Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Rastilho
(Reapresento em homenagem à poetisa Vania Lopez)


Sei que houve um tempo em que meu sol
brilhava com maior intensidade que agora.
Naquela época, abraçava as minhas fêmeas
com sofreguidão e era um templo vazio e só.

O legado surdo e absurdo que deixei não foi um filho,
que grita até hoje empunhando
minha ausência e questionando sua gestação.
O que fez da poesia? Por que não?

Dá-lhe o verso certo poeta, alcança o caminho do norte
segue a trilha da sorte. Pelo menos resgata a tua lágrima,
sabendo que nada refaz o que ficou na estrada, nem a saudade...

Vem, vem, nasce de novo meu filho
e resgata meu coração da dor e da ingratidão
com a mulher que ficou pelos caminhos e eu não vi o rastilho...
Eligio Moura
Enviado por Eligio Moura em 27/05/2019
Código do texto: T6658192
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Eligio Moura
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1575 textos (38217 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/07/20 15:23)
Eligio Moura