didaquê cita diretamente ou faz menção indireta a diversos livros do novo testamento: Mateus, Lucas, I Epístola aos Coríntios, Hebreus, I Epístola de Pedro, Atos dos Apóstolos, Romanos, Efésios, Carta aos Tessalonicenses e Apocalipse.

Didaquê (português brasileiro) ou Didaqué (português europeu) (&#916;&#953;&#948;&#945;&#967;&#324;, "ensino", "doutrina", "instrução" em grego clássico), Instrução dos Doze Apóstolos (do grego Didache kyriou dia ton dodeka apostolon ethesin) ou Doutrina dos Doze Apóstolos é um escrito do século I que trata do catecismo cristão.

É constituído de dezesseis capítulos, e apesar de ser uma obra pequena, é de grande valor histórico e teológico. O título lembra a referência de «E perseveravam na doutrina dos apóstolos ...» (Atos 2:42).
“Que ninguém coma nem beba da Eucaristia sem antes ter sido batizado em nome do Senhor, pois sobre isso o Senhor!"
[Jesus] disse: "Não deem as coisas santas aos cães"
A Didaquê faz registro da celebração da eucaristia:

“Reuni-vos no dia do Senhor, para romperdes o pão e dardes graças...
___________________

                O Pastor de Hermas (em grego: &#928;&#959;&#953;&#956;&#942;&#957; &#964;&#959;&#965; &#917;&#961;&#956;&#940;; em hebraico: &#1512;&#1493;&#1506;&#1492; &#1492;&#1512;&#1502;&#1505;; às vezes chamado simplesmente de O Pastor)
                      é uma obra literária cristã do século II d.C. e considerada como parte do cânon bíblico por alguns dos Padres da Igreja no período inicial do Cristianismo[1][2] e teve grande autoridade entre os séculos II e IV d.C..[3] Juntamente com alguns apócrifos, o texto estava encadernado juntamente com o Novo Testamento no Codex Sinaiticus e também estava listada entre os Atos dos Apóstolos e os Atos de Paulo na lista esticométrica do Codex Claromontanus. Embora os primeiros cristãos devotassem grande respeito ao Pastor, eles não o consideravam no mesmo nível que os textos chamados "divinos" e sim como uma obra apócrifa [a].

         A obra foi originalmente escrita em Roma, em grego, embora uma tradução latina tenha sido feito logo em seguida. Apenas esta última sobreviveu completa até os tempos modernos. Da grega, perdeu-se aproximadamente um quinto do texto no final da obra.

O Pastor é um dos significados que foram provavelmente atribuídos a algumas estatuetas do Bom Pastor (além do símbolo para Cristo). E também para as imagens pagãs do bom pastor (kriophoros).

          Obs.: (pintura - veja no google - internet) - O Pastor de Hermas, ou o Bom Pastor, século III d.C., Catacumbas de Roma.

_________________

                   Maria: Vencedora de Satanás e das heresias

           Maria é a vitória de Deus sobre o Mal
POR PROF. FELIPE AQUINO
10 DE OUTUBRO DE 2017 DOUTRINA E TEOLOGIA
http://cleofas.com.br/maria-vencedora-de-satanas-e-das-heresias/

(Maria nos trouxe o salvador - ele e ele pisam no mal/maligno...)

______________


                "Quando Adão pecou, Deus perguntou porque ele pecou e por causa disso Deus disse que do suor do rosto dele ele comeria o pão, e a Eva semelhantemente Deus perguntou porque ela pecou e por causa do pecado dela Deus multiplicou a dor dela ao “dá a luz”;
isso está registrado em Gênesis 3.16-17,
mas quanto a serpente Deus não teve diálogo, aplicou logo a pena:
“Então o Senhor Deus disse à serpente:
- Porquanto fizeste isto, maldita serás mais que toda besta, e mais que todos os animais do campo sobre o teu ventre andarás e pó comerás todos os dias da tua vida." Gênesis 3.15“.

