Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Homenagem ao Geraldo Tito Sandin e Norma Borges!


SERRA DE TIRADENTES

Aos que preservam a Natureza!

Antes, a serra era lugar de passeio e turismo!
As pedras eram intocáveis e o ar limpo rodopiava ao vento,
O verde imperava em toda parte, com arte nas campinas e colinas.
Só o homem e a natureza em sutileza e beleza...
De lá se via paisagem virgem e pura...
E a vida parecia eterna e muda.
Toda sorte de samambaia e plantas!
Via São João del-rei e Tiradentes em cinza-verde mantas.

Até que uma indústria aí surgiu, destruindo a serra...
Exigiram direitos e uma areia branca do chão, sugou...
Feira aos olhos e manchava a paisagem...
Desvirginando margens da Estrada Antiga Real e afundando riqueza.

Muitos fingem que nada acontece!
Dias e dias amanhecem...
 E o povo e as autoridades esquecem:
Quem foi Tiradentes?
Que foi a Serra de São José de Tiradentes?
Tiradentes deve estar indignado do outro lado. (acrescentado pelo autor)
Hoje, lugar de devastação e exploração de nossas riquezas...
Que a alguns enriquecem contentes, inescrupulosos...
Areia nos olhos de São-joanenses e gente de Tiradentes! (acréscimo do autor)
Insensíveis adoradores do ouro branco dos vidros de tv.
E ficam por isso? Não se fala mais nisso? Que pena!
J B Pereira
Enviado por J B Pereira em 29/06/2017
Código do texto: T6041126
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
J B Pereira
Piracicaba - São Paulo - Brasil
2269 textos (1222149 leituras)
14 e-livros (85 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/19 02:40)
J B Pereira