Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Aragón Guerrero, adeus amigo

Pontos e vírgulas - Para Aragón Guerrero

Vai que a frase não sai assim... assim.
E a vírgula que esqueci... fala por mim.
Uma mistura estranha de começo... fim.
Nessa brincadeira fiz pra você... sim.

Vai que o ponto, nem era de final,
Eram reticências, tudo assim, normal,
Mistura de realidade e paranormal,
Loucuras de poeta, transitivo e nominal.

Bem sei, tudo certinho, é tão bonito...
Vírgulas e pontos, certos, em cada escrito,
Gosto dos puxões de orelha, como um grito;
Preciso, amigo, e amigo tu és, e aqui repito.



Ao amigo, poeta e escritor, Aragón Guerrero,
que sempre me honra com seus comentários;
e sei o quanto, a falta de vírgulas, o incomoda,
uma brincadeirinha carinhosa, dessa que lhe admira

13/02/2016 21:46 - Aragón Guerrero -
Rsrsrssss...Claro que não fiquei bravo, ao contrário , adoro quando o bom humor e a amizade rolam assim...você não me conhece, sou muito brincalhão, uma pessoa alegre por natureza. Meu abraço sincero, e continue assim, esbanjando talento, mas um talento com vírgulas , ok ?


*É assim que presto minha homenagem ao querido amigo das letras, Aragón Guerrero; ansiavámos por notícias suas, até que veio, trazendo um aperto no peito, lágrimas nos olhos, e um certo conforto ao coração, pois, de agora em diante, sabemos que irá brilhar no céu, e alegrar os anjos com tuas canções. Vai deixar saudade no coração de quem partilhou dos teus escritos, e recebeu a alegria das tuas visitas, em forma de comentário. Adeus, grande amigo, como disse San Cardoso: Até um dia.
Meri Viero
Enviado por Meri Viero em 29/06/2019
Reeditado em 29/06/2019
Código do texto: T6684739
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Meri Viero
Guarapuava - Paraná - Brasil, 49 anos
1525 textos (48179 leituras)
5 áudios (313 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/04/21 10:38)
Meri Viero