             E Jesus é o Único Filho de Deus, de fato - por excelência  - puro e sem pecado, nascido do seio virginal de Maria  ("Portanto o mesmo Senhor vos dará um sinal: Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, e chamará o seu nome Emanuel." Isaías 7:14), por obra do Espírito Santo

           (34 E disse Maria ao anjo: Como se fará isso, visto que não conheço varão? 35 E, respondendo o anjo, disse-lhe: Descerá sobre ti o Espírito Santo, e a virtude do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra; pelo que também o Santo, que de ti há de nascer, será chamado Filho de Deus. 36 E eis que também Isabel, tua prima, concebeu um filho em sua velhice; e é este o sexto mês para aquela que era chamada estéril. 37 Porque para Deus nada é impossível. 38 Disse, então, Maria: Eis aqui a serva do Senhor; cumpra-se em mim segundo a tua palavra. E o anjo ausentou-se dela." Lucas 1:26-38)

           Ou seja:

                    Jesus é o fruto bendito de Maria!

Logo é Jesus o fruto!

E a virgem Mãe Maria - por analogia - é a Arvore Pura do Novo Paraíso ou Nova Criação!

Como se diz sabiamente, a Escritura: versículo 16 de Mateus 7:
" - Pelos seus frutos os conhecereis. (...)
17 Assim sendo, toda árvore boa produz bons frutos, mas a árvore ruim dá frutos ruins. …", afirma Jesus contra os hipócritas ou fariseus! Só que buscaremos aí a argumentação do bons frutos só se vêm de Boa Árvore..." Essa boa arvore é Maria, Mãe do Senhor, que ouve Jesus - seu Bom e suave fruto, no qual contém todo sabor e as delícias puras e santas do Paraíso...

E a liturgia da Igreja católica canta após a Adoração da Eucaristia, o Corpo e Sangue do Senhor:
“- Vós nos destes, Senhor, o pão do céu, que contém todo o sabor e satisfaz todo paladar” (Antífona da comunhão)

Isabel, prima de Maria:
   "- E exclamou com grande voz, e disse: Bendita és tu entre as mulheres, e bendito o fruto do teu ventre.
E de onde me provém isto a mim, que venha visitar-me a mãe do meu Senhor?
Pois eis que, ao chegar aos meus ouvidos a voz da tua saudação, a criancinha saltou de alegria no meu ventre.
Bem-aventurada a que creu, pois hão de cumprir-se as coisas que da parte do Senhor lhe foram ditas.
Disse então Maria:
-  A minha alma engrandece ao Senhor..."
                                                     Lucas 1,42-46

             Este é o cântico de Maria ou MAGNIFICAT - Minha alma louva/engrandece (=magnificat) meu Deus.

                   
________________

Reze sempre que precisar.

Seja você devoto de São José, comece a ler hoje mesmo o livro:
 
"São José - Ele vai salvar sua família"?

http://www.knowload.com.br/livrocatolico/sao-jose-vai-salvar-sua-familia/

Esse livro digital está fazendo um grande sucesso entre os leitores da Coleção O Livro Católico, pois além de contar a história do Pai adotivo de Jesus, ele também traz orações, novenas e lindas ilustrações.

Entre aqui para adquirir.

São José, rogai por todas as famílias.

Equipe Editorial

_____________

São José vai Salvar Sua Família
13 de março de 2017

Este pré-lançamento é por tempo limitadíssimo.

Clique aqui e saiba como receber o seu livro digital.

http://www.knowload.com.br/livrocatolico/sao-jose-vai-salvar-sua-familia/

_______________________

APENAS
R$ 14,90
ou em 1x de R$ 14,90

http://livroscatolicos.com.br/detalhes/sao-jose
J B Pereira e http://www.mariahelena.pt/pt/pages/oracao-a-sao-jose-para-pedir-protecao

Enviado por J B Pereira em 05/03/2018
Reeditado em 05/03/2018
Código do texto: T6271671
Classificação de conteúdo: seguro
https://www.recantodasletras.com.br/oracoes/6271671

____________________

São José: Homem prudente, marcado pelo silêncio e pela escuta de Deus...

