Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
ERA UMA VEZ...
 

Era uma vez meu pai.




 
Não é fácil escrever a história de meu pai porque sua história, apesar de comum, não é uma história comum porque é a história de meu pai e é tão grande essa história.





Uma história tão Imensa, imensa como os verdes campos que ele amava. Na verdade não tem fim. Não tem. Ultrapassou seus 80 anos de vida e foi além...  Chegou ao céu.





Sim, sua história é maior e mais comprida certamente que as longas estradas que percorreu. Não mede em quilometros. Imagina. Mas basta olhar o caminho de volta...





S​​​​​ua história é bem maior que suas lutas ao cabo da enxada. É sim. Eu sei. Estava ali nos calos das mãos. As frases, estavam lá em forma de veias que saltavam na pele morena. Estavam. Eu vi.  E palavras não sabem contar essas coisas. Não sabem.





Sua história é mais forte que os esticadores das cercas que fez ao longo da vida. Aquele  poste que sustenta e que se cair  tudo cai. Ele nunca caiu, nunca... Nem quando caiu grandes temporais. Nem quando o vento foi forte. Nem quando houve relâmpagos e trovões.





Sua história é mais forte que o machado que rachou lenhas e madeiras ao longo da vida com uma firmeza que nunca existiu igual. Mesmo nos momentos dificeis seguia em frente sem vacilar. A sabedoria tão grande quanto o golpe certeiro do machado.  Não errava . Palavras jamais contam essas coisas perfeitas.





Sua história foi muito maior que as tantas evoluções que presenciou ao longo da vida e que lhe permitiu poucas modernidades. Nem por isso sua história ficou para trás. Pelo contrário, vivia sempre conectado a Deus, a natureza e à família. Essas coisas palavras não contam.




E ainda digo que sua história é bem maior, muito maior do que foi seus passos sempre apressados... E talvez por isso, sua história tenha sido maior, afinal o tempo também corre e não espera, o vento vai passando as páginas tão rápido que é preciso mesmo muito pressa. As belas histórias são escritas assim a passos largos. Tenho certeza.





Não, sua história não tem palavras. Se tem não encontrei ainda. E tenho certeza que jamais encontrarei. Sua história tem é essência. E essência a gente não descreve. Apenas sente e admira. 





Imagina 80 anos.... Não dá para descrever 80 anos assim em algumas palavras ainda que eu escrevesse quinhentas ou mais páginas. Não dá, não dá.





Então eu não vou escrever a história de meu pai. Essa história eu quero apenas sentir nas lembranças que ficaram e algumas imagens marcantes que falam mais que mil palavras.




Sim, uma imagem diz tudo. Apenas uma imagem escreve uma história em temporadas e episódios tantos que a gente jamais se cansa de ver e rever, lembrar e relembrar...  Palavras? Já disse: não existem que falem de meu pai.  Não existem. Na verdade não precisa...



 
 

 



Uma homenagem a meu pai que partiu no dia 08 de maio de 2020, assim tão de repente . Nos deixou desolados. Mas Deus na sua infinita misericórdia nos ensinará a aceitar e conviver sem sua presença tão marcante. Conforta-nos saber que foi para junto de Deus e isso é uma honra. As imagens ( algumas clicadas por mim outras por meus irmãos) são a mais marcantes de meu pai, aquelas que contam a sua história de 80 anos de garra e luta. A vida segue com Deus no comando sempre.

 



Sonia de Fátima Machado Silva
Enviado por Sonia de Fátima Machado Silva em 13/05/2020
Reeditado em 13/05/2020
Código do texto: T6946485
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Sonia de Fátima Machado Silva
Coromandel - Minas Gerais - Brasil, 57 anos
1341 textos (58352 leituras)
13 áudios (691 audições)
2 e-livros (150 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/04/21 12:06)
Sonia de Fátima Machado Silva

Site do Escritor