Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pai

Deixo um pedacinho do meu coração aqui,
Versos e rimas que esses tempos, aprendi;
É provável que não leia, porém, se vier a ler,
Saiba desse amor e orgulho que é pra valer.

Aprendi a te  amar, do jeito humano, que és,
De falar calmo, coração caridoso, alma boa;
Da nossa conversa, tarde entre  chás, cafés,
Chimarrão quente fazendo a roda, riso ecoa.

Sobe até os céus, risos de alegria, de vida...
Que aqui agradece por existir, pai nem herói,
Nem bandido; pai; amor que  não se destrói;
Caminharei contigo, serás  sempre  guarida.

Meri Viero
Enviado por Meri Viero em 12/08/2018
Código do texto: T6417359
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre a autora
Meri Viero
Guarapuava - Paraná - Brasil
1391 textos (43085 leituras)
2 áudios (119 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/19 08:05)
Meri Viero