J  B PEREIRA

São José é da dinastia de Davi e esposo justo e puro da Virgem Mãe de Deus, pai nutrício de Jesus e protetor da família, da Igreja e do Papa Francisco.

Rogai por nós!

Depois de Deus uno e trino, depois da Virgem Mãe Maria, vem São José – o patriarca da Fé de Israel e do novo Povo de Deus!

Cuidou de Jesus – também zela pela Igreja de Jesus e de nós, os filhos adotivos de Deus.

Se Maria vai à frente, em nome de Jesus, meu filho diz.

José, vai atrás e após a Virgem e Jesus.

Sim, José vai após a Virgem, confirmando a obra e o Bem de Deus por nós e pela Igreja toda.

“Jesus crescia em Nazaré. Jesus ouviu os pais e era submisso a eles, quando desceu do templo aos 12 anos, após ter sido encontrado entre os doutores em Jerusalém, onde discutia as Escrituras com eles.”

Lucas 2,51 – “E desceu com eles, e foi para Nazaré, e era-lhes sujeito. E sua mãe guardava no seu coração todas estas coisas.”

“Cada um temerá a sua mãe e a seu pai, e guardará os meus sábados. Eu sou o SENHOR vosso Deus.” Levítico 19:3
Passados os anos, as escrituras falam do primeiro milagre de Cristo: ”E, ao terceiro dia, fizeram-se umas bodas em Caná da Galiléia; e estava ali a mãe de Jesus.” João 2:1-5
E São José? Não pode ir? Havia morrido?
A Escritura conserva silêncio sobre a vida de São José, embora é quase sempre aludido ao lado de Maria para se referir a Jesus na sua autonomia e sinais pelo andar entre vilas, em especialmente quando em Nazaré – Jesus foi expulso após ler a Escritura e explicar para os coetâneos e concidadãos que é o Filho de Deus segundo o Profeta Isaías. Eles o levaram ao monte e o queriam jogar abaixo. “O Profete não é aceito em sua terra”, disse Jesus contra os nazarenos e parentada!  Lc 4, 24-30

Santo Tomás é acidentalmente que após o casamento um homem se vem a tornar “pai nutrício” ou “pai adotivo”, enquanto que não foi absolutamente de forma acidental que José ficou encarregado de zelar por Jesus. [Por ordem divina anunciada pelo arcanjo – não de forma acidental, mas providencial, eu digo como meu santo onomástico!]
 “Quando recebeu a tarefa, cumpriu-a com dócil responsabilidade: escutou solícito o anjo, quando se tratou de tomar como esposa a Virgem de Nazaré, na fuga para o Egito e no regresso para Israel (Mt 1 e 2, 18-25 e13-23). Com poucos mas significativos traços, os evangelistas o descreveram como cuidadoso guardião de Jesus, esposo atento e fiel, que exerceu a autoridade familiar numa constante atitude de serviço.”
O santo velho Simeão teve o menino Jesus em seus braços por alguns instantes e viu nele a salvação dos povos &#8213; “lumen ad revelationem gentium” &#8213; mas José velou todas as horas, noite e dia, sobre a infância de Nosso Senhor.
m 1870, o Papa Pio IX o proclamou São José, padroeiro universal da Igreja e, a partir de então, passou a ser venerado no dia 19 de março.
Porém, em 1955, o Papa Pio XII fixou também, o dia primeiro de maio para celebrar São José, o trabalhador.
Enquanto, o Papa João XXIII, inseriu o nome de São José no Cânone romano, durante o seu pontificado.
conforme relata o Evangelho de São Mateus (1, 20): “O anjo do Senhor, que apareceu em sonho a José lhe diz: “José, filho de Daví, não temas receber Maria como tua esposa, pois o que nela se gerou é obra do Espírito Santo”. Maria é perfeitamente sua esposa. Trata-se de um matrimônio verdadeiro (cf. Santo Tomás, III, q. 29, a. 2), mas inteiramente celeste e que devia ter fecundidade inteiramente divina.
Conforme diz Bossuet: “A virgindade de Maria atraiu Jesus do céu… Se sua pureza a tornou fecunda, não hesitarei, no entanto, em afirmar que José teve sua parte nesse grande milagre. Pois tal pureza angélica, apanágio da divina Maria, foi também o desvelo do justo José”.
FONTE:  http://www.diocesedeblumenau.org.br/site/blog/sao-jose-esposo-de-maria-celebrado-hoje-19-roga-por-todos-nos/

Sobretudo, nos desígnios eternos de Deus, toda a razão de ser da união de José com Maria era a proteção e a educação do Salvador; Deus lhe deu um coração de pai para velar pelo menino Jesus. Esta é a missão principal de José, em vista da qual ele recebeu uma santidade proporcionada a seu papel no mistério da Encarnação, mistério que domina a ordem da graça e cujas perspectivas são infinitas. (Padre Reginald Garrigou-Lagrange)
Réginald Marie Garrigou-Lagrange, O.P. foi um frade dominicano e um dos maiores teólogos do Século XX. Entre os tomistas é considerado uma das maiores autoridades devido à sua inteligência e memória brilhante. Wikipédia
Nascimento: 21 de fevereiro de 1877, Auch, França
Falecimento: 15 de fevereiro de 1964, Roma, Itália
Pais: Clémence Lasserre, François Garrigou-Lagrange
Formação: Universidade de Bordeaux, Sorbonne

nativo Reginald Garrigou-Lagrange, Réginald Garrigou-Lagrange
Nascimento 21 de fevereiro de 1877
Auch

Morte 15 de fevereiro de 1964 (86 anos)
Roma

Cidadania França

Ocupação filósofo, teólogo, religioso, padre católico

Empregador Pontifícia Universidade Santo Tomás de Aquino

Religião Igreja Católica


https://pt.wikipedia.org/wiki/Reginald_Garrigou-Lagrange
___________

Deus o faça feliz hoje e sempre. Seja bom, puro, ético, de Deus...

J B PEREIRA

Tudo no mundo é bom  e lindo... é como uma montanha de estrume que vai nos dar força para nossa árvore e alface crescer para a eternidade.

Nada aqui e perfeito e eterno... por melhor nos pareça ser... é transitoriamente para ser vivido como uma visita em uma hotel - depende do tipo de hotel - alguns mais lindos do que os outros... dependendo do quanto você pode pagar...

Mas, a ETERNIDADE é conquistada a cada dia com boas obras que a gente envia para o outro lado, a outra dimensão. Meu Filho!!!

Se aqui você tão perfeito, bom e estável, a gente: não sofreria, são adoeceria, não choraria... não morreria...

Eu espero o céu: lá  quero encontrar você e sua mãe, meus antepassados...

Esta é minha fé e esperança!

MEU VIVER É JESUS

MEU AR É A ORAÇÃO.;

MINHA PONTE É A BÍBLIA
MEU CARRO É A IGREJA.

MEU DIPLOMA É O BATISMO.

MEUS PARCEIROS SÃO OS SANTOS E ANJOS E VOCÊS TODOS - LUCAS, DO CARMO, TIA CIDA, TIO BOSQUINHO, MEUS FAMILIARES...

A VIDA TEM ALGUNS ANDARES: A BARRIGA DA MÃE, A BARRIGA DO MUNDO E DA ETERNIDADE.

__________

Artigo na internet

O Milagre da Escada de São José.

Há vários elementos que reforçam a aura de piedoso mistério que envolve a construção da escada: A madeira utilizada não é da região, e ninguém sabe como foi parar lá. Também não foi utilizado prego na escada, apenas pinos de madeira.
Além do mais, hoje soa misterioso que ela se mantenha em pé pois é do tipo caracol e não tem apoio central. Na verdade apenas um apoio colateral metálico foi acrescentado a posteriori que não resolve a essência do incógnita. Diz-se que engenheiros e arquitetos não conseguiram desvendar a física por trás da obra.
Por fim, a escada tem 33 degraus, a idade de Jesus Cristo, o que reforça ainda mais a suposição de um fenômeno de origem sobrenatural.
A Capela recebe em média 200 casamentos e mais de 250 mil visitantes por ano.
Ela ficou conhecida como a Escada Milagrosa. Grande número de artigos e programas de TV foram dedicados a ela e seus “mistérios”.
O milagre

Segundo São Tomás de Aquino.

Milagre equivale a cheio de admiração, quer dizer, aquilo que tem uma causa oculta em absoluto e para todos. Esta causa é Deus.

“Portanto, chamam-se milagres aquelas coisas feitas por Deus fora da ordem de causas conhecidas por nós. (...)

O milagre é uma obra difícil porque excede a natureza. Pela mesma razão se diz que é insólito porque acontece fora da ordem costumeira.”
(Suma Teológica, I, q. 107, art 7).

Santo Tomás divide os milagres em três categorias:

A primeira, e a mais impressionante, é a dos fenômenos que contradizem as regras da natureza. Por exemplo, se o sol voltar atrás ou parar. Estes são os milagres maiores.

A segunda categoria é a dos fatos admiráveis produzidos por alguém ou algo que não tem capacidade para realizá-los. Por exemplo, um santo ressuscitar um morto ou fazer andar um paralítico.

O santo, por exemplo, é um ser humano e não pode fazer isso, logo se conclui que interveio a propósito dele uma força superior capaz de fazer o prodígio. E esta força só pode ser sobrenatural, Angélica ou Divina. São os milagres de segunda grandeza.

Por fim, a terceira categoria, é a dos fatos que excedem a natureza pelo modo e pela ordem que são produzidos. Por exemplo, um encadeamento de fenômenos que é inexplicável para os homens. Em si cada elo da corrente é explicável, mas a sucessão é tão rara que na prática nunca acontece.

Enche de maravilha por tanto que aconteça, e tem propósito falar de milagre, pois interveio uma causa sobrenatural que fez funcionar a natureza com um modo e com uma ordem que maravilha aos homens.
É a categoria ínfima dos milagres.

Fonte: Site Oficial da Capela.

http://www.lorettochapel.com/staircase.html
 _______________________________________


BREVE CONCLUSÃO

 > A Atualidade da missão de São José.

http://www.derradeirasgracas.com/3. Vários Assuntos/O mistério da escada Milagrosa de São José.htm

______________

               As Sagradas Escrituras nada mais nos dizem sobre ele, mas neste silêncio está encerrado o próprio estilo da sua missão: uma existência vivida no anonimato de todos os dias, mas com uma fé segura na Providência: São José, esposo de Maria, celebrado hoje, 19, roga por todos nós!

            http://www.diocesedeblumenau.org.br/site/blog/sao-jose-esposo-de-maria-celebrado-hoje-19-roga-por-todos-nos/

______________

VOCAÇÃO ESPECIAL DE SÃO JOSÉ

J B PEREIRA
- PRIMEIRO EDUCADOR DE JESUS ENTRE OS HOMENS - PATRIARCA CARPINTEIRO DA ESTIRPE DAVÍDICA - RECEPTÁCULO DA NOVA ALIANÇA QUE GUARDOU O TESOURO JESUS COM MARIA EM BELÉM E NAZARÉ. J B PEREIRA

São José teve fé em Jesus e o amou, cuidou do Filho de Javé. Ensinou-lhe a profissão. E o assumiu perante a Lei e a sociedade Judaica de seu tempo. São José, o pai carpinteiro de Jesus, exerceu a paternidade de modo admirável ao lado de Maria e sob orientação de São Gabriel, segundo as Escrituras Sagradas.
O texto de Mateus (13, 54-58) reivindica a São José, o Patriarca que assumiu Jesus diante da Torá e o Templo, assumiu Maria como esposa. E uma passagem econômica e eficaz da Providência Divina em não deixar calar a voz e vez de São José.

____________

HOMENAGEM A SÃO JOSÉ
Oração para pedir proteção a São José
José significa a fortaleza de Deus ou homem virtuoso em Deus.

Ó MEU BOM JOSÉ, MINHA GRATIDÃO!
(MOMENTOS POÉTICOS, 2006, p. 63)

J B PEREIRA

Ao meu santo onomástico, padroeiro da Igreja, HOMEM JUSTO.

Ao Papa Francisco, que reintroduziu na liturgia a invocação obrigatória do santo após o nome da Virgem Maria: São José, esposo da Virgem.
Pela cura de meu filho!

Pelas bênçãos ao meu lar.

J B PEREIRA

Ao Deus Unidade e Trindade, agradeço,
Ao Nome Sublime e Puro de Jesus, louvor,
Peço proteção ao Justo José, meu protetor,
Estes poemas, à Sagrada Família, ofereço.

Se todo empecilho enfrenta, “Idea José”;
Eis o conselho sábio que dá as Escrituras.
José enxerga além do torto o direito de Javé,
José penetra os sonhos quais sinais das Alturas.

Já o Novo Testamento tem a história de outro José,
Filho de Davi, o qual assumirá o Jesus menino,
As Letras Sagradas contam-nos a narrativa de fé,
O Homem Justo  sonha, adota o próprio Divino.

E a Igreja nos recomenda esta linda devoção,
O terço das dores e alegrias de Pai Terreno,
Onde se reza sua vida e seu trabalho sereno,
Contentes, imitemos seu exemplo, de oração.

Dores e Alegrias são momentos análogos,
Aos pés da Cruz, São José não estava.
Morrera antes, depois de uma longa estrada.
Deduzidos de silêncios e avanços amargos.

Se o antigo povo tinha José qual referência,
Por ser honesto e temente ao todo Poderoso,
Recorde o Justo amando Jesus, Filho Bondoso,
O Novo Povo de Deus pede hoje sua diligência.

Não abandona o povo, nem Maria e Cristo,
O Anjo o ilumina no mistério da Encarnação,
O Carpinteiro prepara o Filho a sofrer todo risco,
Ser amparo, força e defesa do povo na opressão.

A inefável Providência digna conceder
A todos, São José, Intercessor junto a Deus,
Aquele que, na Terra, vive fiel aos seus,
Ensine-nos o bem e, ao Eterno Bem, merecer.
____________________________

Viva o nosso querido São José.

J B PEREIRA

Homem justo, esposo Virginal de Maria, e pai davídico do Messias; bendito és tu entre os homens, e bendito é o filho de Deus que a ti foi confiado: Jesus.

São José, Padroeiro da Igreja universal, guarda as nossas famílias na paz e na graça divina, e socorre-nos na hora da nossa morte. Amém. São José, rogai por nós!

____

ORAÇÃO ESPECIALÍSSIMA DE SÃO JOSÉ EM UMA AFLIÇÃO E CRISE...
 
REZE POR 3 A 9 DIAS - SÃO JOSÉ É O GUARDIÃO DA IGREJA E DAS FAMÍLIAS E DE SEUS FIÉIS DEVOTOS EM TODO MOMENTO...

A vós recorremos, ó bem-aventurado São José,
nas nossas tribulações e tendo implorado
o auxílio da vossa Santíssima Esposa,
cheios de confiança solicitamos também a Vossa proteção.

Pelo afeto que Vos uniu à Imaculada Virgem Mãe de Deus
e pelo paternal amor que consagrastes ao Menino Jesus,
Vos pedimos
e suplicamos
que lanceis um olhar benigno E BONDOSO
sobre a herança que Jesus Cristo nos ganhou com o seu sangue,
e que nos assistais com a Vossa virtude e poder, AMOR E EXEMPLO,
nas nossas necessidades.

Protegei, ó guarda providentíssimo da Sagrada Família,
os filhos escolhidos de Jesus Cristo,
A IGREJA, O PAPA, OS BISPOS,
OS PADRES, OS DIÁCONOS,
O POVO DE DEUS,
O BRASIL CONTRA A CORRUPÇÃO
E TODO PECADO PESSOAL E SOCIAL -
preservai-nos,
ó PAI E PATRIARCA AMOROSÍSSIMO,
JUSTÍSSIMO E PURÍSSIMO, FIDELÍSSIMO,
de toda a mancha do pecado,
do erro, vícios e da corrupção,
sede-nos propício
e assisti-nos, do alto do Céu,
poderosíssimo libertador nosso,
nesta luta com o poder das trevas e todo mal;
e assim como outrora livrastes o Menino Jesus
do perigo da morte,
assim agora defendei a Santa Igreja das emboscadas
dos seus inimigos visíveis e invisíveis
e de toda a adversidade visível e invisível.

Concedei-nos a todos a Vossa proteção, bênção e presença de Pai

a fim de que imitando o Vosso exemplo
e ajudados pelo Vosso Auxílio celestial,
possamos viver santamente na Terra e fiéis ao nosso Batismo,
sem abandonar nossa Igreja Católilca Apostólica Romana!,
morrer piedosamente quando Deus nos convocar para o Julgamento,
e obter no Céu a única e feliz Bem-Aventurança Eterna.

Assim seja.

ROGAI POR NÓS, SÃO JOSÉ PARA QUE SEJAMOS DIGNOS DAS PROMESSAS DE CRISTO. AMÉM.

________________

                                       REFERÊNCIAS

                                       ANEXOS

... O Milagre da Escada de São José (Ó MEU BOM JOSÉ, MINHA GRATIDÃO! (MOMENTOS POÉTICOS, 2006, p. 63) J B PEREIRA)...
Louvores Instrumental Para Oração e pregação
https://www.youtube.com/watch?v=QFEq2OHBL2c
Meus comentários em: https://www.recantodasletras.com.br/oracoes/6407537

Ide a José, diz a Escritura: Meu bom José, Pai nutrício de Jesus.
https://www.recantodasletras.com.br/oracoes/3605626

MEUS POEMAS. IN: MOMENTOS POÉTICOS. Divinópolis: SEFFOR, 2006
https://www.recantodasletras.com.br/e-livros/6549153

Novena tradicional em honra de São José
https://www.recantodasletras.com.br/oracoes/6438827

________________

                       E-book - A verdadeira história de São José

 "Por falar nisso, se você é devoto de São José, que tal começar a ler hoje mesmo o livro digital Tudo, Tudo, Tudo sobre São José?

Este e-book está fazendo um grande sucesso entre os leitores da Coleção O Livro Católico. Só ele tem:

- Fatos incríveis que aconteceram em sua época

- Ensinamentos, conselhos e inspirações para o seu dia a dia

- As melhores orações ao santo

                  O que você está esperando?

Entre aqui para adquirir o seu.

É fascinante e fará bem a cada um de sua família.

São José, rogai por todos os trabalhadores.

                         Equipe Editorial
               logo O livro Católico

                De: "O Livro Católico"
 atendimento@adf.org.br
                                           16/08/2018
______________
J B Pereira e https://www.youtube.com/watch?v=xXXwN7FASSo & http://ideasaojose.blogspot.com/2014/07/jaculatorias.html
Enviado por J B Pereira em 30/12/2020
Reeditado em 30/12/2020
Código do texto: T7147826
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
J B Pereira
Piracicaba - São Paulo - Brasil
2826 textos (1569232 leituras)
35 e-livros (529 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/04/21 20:12)
J B Pereira